Vendas Veículos Ford Tracção Integral Inteligente e 4X4 Duplicam e SUV Triplicam na Europa

  • Ford espera que as vendas dos seus veículos de tracção integral inteligente e 4X4 na Europa cresçam 120 por cento entre 2014 e 2016
     
  • Ford disponibilizará tracção integral inteligente ou 4X4 em 8 modelos até 2016 quando em 2012 dispunha apenas de três, melhorando as capacidades em estrada ou fora dela em modelos que vão do Focus RS até à Transit
     
  • Ford planeia também vender 200,000 SUVs na Europa até 2016 incluindo os recém-melhorados EcoSport e Kuga e o novo Edge
     
  • O SUV compacto Ford EcoSport oferecerá também o motor 1.0 EcoBoost de 140cv e o novo derivativo ‘premium’ Titanium S a partir de 2016
 
LOMMEL, Bélgica, 9 Dez. 2015 – A Ford Motor Company prevê vender 139,000 veículos de tracção integral inteligente e 4X4 na Europa em 2016, um aumento de 120 por cento quando comparado com 2014.
 
A Ford, no início do próximo ano, vai oferecer em oito das 17 gamas de veículos na Europa, sofisticadas tecnologias de tracção integral inteligente ou 4X4, em comparação com os três modelos que dispunha em 2012. Os veículos Ford equipados com sistemas que ajudam os condutores a enfrentar os desafios da condução fora de estrada, melhorar a aderência em pisos escorregadios, e até mesmo optimizar o desempenho na condução em circuito, incluirão o novo Ford Edge e Kuga (SUVs), os veículos de passageiros Ford Galaxy , Mondeo e S-MAX , o novo Focus RS de alta performance, a nova pickup Ranger e a Transit van .
 
A Ford planeia também vender 200.000 SUVs na Europa no próximo ano - um aumento de 200 por cento quando comparado com 2013. O SUV compacto Ford EcoSport - recentemente melhorado para oferecer mais estilo, melhor dinâmica de condução e novos equipamentos para mais conforto e comodidade –, oferecerá a partir do próximo ano uma versão de 140 cv do multi-premiado motor Ford EcoBoost de 1.0 litros no nível de equipamento Titanium S.
 
A Ford iniciou recentemente a produção do novo topo de gama Ford Edge para a Europa, o terceiro capítulo no plano de expansão SUV da companhia para a região, seguindo o modelo de segmento médio Kuga , agora disponível pela primeira vez com o sistema de conectividade da Ford SYNC 2 , e o EcoSport.
 
As vendas de SUV de toda a indústria na Europa devem aumentar de 20 por cento do total das vendas de automóveis de passageiros em 2014, para 27 por cento até 2020, de acordo com a IHS, empresa analista de vendas da indústria.
“Com a nossa gama de sofisticados sistemas de tracção integral inteligente e às quatro rodas, a Ford é capaz de oferecer aos clientes a tecnologia certa para os seus veículos e para as suas vidas”, disse Roelant de Waard, vice-presidente de Marketing, Vendas e Serviço, Ford Europa. “A apetência dos consumidores pelos SUV e veículos equipados com tracção integral é tão relevante que planeamos introduzir cinco novos veículos nos próximos três anos que irão competir nos segmentos SUV e crossover.”
 
AWD ganha tracção
A Ford vai disponibilizar no início do próximo ano a tecnologia de tracção integral inteligente ou de quatro rodas motrizes 4X4 em quase 50 por cento da sua gama de veículos de passageiros e de veículos comerciais na Europa, melhorando a experiência de condução, aderência à estrada e capacidade fora de estrada para os clientes.
 
O novo Ford Focus RS de 350cv introduz o sistema da Ford Performance AWD com Vectorização Dinâmica do Binário para proporcionar um novo nível de maneabilidade e prazer de condução. Os conjuntos de dupla embraiagem controlados electronicamente de cada lado da unidade de tracção traseira gerem a distribuição de binário para as rodas da frente e traseiras, e também pode controlar a distribuição de binário de um lado para o outro no eixo traseiro, proporcionando a capacidade de “vectorização de binário”, que tem um impacto relevante na estabilidade, maneabilidade e em curva.
 
A unidade de controlo no sistema de tracção posterior distribui o binário de forma continua frente/trás e esquerda/direita para se adaptar a diferentes condições de condução, monitorizando a informação que chega de vários sensores à velocidade de 100 vezes por segundo. Um binário de até 70% pode ser colocado no eixo traseiro. Um máximo de 100% do binário disponível no eixo traseiro pode ser distribuído por cada roda traseira.
 
“Este sistema de tracção integral inteligente representa um novo patamar tecnológico, permitindo excelentes capacidades de maneabilidade e em curva” afirmou David Pericak, director da Ford Performance Global. “Conseguimos rasgar todos os livros onde estava escrito que os ‘hatchback’ de tracção integral inteligente não transmitem prazer de condução e criámos um automóvel que irá surpreender e ‘premiar’ em igual proporção.”
 
Os modelos Ford Edge, Galaxy, Kuga e S-Max dispõem de Ford Intelligent All Wheel Drive , com uma suave transição de binário entre as quatro rodas, de forma a permitir melhor tracção, especialmente em pisos escorregadios. Este sistema mede a aderência das rodas à estrada, ajustando a distribuição do binário até 50/50 entre o eixo traseiro e dianteiro em menos de 20 milissegundos – 20 vezes mais rápido do que um piscar de olhos.
 
Pelo facto de distribuir binário apenas onde e quando é necessário, o sistema de tracção integral inteligente tem um impacto mínimo em termos de consumos e emissões de CO 2 , quando comparado com o sistema de tracção integral permanente. O modelo Ford Transit inclui também um sistema único de tracção integral inteligente, oferecendo uma capacidade dinâmica e de tracção referencial na classe e conta ainda com modo de bloqueio da tracção integral para uma aderência optimizada em condições extremas.
 
A pickup Ford Ranger está equipada com o sistema de tracção integral controlada pelo condutor, com caixa de transferências de duas velocidades, dando a possibilidade ao condutor de escolher entre duas rodas traseiras ou quatro rodas motrizes, bastando para tal accionar uma manete situada na consola central e que funciona até 120 km/h. Para dispor de mais binário nas relações baixas ou de mais travão de motor nos terrenos mais difíceis e íngremes, o condutor pode engrenar redutoras. O diferencial traseiro com bloqueio electrónico também proporciona um aumento da tracção nos terrenos mais exigentes.
 
A nova Ford Ranger – já disponível para encomenda – apresenta uma redução de cerca de 17 por cento* nos consumos graças a uma unidade motriz mais eficaz e à tecnologia Auto-Start-Stop, novas opções de “rapport” final e à introdução de direcção assistida eléctrica.
 
Novo Ford Edge mais luxuoso
Cheio de estilo e sofisticação o SUV Ford Edge entrará na Europa com um novo motor Diesel, 2000cc e 180 Cv, e com o 2000cc bi-turbo TDCi de 210Cv, equipado com caixa de velocidades automática de seis relações. Ambos os motores ostentam um padrão de consumos de 5,8 l/100 km e emissões de 149 g/km, os dois com Auto-Start-Stop.
 
O novo Ford Edge dispõe de um leque variado de tecnologias, a Direcção Assistida Adaptativa , Câmara Frontal e Assistente Pré-colisão com Detecção de Peões . Todas as versões do Ford Edge estão equipadas com o Controlo Activo de Ruído da Ford, que detecta o barulho do motor no interior do habitáculo e anula-o, com ondas de som emitidas pelo sistema de som do automóvel.
 
Compacto EcoSport melhorado
O Ford EcoSport com uma versão de 140 cv do motor 1.0 EcoBoost a gasolina que por três vezes foi distinguido como Motor Internacional do Ano, consegue consumos de 5,4 l / 100 km e 125 g de emissões de CO 2 / km, tal como na versão de 125 cv.
 
Uma nova especificação Titanium S do EcoSport oferece jantes pretas em liga leve de 17”, tejadilho em preto e capas dos espelhos retrovisores na mesma cor, vidro escurecidos, afinação de chassis específica, sistema áudio Sony DAB digital com conectividade Ford SYNC, ecrã de 4” a cores e sistema de navegação opcional, Câmara de Visão Traseira nas versões em que a roda sobressalente não esta montada na porta traseira. Novas opções de cores passam a incluir um vibrante Golden Bronze. A Ford passou a disponibilizar este ano pela primeira vez o EcoSport sem a roda sobressalente montada na porta traseira.
 
“O EcoSport foi desenvolvido em alguns dos mais rigorosos terrenos e tipos de clima em todo o globo, de modo a ser uma opção ainda mais atraente para os clientes do crescente segmento SUV. Adicionalmente, a equipa do centro de testes de Lommel, na Bélgica, melhorou as capacidades dinâmicas, tornando do novo EcoSport ainda mais divertido de conduzir nas estradas europeias”, afirmou Joe Bakaj, vice-presidente para Área de Desenvolvimento de Produto da Ford Europa.
 
Outras opções de motores incluem a unidade de 95Ccv 1.5 TDCi capaz de consumos de 4,4l/100 km e 115 g/km de emissões de CO 2 . O 1.5 Ti-VCT com consumos de 6,3l/100 km e 149 g/km de emissões (não disponível em Portugal). Todos os motores vão ao encontro da norma Euro 6 em termos de emissões. A Ford vendeu 35,800 unidades do EcoSport entre Janeiro e Novembro deste ano, três vezes mais do que no mesmo período de 2014.
 
Nova tecnologia e estilo para o Kuga
O sistema de conectividade Ford SYNC 2 permite aos condutores do Kuga de utilizarem os seus telefones móveis, sistema de entretenimento, a climatização e navegação com uma linguagem simples, com a ajuda de um ecrã táctil de 8” que permite ainda ver as imagens captadas pela Câmara de Visão Traseira. O tecto de abrir panorâmico do Kuga foi revisto para uma melhor ventilação. Este modelo está disponível com novas cores metalizadas: Green Instinct e Shadow Black.

A segunda geração do Ford Kuga que estreou o novo sistema de tracção integral inteligente da Ford na Europa em 2012, dispõe também do sistema mãos livres de abertura da bagageira , Assistência Activa ao Estacionamento , Travagem Activa em Cidade e Reconhecimento de Sinais de Trânsito .
 
O Kuga está disponível com uma transmissão manual e automática PowerShift de seis velocidades e um leque de motores que inclui o 2.0 TDCi de 120, 150 ou 180cv, emissões a partir de 120g/Km e consumos desde 4.6l/100 km. Acresce o motor 1.5 EcoBoost a gasolina, disponível com potências entre os 150 e os 182cv; emissões de CO 2 desde 143 g/km e consumos a partir de 6,2l/100 km. A Ford vendeu 92,900 unidades Kuga desde Janeiro até Novembro de 2015, uma subida de 19 por cento face ao período homólogo de 2014.

* Os consumos de combustível e as emissões de CO 2 declaradas são medidos de acordo com os requisitos técnicos e especificações da Regulamentação Europeia (CE) 715/2007 e (CE) 692/2008, nas suas mais recentes redacções. Os consumos de combustível e as emissões de CO 2 referem-se a uma determinada variante de veículo e não para uma unidade automóvel única. O procedimento do teste padrão aplicado permite a comparação entre diferentes tipos de veículos e fabricantes. Para além da eficiência de consumos de um automóvel, o comportamento ao volante, bem como outros factores não-técnicos desempenham um papel na determinação das emissões de CO 2 e dos consumos de combustível de um automóvel. O CO 2 é o principal gás responsável pelo aquecimento global. Os resultados podem diferir dos de outras regiões do mundo devido aos diferentes ciclos de condução e regulamentações utilizadas nesses mercados.
 
** A Ford Europa reporta as suas vendas relativas aos 20 principais mercados onde está representada através de filiais de vendas. Os mercados Euro 20 são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Noruega, Polónia, Portugal, República Checa, Roménia, Suécia e Suíça.
 
Sobre a Ford Motor Company
A   Ford Motor Company, empresa líder da indústria automóvel global, com sede em Dearborn, Michigan (EUA), produz e distribui automóveis em seis continentes. Com aproximadamente 197.000 empregados e 67 fábricas em todo o mundo, as marcas automóveis da empresa incluem Ford e Lincoln. A companhia presta serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre a Ford e os seus produtos em todo o mundo, por favor consulte   www.corporate.ford.com .
 
A Ford Europa é responsável por produzir, comercializar e assistir os veículos da marca Ford em 50 mercados e emprega aproximadamente 53,000 trabalhadores nas suas instalações e aproximadamente 68,000 incluindo as ‘joint-ventures’. Em conjunto com a Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Divisão de Serviço ao Cliente e 24 instalações fabris (16 detidas integralmente ou instalações em ‘joint-ventures’ consolidadas e 8 em 'joint-ventures' não consolidadas). Foi em 1903 que os primeiros veículos Ford foram transportados para a Europa, no mesmo ano em que a Ford Motor Company foi fundada. A produção europeia iniciou-se em 1911.

Tags:

Sobre nós

Representante da Marca Ford em Portugal.

Subscrever

Media

Media