Portugueses são fãs de Festivais de Música

·         A maioria dos portugueses vai a Festivais de Música em 2017;
·         60% da população gasta o máximo de 150€/ano em Festivais de Música;
·         77% adquire bilhetes via internet;
·         58% indica que a duração ideal de um Festival é de 3 dias;
·         85% conhece os Festivais através das redes sociais.
 
Lisboa, 06 de julho de 2017 – Cerca de 93% dos portugueses que assiste a Festivais de Música pelo menos uma vez por ano (66% de 84,6% da população portuguesa que diz assistir anualmente a eventos musicais) vai marcar presença nos Festivais de Música de 2017, de acordo com o estudo do Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM) sobre a relação dos portugueses com eventos musicais.
 
A população inquirida neste estudo do IPAM indica estar disponível para fazer gastos significativos em Festivais de Música: 60% gasta até um limite máximo anual de 150€ (incluindo deslocações e alimentação) e 74% gasta até 100€ apenas com a compra de bilhetes.
 
O estudo do IPAM identificou também os aspetos que são mais valorizados pelos portugueses nos festivais de música, destacando-se o Estilo de Musica/Cartaz, Condições de Higiene, Segurança do Recinto e Experiência/Envolvência. A maioria da amostra inquirida (58%) indica que um Festival de Musica tem uma duração ideal de três dias e que se desloca de viatura própria (79%) para os recintos, com apenas 1% dos inquiridos a referir que utiliza os meios de transporte disponibilizados.

O trabalho da escola de Marketing mais antiga do país realça ainda o contributo dos novos media e da internet para a promoção dos Festivais de Música, com 85% dos inquiridos a revelar ter conhecimento dos Festivais através das Redes Sociais e 54% a eleger a Internet como fonte de informação por excelência. Destaca-se que a compra de bilhetes para esta tipologia de eventos é antecipada, com 77% a adquirir bilhetes via Internet e apenas 18% no próprio recinto.
 
 
 
 
Portugueses aderem a eventos musicais e preferem espetáculos pagos
 
O estudo do IPAM sobre a relação dos portugueses com eventos musicais revela que a maioria da população (84,6%) assiste habitualmente a eventos musicais (Concertos, Festivais de Música, Festas Populares e Temáticas) e que apenas 15,4% afirma que não frequenta este tipo de iniciativas.
 
Os dados deste trabalho permitem concluir que os portugueses valorizam mais o acesso a eventos pagos (92%) do que a eventos gratuitos (79%), estando disponíveis (54%) para gastar anualmente um limite máximo de 100€ em eventos musicais enquanto 85% afirma gastar até um limite máximo de 150€ anualmente apenas em bilhetes.
 
A maioria dos inquiridos do estudo do IPAM (72%) frequenta eventos musicais com regularidade (mínimo de 1-2 vezes/ano), dos quais 39% assiste a estes espetáculos 3-4 vezes por ano. Numa proporção mais reduzida mas não menos significativa, 28% dos inquiridos afirma frequentar eventos musicais mais de 5-6 vezes por ano, dos quais 19% mais de 6 vezes por ano.
 
Em termos de preferências musicais, a maioria destaca os estilos Pop (59%) e Rock (58%). O Jazz/Blues (32%), a Musica Portuguesa (25%) e a Musica Eletrónica/Dança (22%) são também preferências com algum relevo neste estudo, contudo bem distantes das duas principais. O gosto musical da amostra inquirida apresenta similaridades com o estilo de música procurado nos eventos: o Pop (63%) e o Rock (60%) são os preferidos dos portugueses, em terceiro lugar vem o Jazz/Blues (33%) e, em quarto, a Música Portuguesa (32%).
 
Por último, a tipologia de “consumo” de eventos musicais traduz-se essencialmente em consumo acompanhado (99%), sendo que 41% assiste com o cônjuge/namorado(a), 38% com amigos, 17% com familiares e apenas 1% com colegas de trabalho.
 
Ficha Técnica do estudo sobre a relação dos portugueses com eventos musicais
 
O estudo “Eventos e Festivais de Música 2017” foi elaborado pelo IPAM com base numa metodologia que considerou a análise de 972 inquiridos, com mais de 18 anos e residentes em Portugal Continental e Ilhas, que realizaram o inquérito em plataforma online ( www.pesquisaonlione.com ), entre os dias 1 e 30 de junho de 2017, com uma amostra estratificada por região e uma margem de erro de 4%.
 

Sobre o IPAM
O IPAM foi fundado em 1984, sendo a mais antiga e a maior escola de Marketing que existe em Portugal. Com um Campu s no Porto e outro em Lisboa, formou nos seus 30 anos de atividade mais de 9.000 alunos. O IPAM é uma das instituições da rede Laureate International Universities em Portugal que detém ainda a Universidade Europeia e a sua mais recente unidade orgânica, o IADE, pioneiro no ensino do Design.
A Laureate International Universities é líder mundial na oferta de instituições de ensino superior. Com mais de 70 escolas em todos os continentes, recebe mais de 1 milhão de estudantes em todo o mundo e desenvolveu uma rede de professores e investigadores com o objetivo de contribuir para a inovação e produção de conhecimento global.

Dispersas por 25 países, as instituições da rede Laureate oferecem programas de licenciaturas, mestrado e doutoramento em áreas tão distintas como a Arquitetura, Gestão, Turismo, Desporto, Design, Engenharia, Ciências da Saúde, Medicina e Direito, entre outras. A comunidade Laureate acredita no poder transformador da Educação e tem como missão influenciar de forma positiva e duradoura a vida dos seus estudantes, professores e colaboradores: “Quando os nossos estudantes brilham, os países prosperam e as sociedades evoluem”.

Tags:

Sobre nós

Instituição de ensino superior na área do Marketing. O IPAM Lisboa e o IPAM Porto integram desde 2015 a Laureate International Universities.

Subscrever