Central de cogeração da Galp Energia melhora o desempenho ambiental e energético na Primores do Oeste

A Galp Energia e a Primores do Oeste inauguraram hoje a central de cogeração Agroger e o novo complexo de estufas por esta servido, um projeto conjunto que veio contribuir de forma decisiva para a melhoria da performance energética e ambiental do complexo hortícola. A instalação desta central ao serviço dos 25 hectares de plantação permite satisfazer as necessidades de energia térmica essencial ao funcionamento das estufas, com inequívocos ganhos de eficiência para a Primores do Oeste, que aproveita a totalidade do calor gerado na produção de eletricidade. Ao assegurar a produção simultânea de eletricidade e calor, a Agroger obtém ainda um rendimento elétrico equivalente que ronda os 80% face aos cerca de 60% das mais modernas centrais de ciclo combinado, um contributo decisivo para uma efetiva redução da importação de energia a nível nacional.Também o desempenho ambiental foi substancialmente melhorado. A utilização do gás natural como energia primária associada à redução do consumo energético são vantagens ambientais inequívocas, a que se soma a particularidade deste projeto que aproveita também cerca de 80% do dióxido de carbono (CO2) gerado pela centralpara o seu processo produtivo. De facto, a Primores do Oeste utiliza o CO2 para acelerar a fotossíntese, estimulando o crescimento dos produtos hortícolas e permitindo a sua produção fora de época.Desta forma será possível deslocar a época de produção de hortícolas intensivas, nomeadamente tomate e pimento, para um calendário temporal tradicionalmente vedado à produção nacional (produções de outono/ inverno), com ganhos significativos na capacidade nacional de colocação de produtos portugueses, em detrimento de importações de outros países. Assim, a Primores do Oeste poderá assegurar uma oferta de produtos de elevada qualidade ininterruptamente ao longo de todo o ano.Esta parceria é um exemplo de como a Galp Energia e a Primores do Oeste promovem a utilização de energia de uma forma mais racional e a partir de fontes mais limpas, com o objetivo de contribuir para a redução da fatura energética nacional e das emissões de gases com efeitos de estufa.Para mais informações:Galp Energia, SGPS, S.A.Media Relations 351 217 242 680 351 917 596 444www.galpenergia.comgalp.press@galpenergia.comR. Tomás da Fonseca, Torre A1600-209 Lisboa, Portugal

Tags:

Sobre nós

Empresa de produção e distribuição de combustíveis e energia.

Subscrever

Media

Media