Galp Energia e Petrobras lançam programa de Estudos Avançados em Geo-engenharia de Reservatórios, em colaboração com universidades portuguesas e brasileiras

A Galp Energia e a Petrobras assinaram hoje, em Lisboa e no Rio de Janeiro, um acordo de colaboração para o lançamento do “Programa de Formação Avançada e de Investigação Conjunta em Geo-engenharia de Reservatórios”. Este programa envolve três universidades portuguesas e duas universidades brasileiras e tem como objectivo desenvolver os quadros das duas empresas para reforçar a eficiência na exploração de petróleos.


Este acordo é mais uma das vertentes da colaboração entre a Galp Energia e a Petrobras no domínio da exploração e produção, e é uma aposta clara na inovação e na aproximação às comunidades científica e académicas em Portugal e no Brasil. Na mesma sessão, foram firmados acordos com cinco instituições de referência de ensino superior: Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL); Instituto Superior Técnico (IST); Universidade de Aveiro (UA); Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); Universidade Estadual Paulista (UNESP).


O curso prevê 840 horas de aulas, divididas entre uma componente teórica e uma forte componente de resolução de casos práticos relacionados com a experiência de ambas as empresas. O plano integra disciplinas de geologia, geofísica, geomecânica, geoquímica, petrofísica, engenharia e matemática. Com este curso pretende-se que sejam desenvolvidas aptidões e métodos de investigação no domínio da geo-engenharia de reservatórios carbonáticos, dotando geólogos, geocientistas e engenheiros de competências multidisciplinares diferenciadoras. A Galp Energia procura, assim, formar recursos humanos com qualificações que, no presente, não existem no mercado de trabalho em número suficiente.


A primeira edição contará com quadros não só da Galp Energia e da Petrobras, mas também da ENH, Empresa Nacional de Hidrocarbonetos de Moçambique, neste que é mais um sinal do compromisso das promotoras com o espaço da lusofonia.


A cerimónia de assinatura contou, em Lisboa, com as presenças de Mário Vilalva, Embaixador do Brasil em Portugal, Pedro Motta Pinto Coelho, Embaixador da Missão do Brasil junto da CPLP, Nuno Crato, Ministro da Educação e da Ciência e de Manuel Ferreira De Oliveira, Presidente Executivo da Galp Energia. Por videoconferência, a partir do Rio de Janeiro, estiveram presentes António José de Almeida Lima, Cônsul Geral de Portugal no Brasil, Aloizio Mercadante Oliva, Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil e Solange Guedes, Gerente Executiva da Petrobras.


Este forte investimento na qualificação dos seus quadros representa, para a Galp Energia, mais um passo na consolidação da sua estratégia de crescimento na exploração e produção de petróleo e gás natural. Com esta transformação, a Galp Energia tem vindo a tornar-se cada vez numa empresa que opera na economia global, ficando menos dependente do contexto económico adverso na Península Ibérica. A actividade de exploração e produção tem um peso crescente nos resultados da empresa e deverá permitir atingir, em 2020, a meta de produção 300 mil barris/dia.


Para mais informações contactar:

Direcção de Relações com Investidores e Comunicação Externa

Tel. 217 242 680

Fax. 217 242 965

Site: http://press.galpenergia.com

E-mail: galp.press@galpenergia.com

Tags:

Sobre nós

Empresa de produção e distribuição de combustíveis e energia.

Subscrever

Media

Media