RECORDATI ANUNCIA CRESCIMENTO DE VENDAS E MARGENS NOS PRIMEIROS NOVE MESES DE 2018

Receita + 5,1%, ebitda + 11,1%, resultado operacional + 9,6%, lucro líquido + 8,2%. Dividendo intercalar 0,45 € (+ 7,1%)
 
·           Receitas consolidadas de 1,013.3 milhões de euros, + 5.1%
·           EBITDA[1] de 380.1 milhões de euros, +11,1%
·           Lucros operacionais de 337 milhões de euros, +9.6%
·           Lucros líquidos de 237.9 milhões de euros, +8.2%
·           Posição financeira líquida (2): 462.7 milhões de euros
·           Património líquido: 988 milhões de euros
·           Dividendo intercalar de 2018 de € 0,45 por ação a ser distribuído
 
O Conselho de Administração da Recordati S.A. aprovou os resultados consolidados do Grupo para os primeiros nove meses de 2018, elaborados de acordo com as Normas Internacionais de Contabilidade e Normas Internacionais de Relatório Financeiro (IAS/IFRS) e, em particular, de acordo com os requisitos da IAS 34 para relatórios intercalares. Estas demonstrações financeiras estarão disponíveis a partir de hoje na sede da companhia e no respetivo website (www.recordati.com) podendo igualmente ser visualizadas no sistema de armazenamento autorizado 1info (www.1info.it).
 
Destaques Financeiros
 

·           As receitas consolidadas nos primeiros nove meses de 2018 são de € 1.013.3 milhões, um aumento de 5,1% comparando com o mesmo período do ano anterior. As vendas Internacionais cresceram 5,4%.
·           O EBITDA (1), em 37,5% das vendas, é de 380.1 milhões de euros, e teve um aumento de 11,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.
·           O resultado operacional, de 33,3% das vendas, é de € 337,0 milhões, um aumento de 9,6%.
·           O lucro líquido, de 23,5% das vendas, é de € 237,9 milhões, um aumento de 8,2% em relação aos primeiros nove meses de 2018.
·           A posição financeira líquida (2) regista a 30 de setembro de 2018 uma dívida líquida de € 462,7 milhões em comparação com a dívida líquida de 31 de dezembro de 2017, de € 381,8 milhões de euros. Durante este período, as ações foram compradas num total de € 169,8 milhões, onde os dividendos foram
·           distribuídos num total de 87,1 milhões de euros. A par disto, a empresa italiana Natural Point S.r.l. foi adquirida por um valor de 75 milhões de euros. O património líquido é de € 988,0 milhões.
 
Notícias de desenvolvimento corporativo:

Em abril foi concluído o acordo com a Mylan para deter os direitos do Cystagon® (bitartarato de cisteamina), indicado para o tratamento de cistinose nefropática em crianças e adultos, em certos territórios, incluindo a Europa. O produto foi anteriormente comercializado pela Orphan Europa (uma empresa do grupo Recordati) sob licença da Mylan. A aquisição definitiva dos direitos permite que o Grupo continue a oferecer este tipo de tratamento que salva vidas aos pacientes.
 
(1) Resultado operacional antes da depreciação, amortização e amortização de ativos tangíveis e intangíveis.
(2) Investimentos financeiros em caixa e curto prazo, menos descobertos bancários e empréstimos de médio / longo prazo que incluem a mensuração ao valor justo.
 

Em junho, a Recordati adquiriu 100/% do capital social da Natural Point S.r.L, uma empresa italiana, com sede em Milão, ativa no mercado de suplementos alimentares. A empresa atingiu em vendas, os 15 milhões, em 2017, assumindo-se como um excelente perfil de rentabilidade. A assinatura e a aquisição da empresa decorreram ao mesmo tempo. A Natural Point foi criada, em 1993, com o objetivo de promover uma cultura de utilização saudável de suplementos alimentares. A empresa oferece um diversificado portfólio de suplementos bastante eficazes pelas suas fórmulas Bio, produzidas por ingredientes ativos e seguros que melhoram a saúde e o bem-estar. O produto principal da empresa contém uma fórmula particular de carbonato de magnésio e ácido cítrico facilmente aceite pelo corpo e tem ainda um saber agradável.

Comentários da equipa de Gestão:

“Os resultados financeiros obtidos nos primeiros nove meses deste ano, confirmam um crescimento contínuo do grupo, com maior rentabilidade”, declarou Andrea Recordati, CEO do Grupo. “Durante este ano, concluíram-se importantes iniciativas: a definitiva aquisição dos direitos da Cystagon® à Mylan, que permite garantir a circulação deste tratamento que permite salvar vidas humanas; e a aquisição da Natural Point que representa uma boa oportunidade para aumentar a nossa presença no mercado de suplementos alimentares. Para além disso, durante o último semestre, será lançado em alguns países europeu, um novo medicamento para o tratamento da esquizofrenia, a Reagila®”, reforça Andrea Recordati. “O crescimento dos negócios do Grupo continuou a crescer em outubro e com a forte desvalorização da lira turca estima-se um impacto de cerca de 30 milhões de euros para o ano inteiro, e espera-se que neste ano inteiro, as vendas variem entre os 1.340 e os 1.350 milhões de euros. Quando ao EBITA definimos os nossos objetivos entre os 490€ e 500€ milhões, o EBIT entre 430€ e 440€ milhões e o lucro líquido entre € 310 e € 315 milhões.”
 
Outras Resoluções:
 
Dividendo intercalar 2018
 
O Conselho de Administração decidiu distribuir um dividendo intercalar relativo ao exercício de 2018, no valor de 0,45€ (antes do imposto retido na fonte) sobre cada ação em circulação, excluindo as ações em tesouraria. O dividendo intercalar será pago por meio dos intermediários autorizados, a partir do dia 21 de novembro de 2018 (data de registo a 20 de novembro de 2018) pelo couponNo.22, a ser apresentado a 19 de novembro do presente ano.
 
A opinião do Auditor Independente sobre a distribuição do dividendo intercalar está também disponível nas sedes da organização, conforme o artigo 233-bis do Código Civil Italiano.
 
O Relatório dos Administradores e as demonstrações financeiras da Recordati S.p.A, apresentados a 30 de junho de 2018, sobre as quais o Conselho de Administração se baseou para distribuir o dividendo intercalar, acima mencionado, está disponível na sede da sociedade e publicado no website da empresa (www.recordati.com). Esses documentos também podem ser visualizados no sistema de armazenamento autorizado em 1Info (www.1Info.it).
 
Sobre a Recordati:
 

Criada em 1926, a Recordati é um grupo farmacêutico internacional, cotado na bolsa de valores de Milão (Reuters RECI.MI, Bloomberg REC IM, ISIN IT 0003828271), com mais de 4100 colaboradores, dedicada à pesquisa, desenvolvimento, fabrico e comercialização de produtos farmacêuticos. Com sede em Milão, Itália, a Recordati tem operações nos principais países europeus, na Rússia, outros países da Europa Central e Oriental, Turquia, África do Norte, Estados Unidos da América, Canadá, México, alguns países da América do Sul, Japão e Austrália. No campo da medicina, a própria organização detém uma ampla variedade farmacêutica, quer sob licença, quer enquanto proprietária, em várias áreas terapêuticas, incluindo uma empresa especializada e dedicada a tratamentos de doenças raras. A Recordati é parceira de escolha para novas licenças de produtos para os seus territórios. A Recordati compromete-se a pesquisar e o desenvolvimento de novas especialidades com foco em tratamentos para doenças raras. A receita consolidada de 2017 foi de 1.288,1€ milhões, o lucro operacional foi de 406,5€ milhões e o lucro líquido foi de 288,8€ milhões.

 
Sobre a Jaba Recordati
 
A subsidiária portuguesa da multinacional farmacêutica de origem italiana, Recordati, que fatura cerca de 1.288 milhões de euros por ano, é responsável por cerca de 3,3% da faturação global do grupo Recordati.
A Jaba Recordati emprega em Portugal 128 pessoas e ocupa o 15º lugar no ranking farmacêutico IQVIA, que conta com mais de 200 empresas a operar em Portugal (representa 2,0% do mercado nacional).
A Jaba Recordati atua em quatro áreas de negócio, produtos inovadores sujeitos a prescrição médica, genéricos, produtos de venda livre e "medicamentos órfãos" (medicamentos para doenças raras). As principais áreas terapêuticas são a cardiovascular, urologia, a dor, gastroenterologia, pediatria, OTC e genéricos. Implementa uma estratégia de diversificação de mercados e negócios para além daqueles onde está a operar nos PALOP, como Angola, Moçambique e Cabo Verde e onde está presente mais recentemente, como a Nigéria e Guiné-Bissau.

As declarações presentes neste comunicado, para além de estarem assentes em factos históricos, são “declarações prospetivas” (como é definido pela Lei de Reforma de Contencioso de Títulos Privados de 1995). Estas declarações são baseadas em informações atualmente disponíveis, de acordo com estimativas reais, e baseadas em suposições consideradas razoáveis. Essas informações, essas estimativas e premissas podem ser incompletas ou erróneas, bem como envolver vários riscos e incertezas, além do controlo de organizações. Assim, os resultados reais podem diferir bastante daqueles que foram expressos ou implícitos por tais declarações prospetivas. Todas as menções e descrições da Recordati destinam-se exclusivamente a informações sobre a natureza geral das atividades da empresa e não têm intenção alguma de indicar conveniência de administrar qualquer produto em qualquer instância especifica. 

Tags:

Sobre nós

Empresa multinacional que atua no mercado farmacêutico.

Subscrever