MSC Cruzeiros é líder de mercado em Portugal

A MSC Cruzeiros anunciou a bordo do MSC Preziosa, na sua escala em Lisboa, os resultados da companhia, que se apresenta em 2013 como líder de mercado do sector de cruzeiros em Portugal, com 36% da quota de mercado.

Eduardo Cabrita, Director Geral da MSC Cruzeiros em Portugal, afirma que “desde que abrimos o escritório em 2010, que a nossa equipa em Portugal tem trabalhado de forma incrível para alcançar este objectivo. Hoje podemos afirmar que somos líderes de mercado, num país que conta actualmente com mais de 35.000 cruzeiristas/ano e que tem ainda grande potencial para crescer. Penso que conseguimos despertar os portugueses para as vantagens de realizar um cruzeiro e colocar este tipo de viagem e a nossa companhia nas primeiras opções de quem realiza férias no nosso país, atingindo neste momento 12.620 passageiros em Portugal. Até ao final do ano esperamos alcançar os 12.800 passageiros”.

“No início do corrente ano, já tínhamos um crescimento de 10% face ao período homólogo e neste momento com 12.620 passageiros apresentamos um aumento de 35% em relação a 2012. Até ao final do ano esperamos alcançar os 12.800 passageiros. Relembro que quando a MSC Cruzeiros abriu escritórios em Portugal em 2010, entrámos talvez como o quarto operador deste segmento no mercado nacional e pensamos que em 2012 tenhamos sido senão o primeiro, certamente o segundo. Entre 2010 e 2011, registámos um crescimento de cerca de 4%. De 2011 para 2012, o crescimento verificado foi de 14%, tendo-se registado 9462 passageiros”, acrescenta Eduardo Cabrita.

A companhia acredita que o sector dos cruzeiros irá viver um processo de reorganização nos próximos anos, de forma a equilibrar a oferta e a procura, dando maior valor a um sector que tem trazido cada vez mais benefícios à economia nacional e europeia. Segundo o ECC (European Cruise Council) Portugal foi o 11.º país europeu com maior impacto directo da indústria dos cruzeiros, 207 milhões de euros em 2012 e foi o 6º destino europeu mais visitado por passageiros de cruzeiros – 1.241 milhões de passageiros.

“Acredito que Portugal tem um grande potencial para crescer como mercado emissor e receptor e esse potencial deve ser explorado e aproveitado. Acreditamos que é necessário converter o produto cruzeiro num produto para todo o ano e não apenas para as férias de verão, apostando em novos segmentos de clientes e novos públicos e posicionar o produto no lugar merecido, com um preço não mais elevado, mas sim mais justo, que gere um equilíbrio na oferta e procura, apostando também na venda antecipada”, refere.

Os itinerários mais procurados pelos portugueses que viajaram com a MSC Cruzeiros continuam a ser os do Mediterrâneo (40% do total dos passageiros) e o Norte da Europa (30% do total dos passageiros), sendo os cruzeiros com saídas e chegadas a Veneza, Barcelona, Kiel ou Copenhaga os mais vendidos. Além disso, as saídas e chegadas aos portos nacionais de Lisboa e Funchal (21% do total dos passageiros) têm sido aposta da companhia, que em 2013 teve pela primeira vez, e continuará em 2014, uma operação com saída e chegada a Lisboa em Julho, Agosto e Setembro, sendo a única companhia a permitir embarques e desembarques na capital neste período. Para a temporada 2013-2014, a companhia apresenta novos itinerários com embarque e desembarque em Lisboa e no Funchal, fazendo no total 43 cruzeiros em Lisboa e 31 cruzeiros no Funchal, o que representa um aumento de 15% face à temporada 2012-2013. No total de todas as escalas, os seis navios da frota MSC Cruzeiros que vão passar por Lisboa durante esta temporada trarão à capital portuguesa cerca de 97.000 passageiros. Nos portos nacionais de Lisboa e Funchal, a MSC Cruzeiros espera trazer mais de 190.000 passageiros o que representa um impacto económico de 12 a 20 milhões de euros para o comércio e os diversos serviços ligados ao turismo da região.

“Com a chegada do novo navio da classe Fantasia, o MSC Preziosa em Março de 2013, a frota ficou composta por 12 navios, quatro de cada classe, resultado de 6 bilhões de euros do programa de investimentos iniciado em 2003. Após a consolidação da frota, a MSC Cruzeiros terá navios a operar durante todo o ano no Mediterrâneo e Caraíbas e uma vasta gama de itinerários no Norte da Europa, no Oceano Atlântico, nas Antilhas Francesas, América do Sul, África do Sul, Ilhas Canárias e Emirados Árabes Unidos, sendo agora a consolidação destes mercados e o aumento da sua rentabilidade o mais importante, assim como aumentar a notoriedade da marca MSC Cruzeiros e manter a posição de liderança no mercado nacional. Esta liderança penso ser justificada pela fantástica equipa que temos nos nossos escritórios em Portugal e pela moderna frota de navios, pelo know-how e profissionalismo da tripulação, pela confiança que transmite como companhia, pelos destinos que visita, mas também pelo espírito e valores mediterrânicos que se vivem a bordo e que tentamos transmitir a todos os passageiros que viajam a bordo dos nossos navios. E isso é visível no design e inovação dos nossos navios, na comida italiana autêntica, nos espectáculos e animações que mudam todos os dias, em todos os cruzeiros”, acrescenta Eduardo Cabrita.

Tags:

Sobre nós

Empresa de cruzeiros.

Subscrever

Media

Media