Nota sobre os contratos de aprovisionamento de gás natural

A Galp Energia teve ontem conhecimento, através dos meios de comunicação social, da pretensão do Senhor Ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e da Energia em promover um suposto “reequilíbrio da concessão” com base em alegados lucros obtidos pelo Grupo Galp Energia, durante o período de 2006 a 2012, com a venda internacional de gás natural proveniente de contratos de longo prazo sujeitos a obrigações de take-or-pay.

Não tendo até ao momento havido qualquer comunicação escrita dirigida ao Grupo Galp Energia que esclareça os termos e fundamentos da medida noticiada, a Galp Energia não se pode pronunciar publicamente a este respeito, reservando para momento oportuno qualquer comunicação. Em todo o caso, desde já se manifesta que os pressupostos divulgados aos meios de comunicação social para justificar a medida em causa não são corretos e que a Galp Energia entende não existirem fundamentos económicos ou jurídicos para a sua aplicação.

Tags:

Sobre nós

Empresa de produção e distribuição de combustíveis e energia.

Subscrever