Galp Energia e Sinopec concluem aumento de capital da Petrogal Brasil

A Galp Energia e a Sinopec concluíram hoje a operação, anunciada em novembro passado, de aumento de capital da subsidiária Petrogal Brasil e de outras empresas relacionadas, responsáveis pelas atividades de exploração e produção de petróleo (upstream) da Galp Energia no Brasil.


Nos termos do acordo, e após ter recebido o aval das autoridades competentes, a Sinopec subscreveu a totalidade do aumento de capital de 4,8 mil milhões de dólares da Petrogal Brasil e de outras empresas relacionadas.


Adicionalmente, a Sinopec realizou um empréstimo acionista à Petrogal Brasil, num montante de 0,36 mil milhões de dólares, que será utilizado para reembolsar empréstimos acionistas da Galp Energia no mesmo montante. Assim, o encaixe financeiro para a Galp Energia totaliza 5,2 mil milhões de dólares.


Com a conclusão da transação, a Galp Energia detém 70% da Petrogal Brasil e restantes entidades, mantendo a consolidação integral destas empresas, e cabendo à Sinopec os restantes 30% de participação.


O novo conselho de administração da empresa brasileira é composto por sete membros e eleito de acordo com a proporcionalidade das participações acionistas. Assim, a Galp Energia nomeia cinco membros, entre os quais o presidente do referido órgão, e a Sinopec nomeia dois. A nova composição do conselho reflete a posição de controlo acionista da Galp Energia, assegurando simultaneamente o envolvimento da Sinopec na gestão operacional da empresa.


Com este aumento de capital, a posição financeira da Galp Energia fica substancialmente reforçada, dotando a empresa de uma das mais robustas estruturas de capital do seu sector. De facto, numa base pro forma, no final de 2011, o rácio de dívida líquida sobre capital próprio da Galp Energia teria sido de 8%, face aos 119% reportados, e o de dívida líquida sobre ebitda ter-se-ia situado em 0,7.


Este aumento de capital dota a empresa do fôlego financeiro necessário para suportar as atividades de exploração e desenvolvimento no Brasil dando-lhe, em simultâneo, flexibilidade adicional para desenvolver outros projetos de upstream, tanto dentro do seu atual portefólio como em oportunidades futuras que venham a surgir, no Brasil ou noutras geografias.


Este acordo com a Sinopec, um dos maiores grupos energéticos a nível mundial, veio confirmar a elevada qualidade dos ativos da Galp Energia no Brasil e, mesmo após a sua conclusão, a empresa portuguesa mantém-se numa posição ímpar para usufruir do elevado potencial do atual portefólio da Petrogal Brasil.


A Galp Energia e a sua nova parceira, a Sinopec, vão agora concentrar esforços na exploração e no desenvolvimento deste portefólio, apesar de não excluírem a possibilidade de no futuro poderem, conjunta ou separadamente, avaliar novas oportunidades de expansão naquela região.


A Galp Energia no mundo


A Galp Energia é um operador integrado de energia com atividades diversificadas pelo Mundo. Enquanto as suas atividades de refinação e distribuição de produtos petrolíferos estão centradas na Península Ibérica, as suas atividades de exploração e produção focam-se na área rica em recursos do Atlântico Sul, a qual inclui o pré-sal da bacia de Santos no Brasil e o offshore angolano. A Galp Energia está também presente na bacia de Rovuma, em Moçambique, local de recentes descobertas de gás natural de classe mundial. A Galp Energia está atualmente

presente em 13 países: Portugal, Espanha, Brasil, Angola, Moçambique, Venezuela, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Suazilândia, Gâmbia, Timor-Leste, Uruguai e Guiné Equatorial.


O portefólio de exploração e produção da Galp Energia no Brasil compreende participações em 20 projetos em sete bacias, incluindo as descobertas de classe mundial no pré-sal da bacia de Santos, como sejam os campos Lula, Cernambi e Iara. Para além da importante bacia de Santos, à qual a Galp Energia é dos players mais alavancados, a Empresa detém participações noutras bacias com potencial relevante naquele país.


O portefólio da Galp Energia no Brasil incluía, no final de 2011, reservas 3P de 695 milhões de barris de petróleo equivalente (boe), recursos contingentes 3C de 2.076 milhões de boe e recursos de exploração risked (mean estimate) de 184 milhões de boe, tal como certificado pela DeGolyer and MacNaughton.


Sinopec

O grupo Sinopec, na quinta posição do ranking Fortune Global 500 em 2011, é o maior grupo produtor de produtos petrolíferos e petroquímicos da China e o segundo em termos de produção de petróleo. Em 2011, a produção de petróleo da Sinopec atingiu os 408 milhões de boe.


A Sinopec tem mais de 40 projetos em 21 países, com reservas provadas totais de petróleo e gás natural de 5.966 milhões de boe. Nos últimos anos, a Sinopec tem alargado o seu portefólio de projetos internacionais através de aquisições bem-sucedidas de elevada escala, como as aquisições da Addax, Oxy Argentina Corporation, uma posição de 9,03% na empresa canadiana Syncrude Company, uma participação de 40% na Repsol Brazil e uma participação na APLNG.

Tags:

Sobre nós

Empresa de produção e distribuição de combustíveis e energia.

Subscrever