Fraunhofer Portugal Challenge premeia ideias de estudantes de Mestrado e Doutoramento

9.000€ serão distribuídos pelos vencedores do concurso

A 8.ª edição do concurso de ideias Fraunhofer Portugal Challenge está na reta final. A iniciativa é promovida pelo centro de investigação Fraunhofer Portugal AICOS, da Associação Fraunhofer Portugal. O desafio é dirigido a estudantes e investigadores de universidades portuguesas, que podem apresentar as ideias desenvolvidas nas Teses de Mestrado e de Doutoramento. As candidaturas decorrem até domingo (30 de julho).

Smartphones, saúde, agricultura, países em desenvolvimento, wearables, croud sourcing, sistemas de posicionamento local, sensores de mobilidade, monitorização de atividade, desporto, segurança, seniores, big data e logística são os temas preferenciais da iniciativa. O concurso premeia a investigação de utilidade prática nas áreas das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), Multimédia ou outras Ciências conexas. As ideias submetidas devem refletir o potencial impacto nas áreas científicas atualmente em desenvolvimento pelo centro de investigação, como é o caso da interação homem-máquina, do processamento de informação e da computação autónoma.

Os candidatos devem preencher o formulário de registo e carregar a apresentação da ideia no site do concurso, tal como é descrito no regulamento. As ideias submetidas devem basear-se numa tese concluída no ano letivo 2015/2016 ou que ainda seja defendida no ano letivo 2016/2017.

O vencedor do concurso será enunciado no Evento de Encerramento do Fraunhofer Portugal Challenge, no dia 25 de outubro. A sessão inclui a apresentação pública dos melhores projetos selecionados na segunda fase do concurso. As seis melhores ideias vão receber prémios científicos no total de 9.000€, que vão ser divididos em duas categorias (Mestrado e Doutoramento) com 3 lugares cada (1º, 2º e 3º Prémio).

Sobre a Fraunhofer Portugal

A Fraunhofer Portugal tem como missão promover a investigação aplicada com o intuito de fomentar o desenvolvimento económico e, simultaneamente dar resposta a um conjunto de necessidades da população. É uma associação sem fins lucrativos, reconhecida pelo Estado Português como Pessoa Coletiva de Utilidade Pública. Com sede no Porto, foi criada em 2008 pela Fraunhofer-Gesellschaft, a maior organização de investigação aplicada da Europa, e pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã.

Também criado em 2008, o Fraunhofer Portugal AICOS (Research Center for Assistive Information and Communication Solutions) é o primeiro centro de investigação da Fraunhofer em Portugal e resulta de uma parceria estratégica entre a Fraunhofer-Gesellschaft e a Universidade do Porto. O Fraunhofer Portugal AICOS atua em duas grandes áreas: “Ambient Assisted Living” (AAL) e Tecnologias de Informação e Comunicação para o Desenvolvimento (ICT4D). A investigação desenvolvida no Fraunhofer Portugal AICOS é direcionada para dois grupos de utilizadores prioritários: os idosos e as populações de países em desenvolvimento, e tem como intuito criar soluções tecnológicas inovadoras e intuitivas e facilitar o acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação. O Fraunhofer Portugal AICOS tem competências científicas em três áreas primordiais: Interação Pessoa-Computador, Processamento de Informação e Computação Autónoma. A importância atribuída a estas temáticas levou o Fraunhofer Portugal AICOS a criar, em 2013, dois Centros de Competências: o Fall Competence Center (FCC) e o Information and Communication Technologies for Development Competence Center (ICT4DCC) nos quais têm vindo a ser desenvolvidas tecnologias que são utilizadas por entidades nacionais e estrangeiras.

Tags:

Sobre nós

A Associação Fraunhofer Portugal Research (Fraunhofer Portugal) promove e coordena a cooperação entre os seus centros de investigação, outras instituições de investigação e parceiros industriais, com o objectivo de levar a cabo investigação aplicada com utilidade directa para empresas privadas e públicas, originando benefícios para a sociedade como um todo.

Subscrever