IndieLisboa continua por todo o país

Após a realização do 14.º Festival Internacional de Cinema Independente, em Lisboa, o IndieLisboa continua com diversas extensões em diversas cidades portuguesas, para já, em Junho e Julho, nas cidades de Famalicão, Vila Franca de Xira, Faro, Ílhavo e Leiria.
No dia 1 de Junho , é exibido Golden Exits , de Alex Ross Perry, na Casa das Artes de Famalicão (Cineclube de Joane) .
Nos dias 2, 3 e 4 de Junho , o IndieLisboa chega a Vila Franca de Xira, no Museu do Neo-Realismo , com a exibição de três longas metragens: Arábia , de Affonso Uchôa e João Dumans (Prémio Especial do Júri Canais TVCine & Séries), Viejo Calavera , de Kiro Russo (Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa) e Museum Hours , do Herói Independente, Jem Cohen. Há ainda uma sessão IndieJúnior, com seis curtas metragens dedicadas a um público com idades a p artir dos 6 anos: Grande Booom (Big Booom) , de Marat Narimanov, Na Gaiola (La Cage) , de Loic Bruyère, O Despertar (Prebúdzac) , de Filip Diviak, O Homem de Bolso (Le petit bonhomme de poche) , de Ana Chubinidze, Doninha (Podlasica) , de Timon Leder e Príncipe Ki Ki Do: O Chá (Princ Ki Ki Do: Skodelica Caja) , de Grega Mastnak.
Faro recebe a extensão do festival no dia 6 de Junho, no Teatro das Figuras , onde os filmes são Golden Exits , de Alex Ross Perry e Viejo Calavera , de Kiro Russo (Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa). Os espectadores mais novos têm também a oportunidade de ir ao festival com a sessão IndieJúnior +3 anos com 10 pequenos filmes: O Cão e o Passarinho (Buzka i dziobek zimowy turniej) , de Maciej Pestka, O Trenó (The Sled) , de Olesya Shchukina, Faça Chuva ou Faça Sol (Rain or Shine) , de Felix Massie, O Pequenito Concerto (Piccolo concerto) , de Ceylan Beyoglu, Marte 3752 (Mars 3752) , de Nicolas Bianco-Levrin, A Casa (Domek) , de Veronika Zacharová, Lobo (Wolf) , de Julia Ocker, O Deserto (Sabaku) , de Marlies van der Wel, A Vida de Coati (About Coati) , de Aleksandra Slepchuk e Silêncio! Pela Saúde do Pedro (Ruhe. Zumdonnerwetternocheinmal!) , de Kai Pannen.

Nos dias 25, 26 e 26 de Junho cabe a Ílhavo receber os filmes vencedores do IndieLisboa 2017. A abertura desta extensão do festival, organizada pela Associação 23 Milhas, acontece dia 25, com Viejo Calavera , de Kiro Russo (Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa). No segundo dia (26 de Junho), às 14h00, é exibida a sessão IndieJúnior para maiores de 6 anos e, às 21h30, apresentamos Arábia , de Affonso Uchôa e João Dumans (Prémio Especial do Júri Canais TVCine & Séries) . O encerramento dá-se com um bloco de curtas metragens vencedoras da competição nacional e internacional, às 21h30, de dia 27, com Antão, o Invisível , de Maya Kosa e Sérgio da Costa (Prémio Árvore da Vida), Os Corpos que Pensam , de Catherine Boutaud (Prémio Walla Collective para Melhor Filme da Secção Novíssimos), Wiezi (Close Ties) , de Zofia Kowalewska (Grande Prémio de Curta Metragem), The Hollow Coin , de Frank Heath (Prémio Melhor Documentário – Curta Metragem) e Find Fix Finish , de Mila Zhluktenko e Sylvain Cruiziat (Prémio Amnistia Internacional).

Finalmente, dia 11 de Julho , apresentamos, em Leiria, no Teatro Miguel Franco , Golden Exits , de Alex Ross Perry.
Em breve, serão anunciadas mais datas e cidades que irão receber o melhor do cinema independente.
O IndieLisboa é organizado pela IndieLisboa - Associação Cultural, com o apoio financeiro do Ministério da Cultura/ICA - Instituto do Cinema e do Audiovisual, da CML - Câmara Municipal de Lisboa, do Programa Creative Europe da União Europeia e da Allianz; em co-produção com a Culturgest e o Cinema São Jorge e em parceria estratégica com a EGEAC - Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, EEM.

Tags:

Sobre nós

Festival de cinema com a duração de 11 dias, que decorre anualmente em Lisboa.

Subscrever