Hospital CUF Tejo desenhado para as doenças do futuro

O Hospital CUF Tejo, em Alcântara, é apresentado esta quinta-feira em Lisboa pelo presidente da José de Mello Saúde, Salvador de Mello. O projecto, da autoria do arquitecto Frederico Valssassina, representa um investimento de mais de 100 milhões de euros, terá 75 mil metros quadrados de área, e foi desenhado de raiz para combater e tratar as Doenças do Futuro.
 
Este será um hospital polivalente de elevada diferenciação, com foco em áreas incontornáveis na medicina do futuro: oncologia, neurociências, cardiovascular, pulmão, ORL e oftalmologia. O Hospital CUF Tejo vai responder às situações clínicas mais complexas e mais emergentes, fruto da aposta em infra-estruturas, meios técnicos e humanos.
 
Salvador de Mello afirma que “apresentamos hoje o projecto de um grande hospital para a cidade de Lisboa, que será seguramente um hospital de referência em todo o Pais. Fazemo-lo porque acreditamos no potencial de Portugal e na nossa capacidade de oferecer cuidados de saúde de excelência e adequados às necessidades do futuro. Este projecto, só é possível graças à experiência acumulada de 70 anos na Saúde em Portugal. É um projecto diferenciador, assente numa base sólida de conhecimento e de experiência que só a CUF dispõe. Será um Hospital desenhado para as Doenças do Futuro, totalmente centrado nas pessoas e focado no desenvolvimento e na qualificação dos seus profissionais. O CUF Tejo - a par de outros projectos em desenvolvimento pela José de Mello Saúde - ira marcar um novo standard na Saúde em Portugal”, conclui.
 
O projecto do Hospital CUF Tejo resulta de uma perspectiva que aliou a experiência e saber de 70 Anos das equipas clínicas e das equipas de gestão da José de Mello Saúde, aliada à adopção das melhores práticas desenvolvidas a nível internacional em hospitais de referência e também do que está ainda a ser desenvolvido pelos diferentes parceiros da indústria e que terá impacto no sector da saúde
 
Com mais de 75 mil metros quadrados, dos quais 31 mil dedicados exclusivamente a actividades clínicas, o Hospital CUF Tejo terá seis pisos acima do solo e quatro abaixo do solo, incluindo três pisos de estacionamento com mais de 800 lugares.
 
Vai dispor de mais de 100 gabinetes de consulta e mais de 60 gabinetes de exames e tratamentos, para além de 11 salas de Bloco – duas das quais com 80 m2 e mais 2 exclusivamente dedicadas a cirurgia de ambulatório – assim como 200 camas de internamento geral e 14 camas de UCIP.
                                                                                                                   
Até 2018, a José de Mello Saúde vai expandir todas as unidades de Lisboa, Cascais e Torres Vedras, abrir um hospital em Viseu – já em 2016 – e marcar presença em mais regiões do país.
 
No movimento de expansão de unidades destaca-se o projecto de ampliação do Hospital CUF Descobertas, que vai representar um investimento de 50 milhões de euros e que, para além de aumentar em 50 por cento a área do actual hospital, irá dotar esta unidade de novas infraestruras, ampliar a capacidade de resposta aos clientes e reforçar a qualidade na prestação de cuidados de saúde.
 
Hospital CUF Tejo
 

  • Investimento superior a 100 Milhões de euros;
  • Mais de 75 mil m2, dos quais 31 mil dedicados exclusivamente a actividades clínicas assistenciais e não assistenciais;
  • 6 pisos, acima do solo e 4 abaixo do solo, dos quais 3 de estacionamento com mais de 800 lugares;
  • Mais de 100 gabinetes de consulta e mais de 60 gabinetes de exames e tratamentos;
  • 11 salas de Bloco;
Mais de 200 camas de internamento geral, para além de 14 camas de UCIP.

Tags:

Sobre nós

Empresa de prestação de cuidados de saúde em Portugal.

Subscrever