CINCO ESTUDANTES DE DESIGN DE INTERIORES RECEBEM BOLSAS POR PROJETOS PARA ÁREAS DE DESCANSO DO MAR SHOPPING

O concurso foi lançado no início do ano. O MAR Shopping decidiu renovar a decoração de nove áreas de descanso e lançou o desafio a finalistas da licenciatura de Design de Interiores da ESAD – Escola Superior de Arte e Design de Matosinhos a pensar num espaço por onde passam diariamente cerca de 60 mil pessoas. Aos alunos foi pedido que planeassem e projetassem estas sitting areas, usando peças, materiais e elementos da marca IKEA, entre outros. Individualmente ou em dupla, assistidos por Nini Andrade Silva – considerada uma das melhores Designers de Interiores do Mundo – elaboraram 15 projetos. Três saíram vencedores e os cinco alunos que os assinam receberam, cinco bolsas para frequentarem o mestrado em Design de Interiores.

Estimular nos alunos a capacidade de resposta a desafios concretos, prepará-los para a integração no mercado de trabalho e desenvolver o processo criativo em design eram os objetivos do concurso que envolveu cerca de 40 alunos.

No lançamento do concurso, Sandra Monteiro, diretora-geral do MAR Shopping, explicava: “O conforto, a segurança e a facilidade de acesso para todos, incluindo crianças e pessoas com mobilidade reduzida, são componentes essenciais que iremos avaliar. Nas nossas áreas de descanso queremos sobretudo que as pessoas que nos visitam se sintam em casa. Vimos na sua renovação uma oportunidade para promover mais uma vez a ligação com o meio universitário, pois acreditamos que o MAR Shopping, como todas as empresas, tem um papel a desempenhar na integração das futuras gerações no mercado de trabalho e na sociedade”, explicava no lançamento do concurso.


MAR SHOPPING SERÁ MONTRA DE DESIGN

João Oliveira, de 41 anos, e Ivo Falcão, de 33, concorreram em dupla, assim como Mariana Pinhão, de 25 anos, e João Pedro Neves, de 21. Por sua vez, Soraia Marques, de 23 anos, apresentou a solo o seu projeto. O trabalho de João e Ivo dará origem às novas áreas de descanso do MAR Shopping, que começarão a ser renovadas no início do próximo ano letivo, enquanto os outros dois foram distinguidos pela criatividade.

O maior centro comercial do país transforma-se assim numa espécie de montra do design contemporâneo.

“Criar espaços que mais do que de descanso, são temáticos e culturais, proporcionando ao público uma visualização do que é o design, mais concretamente o design escandinavo” deu origem à proposta de João e Ivo, inspirados por Alvar Aalto, arquiteto finlandês cuja obra é considerada exemplar da vertente orgânica da arquitetura moderna da primeira metade do século XX, e pelos lagos de Agunnaryd, na Suécia, onde nasceu o Grupo IKEA. O projeto apresentado pela dupla de alunos assenta num conjunto de volumes semicirculares, com diferentes dimensões e organizados entre si numa linha orgânica que resulta num conjunto em
forma de concha. “Esta configuração permite dois momentos na interação do espaço, um orientado para o interior, com características mais intimistas, e outro direcionado para as zonas de circulação e espaços comerciais circundantes”. De salientar ainda o “protagonismo assumido pela verticalidade das luminárias, que se destacam volumetricamente de todo o conjunto, conferindo-lhe maior dinamismo”.

Por sua vez Mariana Pinhão e João Pedro Neves criaram uma estrutura linear, com várias formas de sentar e de usufruir do espaço envolvente. Trata-se de uma “peça composta de mobiliário”, que convida “à vivência do lugar, com cadeiras giratórias que fazem com que o utilizador esteja ciente do espaço que o rodeia, conseguindo assim escolher uma direção para o olhar que seja mais conveniente e confortável”. No projeto está ainda presente uma “teia de candeeiros”, que, além da função óbvia de iluminar, cumpre ainda o objetivo de demarcar a zona de estar “de um modo acolhedor”.

No projeto de Soraia Marques, “deparamo-nos com um espaço lúdico, provocador”, onde predominam contrastes e contemporaneidade. Minimalista, oferece baloiços, cadeirões e módulos de diferentes níveis. “A versatilidade e polivalência do espaço tornam-no funcional, confortável, desafiante e em constante mutação, concebendo uma apropriação pelo usuário que o manipula e o torna seu”.


CINCO BOLSAS DE MESTRADO

Os vencedores foram encontrados por um júri composto por José António Simões, diretor da ESAD, Sandra Monteiro, diretora-geral do MAR Shopping, Maria Milano, diretora do mestrado em Design de Interiores e docente da unidade curricular Projeto, Désirée Pedro, docente de Projeto, Paulo Seco, docente de Sistemas Construtivos e Nini Andrade Silva, designer.

Os cinco estudantes vencedores ficarão isentos de pagar as propinas dos dois anos do mestrado em Design da ESAD, sendo o primeiro ano pago pelo MAR Shopping e o segundo proporcionado pela ESAD.

O concurso contou com a experiência de Nini Andrade Silva, a mais premiada Designer de Interiores portuguesa, considerada uma das melhores do mundo, para quem iniciativas como esta são de “extrema importância, principalmente pela oportunidade que confere aos alunos de colocarem em prática os conhecimentos académicos que adquirem ao longo da sua formação”, bem como são “puros incentivos, que devem ser cada vez mais promovidos pelas instituições”, porque permitem o contacto dos estudantes com a vida profissional real.

Tags:

Sobre nós

Comercialização de móveis e artigos de decoração para a casa.

Subscrever