IndieLisboa continua por todo o país

Após a realização do 14.º Festival Internacional de Cinema Independente, em Lisboa, o IndieLisboa continua com diversas extensões em diversas cidades portuguesas, para já, em Junho e Julho, nas cidades de Famalicão, Vila Franca de Xira, Faro, Ílhavo e Leiria.
No dia 1 de Junho, é exibido Golden Exits, de Alex Ross Perry, na Casa das Artes de Famalicão (Cineclube de Joane).
Nos dias 2, 3 e 4 de Junho, o IndieLisboa chega a Vila Franca de Xira, no Museu do Neo-Realismo, com a exibição de três longas metragens: Arábia, de Affonso Uchôa e João Dumans (Prémio Especial do Júri Canais TVCine & Séries), Viejo Calavera, de Kiro Russo (Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa) e Museum Hours, do Herói Independente, Jem Cohen. Há ainda uma sessão IndieJúnior, com seis curtas metragens dedicadas a um público com idades a partir dos 6 anos: Grande Booom (Big Booom), de Marat Narimanov, Na Gaiola (La Cage), de Loic Bruyère, O Despertar (Prebúdzac), de Filip Diviak, O Homem de Bolso (Le petit bonhomme de poche), de Ana Chubinidze, Doninha (Podlasica), de Timon Leder e Príncipe Ki Ki Do: O Chá (Princ Ki Ki Do: Skodelica Caja), de Grega Mastnak.
Faro recebe a extensão do festival no dia 6 de Junho, no Teatro das Figuras, onde os filmes são Golden Exits, de Alex Ross Perry e Viejo Calavera, de Kiro Russo (Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa). Os espectadores mais novos têm também a oportunidade de ir ao festival com a sessão IndieJúnior +3 anos com 10 pequenos filmes: O Cão e o Passarinho (Buzka i dziobek zimowy turniej), de Maciej Pestka, O Trenó (The Sled), de Olesya Shchukina, Faça Chuva ou Faça Sol (Rain or Shine), de Felix Massie, O Pequenito Concerto (Piccolo concerto), de Ceylan Beyoglu, Marte 3752 (Mars 3752), de Nicolas Bianco-Levrin, A Casa (Domek), de Veronika Zacharová, Lobo (Wolf), de Julia Ocker, O Deserto (Sabaku), de Marlies van der Wel, A Vida de Coati (About Coati), de Aleksandra Slepchuk e Silêncio! Pela Saúde do Pedro (Ruhe. Zumdonnerwetternocheinmal!), de Kai Pannen.

Nos dias 25, 26 e 26 de Junho cabe a Ílhavo receber os filmes vencedores do IndieLisboa 2017. A abertura desta extensão do festival, organizada pela Associação 23 Milhas, acontece dia 25, com Viejo Calavera, de Kiro Russo (Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa). No segundo dia (26 de Junho), às 14h00, é exibida a sessão IndieJúnior para maiores de 6 anos e, às 21h30, apresentamos Arábia, de Affonso Uchôa e João Dumans (Prémio Especial do Júri Canais TVCine & Séries). O encerramento dá-se com um bloco de curtas metragens vencedoras da competição nacional e internacional, às 21h30, de dia 27, com Antão, o Invisível, de Maya Kosa e Sérgio da Costa (Prémio Árvore da Vida), Os Corpos que Pensam, de Catherine Boutaud (Prémio Walla Collective para Melhor Filme da Secção Novíssimos), Wiezi (Close Ties), de Zofia Kowalewska (Grande Prémio de Curta Metragem), The Hollow Coin, de Frank Heath (Prémio Melhor Documentário – Curta Metragem) e Find Fix Finish, de Mila Zhluktenko e Sylvain Cruiziat (Prémio Amnistia Internacional).

Finalmente, dia 11 de Julho, apresentamos, em Leiria, no Teatro Miguel Franco, Golden Exits, de Alex Ross Perry.
Em breve, serão anunciadas mais datas e cidades que irão receber o melhor do cinema independente.
O IndieLisboa é organizado pela IndieLisboa - Associação Cultural, com o apoio financeiro do Ministério da Cultura/ICA - Instituto do Cinema e do Audiovisual, da CML - Câmara Municipal de Lisboa, do Programa Creative Europe da União Europeia e da Allianz; em co-produção com a Culturgest e o Cinema São Jorge e em parceria estratégica com a EGEAC - Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, EEM.

Tags:

Sobre nós

Festival de cinema com a duração de 11 dias, que decorre anualmente em Lisboa.

Subscrever