Microsoft e GNR sensibilizam alunos e encarregados de educação para os perigos da Internet e desafiam escolas a criar Carta Magna do Ciberespaço

  • Mais de 1.000 militares da GNR e de 100 voluntários da Microsoft deslocam-se às escolas para alertar as crianças e jovens para a importância da navegação segura na Internet;
  • Este ano, esta ação inclui os pais e encarregados de educação, com o objetivo de os alertar para a necessidade de um maior controlo parental
  • As escolas são desafiadas a participar num concurso para elaboração da Carta Magna do Ciberespaço.

A Microsoft Portugal e a Guarda Nacional Republicana (GNR) promovem hoje no âmbito do Dia Europeu da Internet Mais Segura , centenas de ações de sensibilização para os perigos do mundo online e formas seguras de utilização da Internet para alunos do ensino básico e secundário, dando continuidade à parceria iniciada em 2014. Este ano, esta ação tem um especial enfoque junto dos pais e encarregados de educação, alertando para a importância e necessidade de um maior controlo parental, e formas de o fazer.

Para garantir um maior envolvimento das escolas e fazer com que o tema da segurança online entre de facto nas suas agendas, a Microsoft Portugal e a GNR lançam-lhes o desafio de criar a Carta Magna do Ciberespaço. Neste concurso podem participar os alunos dos vários anos de escolaridade, em grupos de cinco. Os alunos do ensino básico competem pela criação do logótipo desta iniciativa. Já os alunos dos outros anos de escolaridade terão de elaborar propostas para o texto final que dará origem a esta Carta Magna do Ciberespaço.
 
A iniciativa realiza-se em todo o País e decorre até dia 13. Durante este período serão concretizadas mais de 1.300 ações de sensibilização e formação, cerca de 1.200 dirigidas a alunos e cerca de 60 para pais e encarregados de educação. Com estas ações, os cerca de 1.000 militares das seções de programas especiais dos comandos territoriais da GNR e os 100 voluntários da Microsoft Portugal esperam sensibilizar cerca de 60.000 alunos e encarregados de educação, em mais de 400 escolas.
 

Controlo Parental em debate

Conscientes da necessidade de dotar os Pais e Educadores de ferramentas que lhes permitam ter um maior conhecimento e controlo sobre a presença, utilização e comportamento dos seus filhos no mundo online, a iniciativa prevê este ano, e pela primeira vez, ações específicas de sensibilização e formação sobre Controlo Parental.

O principal objetivo destas sessões é sensibilizar e alertar Pais, Educadores e Encarregados de Educação para os riscos do mundo online, tendo em conta a cada vez maior exposição e utilização deste canal pelos mais jovens. É, por isso, fundamental assegurar que estes Pais têm o conhecimento e ferramentas necessárias que lhes permitam conhecer, acompanhar e melhor controlar o comportamento dos seus filhos na Internet, tendo em conta regras básicas de segurança, de que são exemplo a privacidade e proteção de dados pessoais, para que possam também estar mais alertas e melhor preparados para responder a situações de risco ”, afirma Vânia Neto, Diretora para a área da Educação, Cidadania e Responsabilidade Social na Microsoft Portugal.

“Queremos que a tecnologia seja uma ferramenta acessível a todos e que o seu potencial possa ser utilizado para tornar os seus utilizadores em cidadãos mais informados e melhor preparados para responder aos desafios do século XXI, pelo que é fundamental instituirmos práticas responsáveis de utilização da Internet junto das camadas mais jovens, mas também junto dos Pais, Educadores e Docentes”, afirma ainda a mesma responsável.
 
O Major General Luís Francisco Botelho Miguel, Comandante do Comando Operacional da GNR, sublinha que “ resultante da sua enorme implantação territorial e da proximidade e confiança que a Guarda Nacional Republicana tem junto da comunidade educativa, os militares da GNR têm tido um papel importante na consciencialização dos mais jovens para os perigos inerentes à utilização da Internet. O alargamento destas ações de sensibilização aos pais e encarregados de educação, no sentido de transmitir boas práticas relativas à utilização da Internet por parte dos seus filhos, reforçam as medidas de proteção das nossas crianças. O envolvimento de todas as entidades, públicas e privadas, Pais e Professores, é assim determinante para que, juntos, possamos criar uma Internet mais segura ”.
 

Aula interativa sobre segurança online reúne 400 crianças do 7º, 8º e 9º ano, no Monte de Caparica
 
O Dia da Internet Mais Segura foi hoje assinalado com a realização de uma sessão especial na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, no Monte de Caparica, promovida pela Microsoft Portugal e pela GNR com o apoio da Câmara Municipal de Almada. A ação reuniu cerca de 400 crianças do 7º, 8º e 9º ano de escolaridade das escolas do concelho de Almada, numa aula interativa de aprendizagem sobre os riscos do mundo online, importância e formas seguras de utilização nas suas diferentes dimensões: navegação, comunicação e socialização, responsabilização e proteção de dados pessoais.
Ao mesmo tempo, decorreu ainda uma sessão dirigida a cerca de 60 pais e encarregados de educação.

Tags:

Sobre nós

Multinacional de informática e tecnologia.

Subscrever