Office Flashpoint: Com 25.000 m² de absorção, setembro é o mês mais dinâmico de ocupação de escritórios dos últimos seis anos

Os resultados do mercado ocupacional de escritórios em Lisboa referentes ao mês de setembro acabam de ser divulgados pela JLL no Office Flashpoint.

A consultora sublinha que no mês de setembro se atingiram os 25.002 m² de absorção de escritórios em Lisboa, o valor mais elevado desde o pico de 2008. Com este take up, também os resultados acumulados dos primeiros nove meses de 2014 – 78.482 m².

Em setembro, o take up cresceu 244% face ao mês anterior e 199% face ao mesmo mês do ano passado, registando seis transações acima dos 1.000 m² , uma área que é claramente superior à área média transacionada nos últimos anos, a qual tem estado entre 350 m² e 500 m². A JLL esteve envolvida em três destas seis operações, garantindo mais de 60% das grandes áreas negociadas, nomeadamente o arrendamento de 7.000 m² num edifício do Prime CBD; a expansão em mais 3.000 m² de área de uma empresa localizada no Parque das Nações e a colocação de 2.000 m² num edifício da Zona 3. Em Setembro, e pelo terceiro mês consecutivo, o Corredor Oeste foi a zona mais dinâmica (38% da ocupação), seguindo-se o Prime CBD (29%). Sublinhe-se ainda que 74% das operações dizem respeito à mudança de instalações.

No acumulado do ano, que considera os primeiros nove meses, a ocupação (78.482 m²) cresceu 76% face ao mesmo período do ano passado, sendo que 67% da área ocupada neste período foi relativa à mudança de instalações. O 3º trimestre foi o mais dinâmico deste ano, com uma absorção de 37.462 m² e um crescimento de 58% face ao trimestre anterior e 97% face ao trimestre homólogo. Nos primeiros nove meses de 2014, foi igualmente o Corredor Oeste a zona que maiores níveis de atividade registou (44% da ocupação total), dominando também em termos trimestrais (31% da ocupação). Já em termos de procura, foram as empresas “Serviços a Empresas” que maior volume de escritórios ocuparam nos primeiros nove meses de 2014 (19.366 m², equivalente a 24,6%), seguidas das de “Serviços Financeiros” (7.925 m², equivalente a 21,1%).

Mariana Rosa, Diretora de Office Agency e Corporate Solutions da JLL de ocupação este ano, considerando que o último trimestre é tradicionalmente o mais forte do ano. Veja-se, por exemplo, que o 4º trimestre do ano passado registou um take-up de 33.277 m² , volume já ultrapassado no 3º trimestre deste ano. As expectativas são, por isso, bastante otimistas ”.

Tags:

Sobre nós

Empresa de serviços financeiros e profissionais especializada em serviços de imobiliário e gestão de investmento, desenvolvendo a sua atividade nos mercados de escritórios e retalho, nas áreas de agência, investimento, corporate solutions, consultoria e avaliações, gestão de imóveis, arquitectura/obras e research.

Subscrever