ESTUDO: Habitação vive momento inigualável em Lisboa impulsionado por novos perfis de compradores

Centro e zonas históricas são os destinos mais procurados e também os que apresentam valores mais elevados, alinhando a cidade com as restantes capitais europeias, revela o primeiro estudo exclusivamente residencial da consultora JLL

LISBOA, 17 MAIO, 2016  – O mercado residencial está hoje no seu exponente máximo em Lisboa, conclui a JLL no relatório “Mercado Residencial – Dinâmica Inigualável”, o primeiro que a consultora realiza exclusivamente para este segmento em Portugal e que apresenta uma abordagem inovadora, ao contemplar, pela primeira vez, uma análise bairro-a-bairro da cidade de Lisboa, além de traçar um retrato das principais tendências, impulsionadores e indicadores deste setor.

A procura é, desde 2013, marcada por novos perfis de compradores, sendo este um dos fatores que mais influenciou esta dinâmica e que está a transformar as zonas mais centrais e com maior fluxo turístico como a avenida da Liberdade, Baixa e Chiado. Destinos onde até há alguns anos era difícil adquirir casa com condições de qualidade, conforto e comodidade dos dias de hoje, estas áreas são as que concentram maior procura e também aos preços mais elevados da cidade, uma tendência que alinha Lisboa com as grandes capitais europeias, onde o centro exibe maior valorização. Este contexto tem igualmente contribuído para posicionar a capital portuguesa como um dos destinos da Europa mais atrativos para a compra de casa por estrangeiros, já que os valores praticados nas zonas prime estão ainda abaixo de muitos dos que são observados em cidades congéneres.

De acordo com a JLL, estes compradores incluem hoje quer portugueses quer estrangeiros das mais diversas nacionalidades, enquadrando objetivos diferentes no momento da compra como investimento puro, segunda habitação ou habitação própria e permanente. Analisando estas motivações e os diferentes públicos-alvo, o estudo da JLL integra uma análise de onze zonas de Lisboa, tendo apurado que a oferta de nova habitação se destina sobretudo aos segmentos médio/alto e alto do mercado, com preços que variam entre 3.000 e 9.000 euros/m².

Portugal tem vindo a recuperar a confiança de investidores internacionais e nacionais nos últimos três anos, ao mesmo tempo que o turismo tem vindo a crescer e que Lisboa se tornou uma das capitais europeias mais destacadas. A combinação destes fatores, impulsionados ainda pelos programas de incentivo ao investimento estrangeiro e pelo protagonismo crescente deste segmento na reabilitação urbana, revitalizaram o mercado residencial e colocam-no num momento inigualável. Nunca como hoje houve tanta diversidade de compradores quer em termos de perfis quer em termos de origem e, a título de exemplo, refira-se que, em 2015, só a JLL/Cobertura vendeu casas a compradores oriundos de 24 nacionalidades diferentes ”, comenta Pedro Lancastre, managing director da JLL Portugal.
 
Junto se envia press release alargado com as principais conclusões do estudo hoje apresentado.

Tags:

Sobre nós

Empresa de serviços financeiros e profissionais especializada em serviços de imobiliário e gestão de investmento, desenvolvendo a sua atividade nos mercados de escritórios e retalho, nas áreas de agência, investimento, corporate solutions, consultoria e avaliações, gestão de imóveis, arquitectura/obras e research.

Subscrever