GALP ENERGIA COM RESULTADO LÍQUIDO DE €115 MILHÕES, COM REFORÇO DA PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E TRADING DE GÁS NATURAL INSUFICIENTES PARA COMPENSAR QUEDA DA REFINAÇÃO

 A produção total (working interest) de petróleo e gás natural aumentou 14% para 26,9 mboepd devido ao incremento da produção no Brasil; a produção net entitlement aumentou 18% para 23,3 mboepd, igualmente pelos progressos no desenvolvimento dos projetos de produção no Brasil
 As exportações de produtos petrolíferos para fora da Península Ibérica situaram-se em 1,5 milhões de toneladas, uma diminuição de 31% face ao homólogo que resultou da menor disponibilidade de produto para exportação devido à paragem geral programada na Refinaria de Sines
 A margem de refinação da Galp Energia foi de $0,4/bbl, inferior em $2,3/bbl à do primeiro semestre de 2013 em reflexo da deterioração das margens nos mercados internacionais
 O volume de vendas a clientes diretos diminuiu 4%, refletindo a paragem da refinaria de Sines; as vendas de produtos petrolíferos a clientes diretos em África representaram 8% do total
 O volume de gás natural vendido aumentou 23%, atingindo os 3.904 milhões de m3, o que se explica pelo aumento dos volumes transacionados nos mercados internacionais através da atividade de trading
 O investimento totalizou €463 milhões, dos quais 86% foram canalizados para o segmento de negócio de Exploração & Produção, nomeadamente para as atividades de desenvolvimento no campo Lula, no Brasil
 Trespasse à REN do negócio regulado relativo à concessão para armazenamento subterrâneo de gás natural em Portugal, por um preço acordado de cerca de €72 milhões
 A dívida líquida situou-se em €1.625 milhões considerando o empréstimo de €807 milhões concedido à Sinopec como caixa e equivalentes, traduzido num rácio de dívida líquida para Ebitda de 1,5x. Não considerando esse empréstimo, a dívida líquida seria de €2.432 milhões.

(Comunicado na íntegra em anexo)

Tags:

Sobre nós

Empresa de produção e distribuição de combustíveis e energia.

Subscrever