Deputados e políticos debatem papel da sociedade civil no incentivo a estilos de vida saudáveis

Assunção Esteves, Pedro Mota Soares, Teresa Caeiro, João Semedo e Maria de Belém Roseira são apenas algumas das personalidades que vão trazer a debate a importância da participação pública, as decisões políticas, o papel das autarquias, o associativismo e a intervenção do cidadão na promoção da saúde como fator de igualdade e bem-estar. O Fórum “Cidadania para a Promoção da Saúde”, organizado pela associação Mundo a Sorrir (MAS), decorre no dia 24 de Setembro, às 09h00, no novo Auditório da Assembleia da República.
 
“Pensar Nacional – Atuar Local” e “Estratégias para descentralizar – o cidadão participante” são algumas das temáticas que vão estar na mesa. A MAS vai também apresentar um balanço do Programa para a Inclusão e Vida Saudável (PIVS), dando a conhecer algumas conclusões e resultados alcançados até ao momento.
 
O Fórum vai contar com representantes de várias áreas para um debate que pretende estimular a reflexão sobre o papel das autarquias, a intervenção da sociedade civil, formas de incentivar a prática de estilos de vida saudáveis e de assegurar a intervenção da economia social e das organizações sociais. O objetivo passa por incentivar o debate sobre a responsabilidade das autarquias na promoção da saúde e na capacitação dos seus cidadãos, bem como o papel do sector social enquanto promotor de bem-estar e igualdade. Pretende-se criar um espaço dedicado ao diálogo assente na premissa de que a saúde oral e a saúde global são um direito universal. O Fórum “Cidadania para a promoção da Saúde”, organizado pela ONG Mundo a Sorrir no âmbito do projeto Programa para a Inclusão e Vida Saudável (PIVS), pretende cumprir este objetivo, promovendo o diálogo público entre organizações, cidadãos e decisores políticos.
 
Programa integral e mais informações em www.mundoasorrir.org/forum .
 
Programa para a Inclusão e Vida Saudável (PIVS)
No âmbito do Programa para a Inclusão e Vida Saudável (PIVS), a Mundo a Sorrir já beneficiou mais de 64 mil crianças e jovens de todo o país e pretende atingir os 70 mil até ao final do ano. O projeto, que pretende promover hábitos de vida saudáveis, está a ser implementado por vários parceiros, sendo a Mundo a Sorrir (MAS) responsável pela área da saúde oral e alimentação saudável.
 
O PIVS teve início em janeiro de 2014, conta com o co-financiamento pelo Fundo Social Europeu (tipologia 6.15 do POPH) e é dirigido essencialmente a crianças e jovens. A promoção de hábitos de vida saudáveis é fomentada através de três vertentes: saúde oral e alimentação saudável (a cargo da MAS); prevenção da diabetes (APDP); e ética no desporto (iLIDH). Ao longo dos primeiros oito meses de 2014, a Mundo a Sorrir já realizou 125 campanhas de sensibilização para a promoção da saúde oral e de uma alimentação saudável.
 
Este projeto de carácter nacional procura melhorar as condições de vida da população-alvo incutindo estilos de vida mais saudáveis. Para tal, a Mundo a Sorrir tem vindo a desenvolver várias iniciativas, com o intuito de fazer chegar à população informação sobre a saúde oral, benefícios de uma alimentação saudável, conceitos básicos sobre cárie dentária e patologias associadas e ainda regras básicas sobre escovagem dentária e higienização da cavidade oral.

Tags:

Sobre nós

Empresa de Consultoria em Comunicação e Marketing.

Subscrever