Agnès b e Gabe Klinger chegam ao IndieLisboa

Ao terceiro dia do festival recebemos novos convidados: hoje chegam Agnès b. (Je m'appelle Hmm...), Gilles Deroo (Mouton) e Gabe Klinger (Double play: James Benning and Richard Linklater). O mapa de convidados actualizado segue em anexo.

Destaques 3º dia do festival - 26 de Abril

The Filmballad of Mamadada, de Cassandra Guan e Lily Benson é uma homenagem à Baronesa Elsa von Freytag-Loringhoven, dadaísta que derrubou as barreiras entre a arte a vida. Nesta longa metragem, exibida às 15h no Pequeno Auditório da Culturgest, participaram mais de 50 artistas que interpretaram momentos da vida da baronesa. Logo de seguida, na mesma sala, às 16h45, tem início a sessão de curtas metragens da secção Cinema Emergente: Little Revolutions, de Marie Constantinesco, retrata o quotidiano e os momentos em família; A Million Miles Away, de Jennifer Reeder, conta a história de uma professora e de um grupo de adolescentes, suas alunas, e do processo necessário para superar o fosso entre as duas gerações; Man Kann Nitch Alles Auf Einmal Tun, Aber Man Kann Alles Auf Einmal Lassen, de Marie-Elsa Sgualdo, é uma carta visual a José-Luís Guerin; Kurdrjavka, de Risto-Pekka Blom é sobre o lançamento da cadela Laika ao espaço; Jerry & Me é uma obra da iraniana Mehrnaz Saeedvafa centrada em Jerry Lewis. Também às 16h45, na sala 3 do Cinema City Campo Pequeno passa o documentário de Vincent Dieutre, Orlando Ferito, que retrata a Sicília actual, uma Sicília que poderia servir de metáfora para a Europa dos dias de hoje. De seguida, às 19h30, mostramos Deux Fois Le Même Fleuve, de Amir Borenstein e Effi Weiss, a viagem dos dois artistas visuais que recriaram o percurso de John McGregor ao longo do Rio Jordão. Igualmente imperdível é My Prairie Home, de Chelsea McMullan, às 23h45 na sala 3 do Cinema São Jorge, um documentário biográfico sobre Rae Spoon, baseado no livro da cantora First Spring Grass Fire. Europe in 8 Bits, da secção IndieMusic, dá o mote para a festa que se prolonga pela noite fora no Primeiro Andar, ao som do DJ set de Meneo, com início às 23h00.

Destaques 4º dia do festival - 27 de Abril

Para miúdos e para os graúdos que os acompanhem, o destaque para a Festa de Aniversário do IndieJúnior, a partir das 16h no jardim do Palácio Galveias. A secção júnior do IndieLisboa está a ficar crescida e comemora este ano o seu 10º aniversário com uma série de actividades e uma sessão especial de cinema para os mais novos. Realizado por Raúl Perrone, P3ND3JO5 tem Buenos Aires como plano de fundo, e é sobre os fantasmas e skaters desta cidade (14h45 Cinema City Campo Pequeno, sala 3). Na mesma sala, às 21h45, propomos La Marche à Suivre, um documentário de Jean-François Caissy que acompanha a vida escolar de um grupo de jovens problemáticos do Norte do Quebeque. No Pequeno Auditório da Culturgest passa, às 16h45, a Competição Internacional Curtas 2 que inclui quatro filmes: A Caça Revoluções, de Margarida Rêgo, explora a relação entre duas gerações com a Revolução de Abril como inspiração; em Lição de Esqui, de Leonardo Mouramateus e Samuel Brasileiro, é posta à prova uma amizade entre dois rapazes que querem aprender a esquiar no Canadá; Mille Soleils é uma homenagem de Mati Diop a Touki Bouki, realizado pelo seu tio, Djibril Diop Mambety; em Reign of Silence, de Lukas Marxt, vemos a acção do homem sobre a natureza e o regresso da paisagem à normalidade. Destaque ainda para a segunda sessão de curtas da secção Pulsar do Mundo (18h45, Cinema São Jorge, sala 3) com três documentários e uma ficção: Village Módèle, de Hayoun Kwon, é inspirado na cidade propaganda norte-coreana de Kijong-dong; Em Trânsito, de Marcelo Pedroso, mostra o crescente número de carros existentes na cidade do Recife, como exemplo de progresso mas com sérias consequências para a vida da população; Crop, de Johanna Domke e Marouan Omara, retrata a Primavera Árabe por alguém que não a viveu de perto; La Voce di Berlinguer, de Mario Sesti, apresenta o discurso do lendário secretário nacional do Partido Comunista Italiano, proferido em Turim, em 1981. Por fim, destaque para Obvious Child, de Gillian Robespierre, a história de Donna Stern (Jenny Slate), uma comediante cuja vida dá uma enorme volta quando, deixada pelo namorado, se envolve com um rapaz que em nada tem a ver consigo - a não perder às 21h45, na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge. A noite continua no IndiebyNight, numa festa de entrada livre no Primeiro Andar, espaço oficial do IndieLisboa’14, a partir das 23h.

O IndieLisboa'14 é organizado pela IndieLisboa - Associação Cultural, com o apoio financeiro do Secretário de Estado da Cultura/ICA - Instituto do Cinema e do Audiovisual, da CML - Câmara Municipal de Lisboa, do Programa MEDIA, da União Europeia e da Allianz Portugal; em co-produção com a Culturgest e o Cinema São Jorge e em parceria estratégica com a EGEAC - Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, EEM.

Tags:

Sobre nós

Festival de cinema com a duração de 11 dias, que decorre anualmente em Lisboa.

Subscrever

Media

Media