Tecnologia portuguesa que ajuda os idosos a serem mais autónomos dá origem a dispositivo wearable

O centro de investigação Fraunhofer Portugal AICOS, do Porto, em parceria com a empresa holandesa Gociety Solutions, desenvolveu o GoLiveClip, um dispositivo concebido para melhorar a saúde e a segurança do utilizador. A tecnologia 'made in' Portugal foi posta à venda esta semana na Holanda, e pode estar a caminho de vários países através da Gociety Solutions.

Com o aumento da expectativa de vida dos portugueses, as novas tecnologias apresentam-se como uma ferramenta indispensável para a melhoria da qualidade de vida dos idosos. Foi a pensar nisto que a Fraunhofer Portugal AICOS se tem vindo a focar na criação de soluções de investigação aplicada no âmbito do Ambient Assisted Living (AAL).

Um dos resultados deste esforço chegou esta semana ao mercado. O GoLiveClip, um dispositivo que permite ao utilizador alertar contactos de emergência através de um botão de alerta, regista a atividade física diária, e consegue detetar e até avaliar o risco de quedas. O dispositivo wearable está ligado à GoLivePhone app, já disponível no Google Play (compatível com smartphones com Bluetooth e Android 5.1, ou mais recente), que oferece várias funcionalidades, como chamadas para contactos de emergência, alertas para a toma de medicamentos, e localização GPS, entre outras.

A tecnologia que serviu de base a este produto foi desenvolvida na Fraunhofer Portugal AICOS. O Smart Companion , uma aplicação Android desenhada especificamente para colmatar as necessidades da população sénior, e os Pandlets , sensores de movimento para dispositivos sem fios, que permitem a monitorização de atividade física, a deteção de quedas, e localização por GPS, foram ambos desenvolvidos no centro de investigação do Porto.

O lançamento deste produto reforça o papel do Fraunhofer Portugal AICOS como um forte parceiro da indústria, capaz de levar a cabo investigação aplicada com utilidade direta para os seus parceiros e clientes, e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos seus utilizadores finais.

Sobre a Fraunhofer Portugal

A Fraunhofer Portugal tem como missão promover a investigação aplicada com o intuito de fomentar o desenvolvimento económico e, simultaneamente dar resposta a um conjunto de necessidades da população. É uma associação sem fins lucrativos, reconhecida pelo Estado Português como Pessoa Coletiva de Utilidade Pública. Com sede no Porto, foi criada em 2008 pela Fraunhofer-Gesellschaft, a maior organização de investigação aplicada da Europa, e pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã.

Também criado em 2008, o Fraunhofer Portugal AICOS (Research Center for Assistive Information and Communication Solutions) é o primeiro centro de investigação da Fraunhofer em Portugal e resulta de uma parceria estratégica entre a Fraunhofer-Gesellschaft e a Universidade do Porto. O Fraunhofer Portugal AICOS atua em duas grandes áreas: “Ambient Assisted Living” (AAL) e Tecnologias de Informação e Comunicação para o Desenvolvimento (ICT4D). A investigação desenvolvida no Fraunhofer Portugal AICOS é direcionada para dois grupos de utilizadores prioritários: os idosos e as populações de países em desenvolvimento, e tem como intuito criar soluções tecnológicas inovadoras e intuitivas e facilitar o acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação. O Fraunhofer Portugal AICOS tem competências científicas em três áreas primordiais: Interação Pessoa-Computador, Processamento de Informação e Computação Autónoma.

Tags:

Sobre nós

A Associação Fraunhofer Portugal Research (Fraunhofer Portugal) promove e coordena a cooperação entre os seus centros de investigação, outras instituições de investigação e parceiros industriais, com o objectivo de levar a cabo investigação aplicada com utilidade directa para empresas privadas e públicas, originando benefícios para a sociedade como um todo.

Subscrever

Media

Media