Novo Mercedes-Benz Classe B

O novo Mercedes-Benz Classe B destaca a vertente desportiva com a versão Sports Tourer – tem uma aparência mais dinâmica do que o seu antecessor e é mais ágil em estrada, sempre com o melhor conforto. Os interiores avantgarde oferecem uma sensação única de espaço com o design distinto do painel de instrumentos. O interface intuitivo oferecido pelo sistema multimédia MBUX é inovador e tem capacidade de adaptação. Os seus pontos fortes incluem gráficos de alta resolução, comando de voz "Olá Mercedes", um ecrã touch de série e recursos como a função de Realidade Aumentada MBUX (MBUX Augmented Reality). Em termos de segurança ativa, os sistemas de assistência de direção de última geração fazem do Classe B um dos veículos líderes do segmento com funções herdadas do Classe S. Além disso, o interior é agora mais espaçoso, enquanto os motores são mais eficientes e limpos. O início das vendas do novo Classe B será a 3 de dezembro de 2018, com entregas previstas para fevereiro de 2019.
 
O principal objetivo dos designers foi fazer com que o novo Classe B se destacasse visualmente, o que se conseguiu graças à longa distância entre eixos (2.729 mm), às curtas distâncias entre os para-choques e os centros dos eixos, à linha de teto ligeiramente rebaixada e às rodas de maiores dimensões, entre 16 e 19 polegadas. A frente relativamente baixa, com transição progressiva e fluida do capot para os pilares A e para-brisas, juntamente com a postura forte da carroçaria, sublinha a aparência geral desportiva.
 
O mesmo acontece com os faróis de perfil baixo com faróis H7 e luzes diurnas de LEDs. Na versão com faróis de LEDs ou superior, o Classe B vem com a sua própria "assinatura" de luzes diurnas de condução, na forma de projetores duplos. Os faróis opcionais MULTIBEAM LED oferecem um aspeto especialmente desportivo e permitem a regulação eletrónica extremamente rápida dos faróis, adaptando-os a cada situação de trânsito. Esta característica da classe de luxo, que fez a sua estreia no segmento compacto no novo Classe A, produz um visual marcante e oferece uma segurança adicional agora também no novo Classe B.
 
Atrás, a largura do veículo é acentuada pelos farolins bipartidos, pelos refletores integrados no para-choques e por uma secção inferior preta no para-choques e uma faixa de acabamento cromada. O spoiler de tejadilho, juntamente com os spoilers pretos de alto brilho nas laterais dos vidros traseiros, contribuem para uma aerodinâmica melhorada, ao mesmo tempo que conferem uma aparência desportiva.
O valor cd do novo Classe B começa em 0,24 (modelo anterior: 0,25). A linha inferior do teto contribui ainda mais para os melhores fluxos aerodinâmicos deste segmento devido à frente do veículo de menores dimensões. Por outro lado, os engenheiros de aerodinâmica reduziram o ruído do vento graças a um trabalho de pormenor. Os benefícios: um elevado nível de alerta por parte do condutor, bem como a capacidade de desenvolver conversações descontraídas, sem o incómodo do barulho de rolamento.
Os bancos de geometria melhorada e a linha de cintura mais baixa oferecem uma sensação de espaço ainda mais generosa do que no modelo anterior. O condutor senta-se 90 milímetros mais alto do que num Classe A, desfrutando assim de uma visão geral especialmente boa.
 
Design interior: a segunda revolução
 
O interior do Classe B é tão vanguardista quanto a muito elogiada arquitetura revolucionária de interiores do novo Classe A, só que ainda mais distintiva: enquanto o painel de instrumentos do seu "modelo-irmão" é dividido em dois painéis horizontais que parecem flutuar, o do Classe B tem um volume básico único, que "cai" para o lado dos ocupantes e tem recortes na área do condutor e do passageiro dianteiro. O recorte em frente ao condutor aloja a unidade de visualização totalmente independente, que vem em três versões diferentes: com dois ecrãs de 7 polegadas (17,78 cm) de série, um ecrã de 7 polegadas e outro de 10,25 polegadas (26 cm) e, na versão Widescreen, com dois ecrãs de 10,25 polegadas. Também há uma versão disponível com mostrador Head-up.
As cinco saídas de ventilação redondas são do tipo turbina de alta qualidade, com condutas de ar muito estilizadas e inspirados no mundo da aviação. Na linha Style de série, as molduras das saídas de ventilação são acentuadas com a cor pela profundidade da sua geometria, dando a impressão de um motor a jato. A consola central com painel de comando e de inserção de dados de controlo por toque tem um painel preto de aspeto semelhante ao do Classe E. O sistema de iluminação ambiente com 64 cores permite ajustes individuais, até mesmo para se adequar ao estado de espírito do condutor.
 
Os bancos oferecem uma posição sentada mais plana e, portanto, mais confortável, bem como uma gama de ajuste maior, o que também aumenta o espaço máximo para a cabeça. Há também mais espaço na largura: com 1.456 milímetros (mais 33 mm), a largura dianteira para os cotovelos agora tem as dimensões de um veículo de gama média.
 
Bancos ENERGIZING: o apoio ideal para as alterações de postura
 
Com bancos climatizados e bancos multicontorno com função de massagem, o novo Classe B está disponível com extras opcionais que antes estavam reservados apenas a veículos de segmentos mais altos. Isto abre toda uma nova gama de possibilidades de maior conforto em viagem.
A nova cinética dos bancos ENERGIZING é particularmente benéfica para as costas. Estes bancos oferecem suporte ortopédico benéfico nas mudanças de postura, fazendo regularmente pequenos ajustes no ângulo do assento e do encosto. Esta inovação está disponível para os bancos dianteiros em combinação com o sistema de regulação totalmente elétrico com função de memória.
 
Bancos traseiros variáveis e otimização da disposição do compartimento de bagagem
 
O interior foi aperfeiçoado em muitos lugares: atrás, a abertura de entrada melhorada até ao túnel central na parte traseira oferece um acesso mais confortável ao banco central. Os encostos dos bancos traseiros têm divisão 40:20:40 de série. Consoante a versão, a partir de meados de 2019, os bancos traseiros poderão ser movidos 14 centímetros e o encosto poderá ser rebatido até uma posição mais inclinada, para variar a capacidade do compartimento de bagagem atrás dos assentos traseiros entre 455 e 705 litros. Embora a capacidade seja aproximadamente a mesma que no modelo anterior, o compartimento de bagagem pode ser utilizado de forma mais eficiente graças às melhorias introduzidas nesta nova versão.
Com o banco traseiro rebatido e a bagagem até ao tejadilho, o compartimento de carga, que é plano graças ao piso da bagageira ajustável, pode acomodar até 1.540 litros atrás dos bancos dianteiros. O banco do passageiro dianteiro com encosto rebatível (opcional, com previsão de disponibilidade a partir de meados de 2019) oferece uma versatilidade ainda maior para o transporte de bagagem.
A porta da bagageira EASY-PACK, de série, permite abrir ou fechar a porta traseira de forma conveniente e automática, mediante o pressionar de um botão ou através de um movimento com pé, em combinação com o sistema HANDS-FREE ACCESS de acesso mãos-livres (opcional).
 
Sistema MBUX – Mercedes-Benz User eXperience: experiência sem rival
 
O novo Classe B é o segundo veículo, após o Classe A, a apresentar o sistema multimédia MBUX (Mercedes-Benz User eXperience), que abriu as portas a uma nova era com o sistema de conectividade Mercedes me. O sistema tem capacidade de aprendizagem graças à Inteligência Artificial, o que o torna um sistema único. O sistema MBUX pode ser personalizado e adapta-se ao utilizador. Assim, cria-se uma ligação "emocional" entre o veículo, o condutor e os passageiros.
 
Sistema Intelligent Drive: as funções do Classe S
 
O novo Classe B vem com sistemas de assistência de condução, fornecendo assim um dos mais altos níveis de segurança ativa neste segmento com funções do oriundas do Classe S. Pela primeira vez, o Classe B tem capacidade semiautónoma de condução, em determinadas situações. Para isso, o veículo usa sistemas aprimorados de câmara e radar para antecipar o tráfego até 500 metros à sua frente, bem como dados cartográficos e de navegação para as funções de assistência. Por exemplo, o Assistente Ativo de Controlo da Distância DISTRONIC, como parte do pack de Assistência à Condução, consegue dar ao condutor suporte cartográfico em numerosas situações de condução e ajustar a velocidade de forma preditiva e conveniente, por exemplo, na aproximação às curvas, cruzamentos ou rotundas. Como parte do equipamento também encontramos, por exemplo, o Assistente Ativo de Travagens de Emergência e o intuitivo Assistente Ativo de Mudança de Faixa de Rodagem.
O novo Classe B está equipado com o Assistente de Travagem Ativo de funcionalidades aumentadas que pode ajudar a atenuar as consequências de uma colisão na traseira de veículos parados ou em movimento lento - e agora até mesmo com peões ou ciclistas - ou até mesmo evitar de todo estas situações.
O novo Classe B também foi desenvolvido e testado no novo Centro de Tecnologia de Segurança de Veículos (TFS - Vehicle Safety Technology Centre). O design das estruturas do veículo no que diz respeito à geometria, às espessuras dos materiais, às técnicas de união e à qualidade dos materiais incorpora descobertas e inovações oriundas da investigação realizada a acidentes do mundo real. Muitos dos componentes da carroçaria são feitos de aço de resistência elevada e ultraelevada, obtendo-se a maior robustez com o menor peso possível, porque o núcleo do design de segurança da carroçaria é a célula de passageiros de altíssima estabilidade.
O condutor e o passageiro dianteiro têm, cada um, um cinto de segurança de três pontos com limitador de força e pré-tensor. Em combinação com o sistema PRE-SAFE® (opcional), os bancos dianteiros possuem tensores com enroladores reversíveis. Ambos os bancos traseiros exteriores estão equipados com um cinto de segurança com enrolador reversível e limitador de força. O novo Classe B vem equipado de fábrica com airbags para condutor e passageiro dianteiro, airbag de joelho (kneebag) para o condutor, airbags laterais superiores (windowbags) e airbags laterais (uma combinação de airbags de tórax/pélvis). Também estão disponíveis como opção airbags traseiros.

Novo e potente motor diesel de dois litros com homologação Euro 6d e nova caixa de dupla embraiagem de oito velocidades
Em comparação com o seu antecessor, o novo Classe B está equipado em todas versões por motores novos e eficientes, todos em conformidade com os limites impostos pela norma Euro 6d-TEMP. As versões de 150 e 190 cv (110 e 140 kW) de montagem transversal do motor diesel OM 654 de dois litros, cárter de alumínio e processo de combustão com pistões de cabeça escalonada fazem aqui a sua estreia. Graças ao exaustivo sistema de pós-tratamento dos gases de escape com um catalisador SCR adicional colocado sob o piso, o Classe B equipado com motor OM 654 é o primeiro modelo compacto da Mercedes-Benz a ter homologação conforme a norma Euro 6d, que será obrigatória para novos modelos apenas a 1 de Janeiro de 2020. Este motor diesel de alta cilindrada é uma adição ao motor diesel de quatro cilindros (OM 608), já conhecido do Classe A com cilindrada de 1.5 litros, até 115 cv (85 kW) de potência e até 260 N·m de binário.
Este modelo também está disponível com dois motores a gasolina de quatro cilindros da série M282 com cilindrada de 1,33 litros e potências de 135 e de 160 cv (100 e 120 kW). As inovações incluem sistema de gestão dos cilindros (em combinação com caixa 7G-DCT), da cabeça de motor de formato delta e filtro de partículas de gasolina.
Inicialmente, o novo Classe B vai estar disponível em exclusivo com caixa de dupla embraiagem. Neste domínio, a novidade vai para a nova unidade 8G-DCT de oito velocidades, usada em combinação com o motor a diesel de maior cilindrada. Vão seguir-se outros motores novos, bem como modelos de tração integral 4MATIC. De série, o depósito de combustível oferece 43 litros; há um depósito opcional com 51 litros, consoante o motor.

Novo motor diesel OM 654q: mais leve, mais potente, mais limpo
A versão de montagem transversal da mais recente família de motores a diesel premium faz sua estreia no novo Classe B. Apesar da menor cilindrada - logo abaixo de dois litros - o novo motor a diesel é cerca de 16% mais leve e debita 190 cv (140 kW), cerca de mais 13 cv (10 kW) do que o motor anterior. Por dentro, o motor OM 654q oferece destaques tecnológicos que aumentam a eficiência, como pistões de aço com cabeças escalonadas e um bloco de alumínio. As camisas dos cilindros são revestidas segundo o processo NANOSLIDE® melhorado.
Apenas com 90 mm de espaçamento entre os cilindros (em vez de 94 mm), este novo motor é mais compacto que o seu antecessor, permitindo que os componentes de pós-tratamento dos gases de escape sejam instalados diretamente no motor, onde a temperatura de exaustão é maior. Graças a este pós-tratamento melhorado dos gases de escape, o potente motor de quatro cilindros da moderna família de motores OM 654 já cumpre a norma RDE (Real Driving Emissions - Emissões Reais de Condução) da Fase 2, prevista para entrar em vigor em 2020 e tem homologação segundo a norma Euro 6d. Mesmo nas situações de condução mais exigentes e sob condições ambientais difíceis, o Classe B permanece dentro de todos os limites de emissões, o que é conseguido pelo sistema de redução catalítica seletiva adicional (SCR - Selective Catalytic Reduction) com um catalisador de redução de amoníaco (ASC - Ammonia Slip Catalyst) colocado no sistema de escape. Este sistema permite uma dosagem mais generosa do agente redutor AdBlue, uma vez que quaisquer excedentes podem ser reduzidos e convertidos no segundo SCR. Estes excedentes (redução de amoníaco) ocorrem particularmente nas mudanças rápidas de temperatura no percurso dos gases de escape, por exemplo, quando o veículo passa do tráfego da cidade para autoestrada.

Suspensão: agilidade e conforto
Consoante a versão, estão disponíveis várias opções para a configuração básica, incluindo uma suspensão conforto rebaixada de série e uma suspensão com amortecimento adaptativo ativo, que permite ao condutor controlar a afinação dos amortecedores durante a condução, graças ao controlo DYNAMIC SELECT. O sistema recorre a uma válvula eletrónica, cujo controlo analisa adicionalmente a situação de condução e otimiza a relação de amortecimento individualmente para cada roda.
Em todas as versões do novo Classe B, as rodas dianteiras apresentam conjuntos McPherson e duplos triângulos sobrepostos forjados em alumínio, ligados a braços de direção em alumínio fundido. Isto ajuda a reduzir ao máximo o peso não suspenso, maximizando a aderência do veículo à estrada.
Na parte traseira, os modelos equipados com os motores menos potentes vêm com um eixo traseiro por barra de torção de configuração básica. Em combinação com as variantes de motor mais potentes ou se o cliente optar por um dos sistemas de suspensão opcionais, o veículo é equipado com um sofisticado eixo traseiro de quatro braços, fabricado extensivamente em alumínio para reduzir o peso não suspenso. Os três braços duplos sobrepostos e o braço de ligação em cada uma das rodas traseiras são montados numa subestrutura, que é isolada da carroçaria por casquilhos de borracha, para reduzir a transferência de vibrações e ruídos da suspensão para a carroçaria do veículo. O eixo traseiro de quatro barras de torção recorre a amortecedores monocilíndricos e molas helicoidais separadas.

Tags:

Sobre nós

Site oficial da Mercedes-Benz em Portugal.

Subscrever

Media

Media