Ocupação de escritórios em agosto faz acelerar crescimento anual da atividade para 40%

O mês de agosto voltou a registar uma forte atividade da ocupação de escritórios em Lisboa, com os mais de 13.450 m2 tomados a apresentarem um crescimento de 272% face a igual mês de 2017. Este desempenho mensal, ainda que cerca de 51% abaixo do volume recorde ocupado em julho (27.576 m2), fez acelerar ainda mais o crescimento anual do mercado, com a ocupação acumulada de janeiro a agosto (127.845 m2) a aumentar 40% face ao mesmo período do ano passado.

Estes indicadores integram a análise mensal da JLL ao mercado de escritórios, o Office Flashpoint, com a consultora a concluir ainda que a área média por operação se manteve equilibrada, nos 841 m2, traduzindo a realização de 16 negócios em agosto. No acumulado do ano, foram concluídas 149 operações, com uma área média de 858 m2. A JLL foi responsável pela colocação de 23% da área de escritórios contabilizada desde início do ano.

Para Mariana Rosa, diretora de Office Agency & Corporate Solutions da JLL, “a procura de escritórios está de tal forma dinâmica que, mesmo com as restrições impostas pela escassez de espaço, o mercado está a mostrar uma atividade robusta, com a recuperação de edifícios a dar uma importante resposta a esta procura e as empresas a procurarem alternativas às localizações empresariais mais consolidadas. Quer isso dizer que, se não tivéssemos falta de produto adequado às especificações da procura, a ocupação de escritórios podia estar bastante acima dos níveis atuais”.

Tags:

Sobre nós

Empresa de serviços financeiros e profissionais especializada em serviços de imobiliário e gestão de investmento, desenvolvendo a sua atividade nos mercados de escritórios e retalho, nas áreas de agência, investimento, corporate solutions, consultoria e avaliações, gestão de imóveis, arquitectura/obras e research.

Subscrever