Estabilização do mercado e volatilidade global abrandam investimento imobiliário mundial

  • Na região EMEA, os países Nórdicos, o Benelux e a Europa Central de Leste contrariam a tendência, registando crescimentos homólogos
  • Também Portugal cresce no 1º trimestre, totalizando um investimento de €570 milhões.

LISBOA, 19 ABRIL, 2016 – Os volumes de investimento imobiliário a nível global desceram no 1º trimestre deste ano, em linha com um sentimento de mercado menos positivo, revelam os dados preliminares da JLL referentes aos fluxos globais de capital. 
 
O volume de investimento transacionado no 1º trimestre a nível global caiu 17% face ao mesmo trimestre do ano passado para $128 biliões (€112 biliões). Este volume compara com os $154 biliões (€135 biliões) registados nos primeiros três meses do ano passado, que foi o início de ano mais forte neste ciclo recente de seis anos.  
 
Contudo, algumas regiões continuam a registar bolsas de crescimento, esperando-se, desta forma, que a atividade global de 2016 fique em linha com os níveis observados em 2015. No caso da região EMEA (Europa, Médio Oriente e África), o volume transacionado ficou 20% abaixo do mesmo período do ano passado, mas os países Nórdicos, o Benelux e a Europa Central e de Leste registaram, ainda assim, crescimentos homólogos.

A análise realizada pela JLL Portugal para o mercado nacional mostra que o nosso país se destaca pela positiva, contrariando também a queda regional sentida na Europa. De acordo com os dados apurados pela consultora, no 1º trimestre de 2016 o mercado de investimento imobiliário português transacionou €570 milhões, num expressivo crescimento de mais de 225% face aos €175 milhões investidos no mesmo período do ano passado. 
 
Junto se envia press release completo.

Tags:

Sobre nós

Empresa de serviços financeiros e profissionais especializada em serviços de imobiliário e gestão de investmento, desenvolvendo a sua atividade nos mercados de escritórios e retalho, nas áreas de agência, investimento, corporate solutions, consultoria e avaliações, gestão de imóveis, arquitectura/obras e research.

Subscrever