Pequeno Mas Potente Motor 1.0 Ford EcoBoost Conquista Troféu “International Engine of the Year” Pelo 3º Ano Consecutivo, Num Feito Sem Precedentes

• Motor de 1,0 litros Ford EcoBoost é nomeado “International Engine of the Year”, alcançando esse feito pelo terceiro ano consecutivo, num feito sem precedentes

• O económico e potente bloco de 1,0 litros EcoBoost – que equipa não só o Fiesta como outros nove modelos da gama Ford – garantiu, também, a vitória na categoria de “Melhor Motor Abaixo dos 1,0 litros” pelo terceiro ano consecutivo

• Os jurados salientaram o motor 1.0 EcoBoost como “um dos melhores exemplos de engenharia mecânica”, suplantando outras propostas de marcas ‘premium’ e de superdesportivos

• Os novos Fiesta Red Edition e Fiesta Black Edition quando surgirem no mercado irão tornar-se nos modelos mais potentes de sempre equipados com motores de 1,0 litros, com uma vitaminada variante de 140 cv

• O turbocompressor gira quase duas vezes mais depressa do que as rotações dos actuais motores turbo de Fórmula 1, ou seja, mais de 4.000 vezes por segundo

• O motor é produzido em Colónia (Alemanha), Craiova (Roménia) e Chongqing (China), estando disponível em 72 mercados de todo o mundo


ESTUGARDA, Alemanha, 25 de Junho de 2014 – O pequeno motor a gasolina que equipa vários modelos da Ford, incluindo o novo Fiesta, bateu uma concorrência composta por construtores ‘premium’ e de modelos superdesportivos na luta pelo “Oscar” para o melhor motor do mundo, fazendo-o pela terceira vez consecutiva, naquilo que é um feito sem precedentes.

O motor 1.0 EcoBoost da Ford Motor Company – bloco que reduz os consumos sem penalizar a potência – foi hoje anunciado como vencedor do título “2014 International Engine of the Year” pela sua condução, performance, economia, refinamento e tecnologia.

Um painel de 82 jurados do sector automóvel, oriundos de 35 países, atribuiu, também, a este bloco 1.0 EcoBoost o ceptro de “Melhor Motor Abaixo dos 1,0 litros” pelo terceiro ano consecutivo, em cerimónia realizada no espaço Engine Expo 2014, de Estugarda.

“Ao conseguirmos propor um completo pacote em termos de admirável economia de combustível, surpreendente performance, tranquilidade e requinte, sabíamos que este pequeno motor de 1,0 litros seria algo que iria mexer com o instituído,” afirmou Bob Fascetti, Vice-Presidente, Engenharia de Motorizações, da Ford. “Através da nossa abordagem One Ford em termos de desenvolvimento, a assinatura EcoBoost continua a definir-se como a referência no que concerne a potência combinada com eficiência de combustível inerente a um pequeno motor a gasolina.”

Recorde-se que este motor já conquistou 13 prémios de renome. Para além de coleccionar sete troféus no âmbito do “Motor Internacional do Ano” ao longo dos últimos três anos – incluindo em 2012 a categoria de “Melhor Novo Motor” – o motor 1.0 EcoBoost também se viu premiado com o “Internacional Paul Pietsch Award 2013” no domínio da inovação tecnológica na Alemanha, com o “Dewar Trophy” atribuído pelo Royal Automobile Club da Grã-Bretanha e com o “Breakthrough Award” da responsabilidade da revista norte-americana “Popular Mechanics”. A Ford foi, também, o primeiro construtor a conquistar um troféu na iniciativa “Ward’s 10 Best Engines” para um motor de três cilindros.

“A edição deste ano foi bastante disputada, mas o motor de 1,0 litros EcoBoost continua a destacar-se por todas as razões certas, pelo seu grande refinamento, surpreendente flexibilidade e excelente eficiência,” afirmou Dean Slavnich, Co-Chairman da 16ª edição dos prémios de “International Engine of the Year” e editor da revista “Engine Technology International”. “O bloco 1.0 EcoBoost é um dos melhores exemplos de engenharia de motores.”

O historial do motor 1.0 EcoBoost
Lançado na Europa em 2012 com o Ford Focus, o motor de 1,0 litros EcoBoost está hoje disponível em nove outros modelos da Ford: Fiesta, B-MAX, EcoSport, C-MAX e Grand C-MAX, Tourneo Connect, Tourneo Courier, Transit Connect e Transit Courier.

O novo Mondeo irá dar continuidade a este historial de lançamentos na Europa, quando receber o motor 1.0 EcoBoost mais para o final do corrente ano, naquele que será o mais pequeno bloco integrado num modelo familiar de grandes dimensões.

Até aqui disponível em versões de 100 cv e 125 cv, a Ford estreou recentemente uma nova variante de 140 cv PS deste motor nos novos Fiesta Red Edition e Fiesta Black Edition. Aqueles que serão os mais potentes modelos de produção com motores de 1,0 litros irão percorrer os 0 aos 100 km/h em 9 segundos, terão uma velocidade máxima de 201 km/h e uma economia de 4,5 l/100 km em termos de consumos e de 104 g/km nas emissões de CO2*.

Os modelos da Ford equipados com o bloco 1.0 EcoBoost representam hoje 20 por cento do volume total de modelos Ford comercializados nos 20 principais mercados da Ford na Europa**. Nos primeiros cinco meses de 2014, os mercados mais populares para o motor 1.0 EcoBoost foram a Holanda (38 por cento de todos os automóveis adquiridos), a Dinamarca (37 por cento) e a Finlândia (33 por cento).

As unidades fabris da Ford na Europa – Colónia (Alemanha) e Craiova (Roménia) – produzem uma nova unidade do motor EcoBoost a cada 42 segundos, tendo o seu volume total ultrapassado recentemente a marca das 500.000 unidades.

“Passaram três anos e surgiram muitos outros motores de três cilindros novos, mas o 1.0 EcoBoost da Ford mantém-se como o melhor de todos,” disse Massimo Nascimbene, jurado e jornalista italiano.

Potência global
São 72 os países a nível global onde se comercializam veículos Ford equipados com o motor 1.0 EcoBoost. Os clientes norte-americanos poderão, mais para o final do ano, adquirir o novo Focus 1.0 EcoBoost, em complemento ao Fiesta 1.0 EcoBoost, já disponível nos seus concessionários.

A Ford deu recentemente início à produção do motor 1.0 EcoBoost em Chongqing (China), como suporte à procura registada na Ásia-Pacífico. Para o primeiro trimestre de 2014, mais de um terço dos novos compradores do modelo Fiesta no Vietname elegeram o motor EcoBoost de 1.0 litros.

“O sucesso do bloco de 1,0 litros EcoBoost tem um efeito bola de neve. Desde o seu lançamento, já ampliámos a sua disponibilidade ao longo da gama de modelos Ford e nos mercados de todo o mundo, definindo uma nova referência mundial em engenharia de motores, oferecendo aos clientes um benefício directo, tanto em termos de eficiência de combustível como de performance,” afirmou Barb Samardzich, Chief Operating Officer, Ford Europa.

Engenharia inovadora
Mais de 200 engenheiros e designers dos centros de pesquisa e desenvolvimento da Ford de Aachen e Merkenich (Alemanha), Dagenham e Dunton (Reino Unido), passaram mais de cinco milhões de horas a desenvolver o bloco 1.0 EcoBoost.

O compacto turbocompressor de baixa inércia gira até um máximo de 248.000 rotações por minuto, ou seja, mais de 4.000 vezes por segundo, quase duplicando as rotações dos turbocompressores dos motores de competição usados na Fórmula 1 no corrente ano.

O turbo da variante de 140 cv do motor 1.0 EcoBoost disponibiliza uma pressão de ‘boost’ de 1,6 bar (24 psi). Em situação limite, a pressão de 124 bar (1.800 psi) é equiparável à de um elefante africano de cinco toneladas colocado em cima de um pistão.

Com um bloco de motor em ferro forjado suficientemente pequeno para caber num compartimento de bagagem de mão no interior dos aviões, o motor conta ainda com uma cabeça de cilindro em alumínio, integrando uma válvula de escape que diminui a temperatura, optimizando a proporção combustível/ar. O inovador design do volante do motor e da polia frontal permite um melhorado refinamento comparativamente com o design dos tradicionais motores de três cilindros.

O atrito do motor é mais reduzido pela utilização de revestimentos dos pistões especiais, anéis dos pistões de baixa tensão, vedantes da cambota de baixa fricção e um novo design da correia da came em banho de óleo. Uma bomba de óleo de débito variável gere o processo de lubrificação de acordo com as necessidades e optimiza a pressão do mesmo, melhorando a eficiência em termos de consumos.

“O motor 1.0 EcoBoost foi criado como um motor de baixa cilindrada radical para ir ao encontro do maior desafio do mundo automóvel, o compromisso entre um enorme requinte, performance e economia de combustível,” comentou Andrew Fraser, Director, Calibração de Motores a Gasolina, Ford Europa. “O segredo do sucesso do EcoBoost é uma gama de tecnologias inovadoras que proporcionam as vantagens dos automóveis grandes a partir de um motor de pequenas dimensões.”

** Os consumos de combustível e as emissões de CO2 declaradas são medidos de acordo com os requisitos técnicos e especificações da Regulamentação Europeia (CE) 715/2007 e (CE) 692/2008, nas suas mais recentes redacções. Os consumos de combustível e as emissões de CO2 referem-se a uma determinada variante de veículo e não para uma unidade automóvel única. O procedimento do teste padrão aplicado permite a comparação entre diferentes tipos de veículos e fabricantes. Para além da eficiência de consumos de um automóvel, o comportamento ao volante, bem como outros factores não-técnicos desempenham um papel na determinação das emissões de CO2 e dos consumos de combustível de um automóvel. O CO2 é o principal gás responsável pelo aquecimento global. Os resultados podem diferir dos de outras regiões do mundo devido aos diferentes ciclos e regulamentações utilizadas nesses mercados.

** Valores baseados em 20 países europeus: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Holanda, Inglaterra, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Noruega, Polónia, Portugal, República Checa, Roménia, Suécia e Suíça

Sobre a Ford Motor Company
A Ford Motor Company, empresa global da indústria automóvel, sediada em Dearborn, Michigan (EUA), produz e distribui automóveis em seis continentes. Com cerca de 183.000 empregados e 65 fábricas em todo o Mundo, conta no seu portfólio automóvel com as marcas Ford e Lincoln. A empresa disponibiliza serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre a Ford e os seus produtos, por favor visite www.corporate.ford.com.

A Ford Europa é responsável pela produção, comercialização e pós-venda da marca Ford em 50 mercados individuais, empregando aproximadamente 50.000 pessoas nas suas instalações e cerca de 69.000 pessoas no âmbito das ‘joint-ventures’ e restantes parcerias. Em complemento à Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Ford Customer Service Division e 24 unidades fabris (13 detidas na totalidade ou em regime de ‘joint venture’ consolidada, mais 11 em regime de ‘joint venture’ não consolidada). Os primeiros automóveis Ford foram enviados para a Europa em 1903, o mesmo ano da fundação da Ford Motor Company. A produção na Europa teve início em 1911.

Tags:

Sobre nós

Representante da Marca Ford em Portugal.

Subscrever

Media

Media