Fraunhofer Portugal AICOS assina protocolo com Ministério da Economia

Primeiro-ministro marca presença na apresentação do Programa INTERFACE

O Fraunhofer Portugal AICOS vai assinar um protocolo com o Ministério da Economia, através da Agência Nacional de Inovação (ANI), pelo contributo do centro na criação do Programa INTERFACE. O Primeiro-ministro vai estar presente na apresentação do programa e na formalização da parceria, no dia 23 de fevereiro (quinta-feira), às 15:00, no Pátio da Galé (Lisboa). As medidas do Programa INTERFACE pretendem apoiar a capacitação dos Centros de Interface Tecnológicos (CIT).

Apostar no crescimento de interações dinâmicas entre as entidades científicas e tecnológicas é um dos objetivos do Programa INTERFACE, que pretende promover a transferência de conhecimento científico e tecnológico para as empresas e para a sociedade.

O processo de inovação apenas é possível com a capacitação das infraestruturas tecnológicas e com o reforço de recursos financeiros e humanos, o que permite fomentar redes de cooperação de investigação e desenvolvimento (I&D), valorizar o conhecimento, criar produtos, serviços e empresas de base científica e tecnológica. O estabelecimento de parcerias entre as instituições de ensino superior e os CIT, o reforço de ligações internacionais e a interação em rede são também fatores essenciais para difundir conhecimento.

O Fraunhofer Portugal AICOS é o primeiro centro de investigação da Fraunhofer-Gesellschaft (Alemanha) em Portugal e resulta de uma parceria com a Universidade do Porto. Com este centro, pretende-se transpor para a realidade portuguesa o modelo de financiamento e o modo de atuação da Fraunhofer-Gesellschaft na área da investigação tecnológica, implementados há vários anos na Alemanha e que continuam a ser uma garantia de sucesso.

O Programa INTERFACE faz parte do Programa Nacional de Reformas e foi desenvolvido pelos Ministérios da Economia, do Planeamento e das Infraestruturas e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Sobre a Fraunhofer Portugal

A Fraunhofer Portugal tem como missão promover a investigação aplicada com o intuito de fomentar o desenvolvimento económico e, simultaneamente dar resposta a um conjunto de necessidades da população. É uma associação sem fins lucrativos, reconhecida pelo Estado Português como Pessoa Coletiva de Utilidade Pública. Com sede no Porto, foi criada em 2008 pela Fraunhofer-Gesellschaft, a maior organização de investigação aplicada da Europa, e pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã.

Também criado em 2008, o Fraunhofer Portugal AICOS (Research Center for Assistive Information and Communication Solutions) é o primeiro centro de investigação da Fraunhofer em Portugal e resulta de uma parceria estratégica entre a Fraunhofer-Gesellschaft e a Universidade do Porto. O Fraunhofer Portugal AICOS atua em duas grandes áreas: “Ambient Assisted Living” (AAL) e Tecnologias de Informação e Comunicação para o Desenvolvimento (ICT4D). A investigação desenvolvida no Fraunhofer Portugal AICOS é direcionada para dois grupos de utilizadores prioritários: os idosos e as populações de países em desenvolvimento, e tem como intuito criar soluções tecnológicas inovadoras e intuitivas e facilitar o acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação. O Fraunhofer Portugal AICOS tem competências científicas em três áreas primordiais: Interação Pessoa-Computador, Processamento de Informação e Computação Autónoma. A importância atribuída a estas temáticas levou o Fraunhofer Portugal AICOS a criar, em 2013, dois Centros de Competências: o Fall Competence Center (FCC) e o Information and Communication Technologies for Development Competence Center (ICT4DCC) nos quais têm vindo a ser desenvolvidas tecnologias que são utilizadas por entidades nacionais e estrangeiras.

Tags:

Sobre nós

A Associação Fraunhofer Portugal Research (Fraunhofer Portugal) promove e coordena a cooperação entre os seus centros de investigação, outras instituições de investigação e parceiros industriais, com o objectivo de levar a cabo investigação aplicada com utilidade directa para empresas privadas e públicas, originando benefícios para a sociedade como um todo.

Subscrever