Grupo IKEA: Um ano positivo com o consumo a recuperar em muitos mercados

Os resultados líquidos do Grupo IKEA aumentaram em 3,1%, alcançando 3,3 mil milhões de euros no ano fiscal de 2013*, e as condições de mercado continuaram a melhorar, com um forte crescimento na China, Rússia e nos EUA.

“O nível de consumo está a melhorar em muitos países. Embora a delicada situação económica não tenha chegado ao fim, surgem sinais positivos. Os mercados importantes como os E.U.A. estão a ganhar uma nova força e, no geral, a Europa começa a recuperar. Mesmo alguns dos mercados da Europa do Sul, que apresentaram maiores desafios, mostram já sinais positivos”, explica o Presidente e CEO do Grupo IKEA, Peter Agnefjäll.

No ano passado, as vendas aumentaram em 3,1% chegando aos 27,9 mil milhões de euros e o Grupo IKEA ganhou quota de mercado em quase todos os países onde está presente com lojas. As receitas totais atingem o valor de 28,5 mil milhões de euros ( 3,2%) se incluirmos o valor do arrendamento dos centros comerciais. Os maiores mercados foram a Alemanha, os E.U.A., a França, a Rússia e a Suécia.

“Isto significa que a relação qualidade/preço é cada vez mais importante. E estou especialmente satisfeito por ver a aceitação dos clientes relativamente aos nossos produtos criados para os ajudar a ter uma vida mais sustentável em casa. Como exemplo, só no ano fiscal de 2013, os nossos clientes compraram mais de 22 milhões de produtos LED, o que lhes permitiu poupar energia e dinheiro”, refere Peter Agnefjäll.

O Grupo IKEA tem um plano de crescimento bastante ambicioso, cujo objetivo é atingir, até 2020, 50 mil milhões de euros em vendas. Os grandes mercados emergentes são importantes fontes de crescimento no futuro. No ano fiscal de 2013, o Grupo IKEA abriu mais duas lojas na China – outro passo no plano de expansão do mercado chinês.

“Temos objetivos a longo prazo. Vamos continuar a desenvolver melhores produtos a preços acessíveis, a melhorar a experiência de compra e a tornarmo-nos mais acessíveis para os nossos clientes mediante, por exemplo, uma oferta melhorada de serviços, através do comércio eletrónico e de um plano de expansão sustentado. A nossa estrutura e sólidos princípios financeiros dão-nos a independência e a possibilidade de crescermos de uma forma equilibrada e sustentada”, refere Peter Agnefjäll.

Sobre o Grupo IKEA

A visão da IKEA é criar um melhor dia a dia para a maioria das pessoas. O nosso conceito de negócio apoia esta ideia oferecendo uma ampla gama de produtos funcionais, com design e qualidade, a preços tão baixos que a maioria das pessoas pode comprá-los. Existem atualmente 303 lojas do Grupo IKEA em 26 países. No FY13, o Grupo IKEA tinha 135.000 colaboradores, as lojas receberam 684 milhões de visitantes e o site www.IKEA.com registou 1,3 mil milhões de visitas. Para mais informações, visite www.IKEA.pt.

*FY13 = Ano fiscal 2013, período entre 1 de setembro de 2012 a 31 de agosto de 2013.

O Relatório Anual do FY13 do Grupo IKEA e o Relatório de Sustentabilidade do FY13 do Grupo IKEA estão disponíveis em IKEA.pt.

Tags:

Sobre nós

Comercialização de móveis e artigos de decoração para a casa.

Subscrever