As seis melhores ideias científicas desenvolvidas em Portugal

Quarta-feira, dia 29 de Outubro, às 14h00, na Fraunhofer Portugal
 
Um sistema de navegação para cegos; uma plataforma online desenvolvida para o tratamento de doentes afásicos; um sistema de identificação e potencial localização de células cancerígenas (via axilas); um sistema modular de estimulação elétrica para reabilitação motora; um software que auxilia músicos na manipulação de sinais áudio em contextos criativos; e uma plataforma para desenvolver circuitos integrados com tecnologias a-GIZO TFT. Estes são os seis projetos desenvolvidos em universidades portuguesas que vão disputar o pódio no concurso de ideias Fraunhofer Portugal Challenge 2014 na próxima quarta-feira, dia 29 de Outubro, a partir das 14h00, na Fraunhofer Portugal (sita no UPTEC ).
 
Os seis finalistas já foram encontrados e no próximo dia 29 de Outubro, vão ser eleitas as ideias de investigação mais inovadoras do país, nas categorias de Mestrado e Doutoramento. O júri é constituído por um painel de especialistas convidados, entre os quais o Vereador da Inovação e Ambiente da Câmara Municipal do Porto, Filipe Araújo, e representantes de instituições como João Ferreira, da FEUP, e empresas de referência como Marco Marques, da Bosch, e José Oliveira, da Vodafone Portugal.
 
Organizado desde 2010, o Fraunhofer Portugal Challenge procura encorajar a cooperação entre a indústria e a comunidade científica, motivando e premiando a investigação de utilidade prática através da atribuição de um prémio a estudantes e investigadores que melhor contribuam para a filosofia que sustenta a visão do Fraunhofer AICOS: ‘Alargar o Âmbito da Sociedade da Informação e Conhecimento’, bem como a sua missão de criar ‘Tecnologia Notável, Fácil de Usar’. As ideias a concurso são baseadas em teses de Mestrado ou Doutoramento e contemplam uma vertente prática, ou seja, são orientadas para o mercado, com aplicabilidade na indústria ou no quotidiano da vida das pessoas.
 
Anualmente, são distinguidas as melhores ideias nas áreas de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), multimédia e ciências relacionadas. O concurso envolve duas categorias, Mestrado e Doutoramento, sendo premiados três finalistas em cada uma delas (seis no total).
 
Finalistas na categoria de Mestrado:
Karen Duarte (Universidade de Coimbra) – “SmartGuia: Shopping Assistant for Blind People”
Anna Pompili (Instituto Superior Técnico) – “Speech and language technologies for aphasia therapy”
Ricardo Eleutério (Universidade Nova de Lisboa) – “Microwave Imaging of the Axilla to Aid Breast Cancer Diagnosis”
 
Finalistas na categoria de Doutoramento:
Paulo de Melo (Instituto Superior Técnico) – “A Novel Functional Electrical Stimulation System and Strategies for Motor Rehabilitation”
Gilberto Bernardes (Universidade do Porto) – “earGram: Composing Music by Selection”
Pydi Ganga (Universidade do Porto) – “Transparent and/or flexible low-cost electronics with a-GIZO TFTs”
 
 
Sobre a Fraunhofer Portugal
A Fraunhofer Portugal é uma associação sem fins lucrativos, reconhecida pelo Estado Português como Pessoa Coletiva de Utilidade Pública. Com sede no Porto, foi criada em 2008 pela Fraunhofer-Gesellschaft, a maior organização de investigação aplicada da Europa. Promove a investigação aplicada com o intuito de fomentar o desenvolvimento económico e, simultaneamente dar resposta a um conjunto de necessidades da população. A sua investigação é direcionada para dois grupos prioritários: os idosos e as populações de países em desenvolvimento .
 
Também criado em 2008, o Fraunhofer AICOS (Research Center for Assistive Information and Communication Solutions) é o primeiro centro de investigação da Fraunhofer em Portugal e resulta de uma parceria entre a Fraunhofer-Gesellschaft e a Universidade do Porto. O Fraunhofer AICOS atua em duas grandes áreas: “Ambient Assistive Living” (AAL) e Tecnologias de Informação e Comunicação para o Desenvolvimento (ICT4D).Com o intuito de criar soluções tecnológicas inovadoras e intuitivas e facilitar o acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação, o Fraunhofer AICOS tem competências científicas em três áreas primordiais: Interação Homem-Computador, Processamento de Informação e Computação Autónoma. A importância atribuída a estas temáticas levou o Fraunhofer AICOS a criar, em 2013, dois Centros de Competências: o Fall Competence Center (FCC) e o Information and Communication Technologies for Development Competence Center (ICT4DCC).
 

Tags:

Sobre nós

A Associação Fraunhofer Portugal Research (Fraunhofer Portugal) promove e coordena a cooperação entre os seus centros de investigação, outras instituições de investigação e parceiros industriais, com o objectivo de levar a cabo investigação aplicada com utilidade directa para empresas privadas e públicas, originando benefícios para a sociedade como um todo.

Subscrever