Nespresso investe CHF 500 milhões em sustentabilidade

Por ocasião da segunda reunião anual do Conselho Consultivo de Sustentabilidade da Nespresso, Jean-Marc Duvoisin, CEO da Nestlé Nespresso, definiu uma ambiciosa estratégia para aumentar o foco na sustentabilidade da marca, introduzindo novas iniciativas que criarão benefícios significativos para a empresa, para a sociedade e para o meio ambiente.
O novo programa de sustentabilidade intitula-se „Positive Cup? e baseia-se num investimento de CHF 500 milhões, a ser aplicado nos próximos seis anos. Deste investimento, CHF 15 milhões serão utilizados para estabelecer um novo Fundo de Desenvolvimento Sustentável, que irá desempenhar um papel fundamental na canalização de recursos para projetos específicos. A nova estratégia é apoiada pelos membros do Conselho Consultivo de Sustentabilidade da Nespresso (NSAB), que inclui a Rainforest Alliance, a Fairtrade International, a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) e também o embaixador da Nespresso, George Clooney.
A estratégia do programa „Positive Cup? baseia-se na Criação de Valor Partilhado e está a ser implementada através dos significativos passos que a marca tem vindo a dar ao longo dos últimos cinco anos*, de forma a melhorar o bem-estar dos produtores e a aumentar a sustentabilidade ambiental na produção, aquisição e consumo de café. A Nespresso pretende atingir os seus objetivos de sustentabilidade até 2020 através do estabelecimento de medidas concretas a implementar nos próximos anos. O fundo criado será utilizado para financiar uma série de programas que fazem parte da estratégia delineada, bem como para atrair financiamento adicional de parceiros externos. “A nossa aproximação ao tema da sustentabilidade sempre foi idealizada de forma a fazer mais do que a simples minimização do impacto do negócio”, afirmou Jean-Marc Duvoisin. “O desenvolvimento de programas inovadores, em conjunto com os nossos parceiros, demonstra o nosso compromisso para com a Criação de Valor Partilhado e gera impacto positivo em todas as partes envolvidas na nossa cadeia de valor. Este investimento de CHF 500 milhões reforça, de forma significativa, o nosso atual investimento na sustentabilidade de forma a garantirmos, a longo prazo, o sucesso do nosso modelo de negócio. Isto visa assegurar o contínuo acesso a apenas 1 a 2% da produção mundial de café que cumpre os requisitos e corresponde aos nossos rigorosos padrões de qualidade, garantidos pelo nosso Programa para a Qualidade Sustentável - AAA Sustainable QualityTM Program.
Esta abordagem permite-nos igualmente inovar de forma constante, graças à relação direta que construímos com os agricultores. O Fundo de Desenvolvimento Sustentável irá ainda permitir que atribuamos novos fundos a programas inovadores, como o da renovação do setor do café no Sudão do Sul.
Compromissos do programa ‘Positive Cup’
O Programa „Positive Cup? incorpora metas ambiciosas nas áreas de fornecimento de café e bem-estar social; no fornecimento, utilização e eliminação do alumínio; e ainda na resiliência às mudanças climáticas. De forma mais específica, em 2020, a Nespresso compromete-se a:
Café – café de origem 100% sustentável
? 100% do café utilizado na gama permanente de Grands Crus Nespresso ser obtido de forma sustentável, de acordo com o Programa Nespresso AAA Sustainable QualityTM Program, e através da expansão significativa deste Programa na Etiópia, no Quénia e no Sudão do Sul, e ainda investindo mais de CHF 15 milhões nestes países ao longo dos próximos seis anos;
? Ajudar e dar assistência aos produtores para que a atinjam elevados padrões de certificação (na gestão dos recursos de água, na biodiversidade e no tratamento justo dos trabalhadores, por exemplo), através dos nossos parceiros de longo prazo, a Rainforest Alliance (parceira desde 2003) e a Fairtrade International;
? Prosseguir com soluções inovadoras para o bem-estar dos produtores, incluindo a expansão do Programa para o Futuro dos Agricultores AAA, iniciado este ano através da criação de um fundo de pensões para os produtores na Colômbia.
Alumínio – alumínio tratado de forma 100% sustentável
? Expandir a capacidade de recolha das cápsulas de alumínio usadas para os 100%, seja qual for o mercado em que a Nespresso atue e aumentar os índices de reciclagem;
? Reciclar as cápsulas Nespresso recolhidas pela empresa e convertê-las em novas cápsulas sempre que tal faça sentido do ponto de vista ambiental**;
? Obter 100% do alumínio novo para cápsulas em condições que satisfaçam os padrões da recém-criada Iniciativa para a Utilização do Alumínio, que se encontra a ser desenvolvida através de um programa multi-stakeholders liderado pelo IUCN.

Clima – 100% carbon insetting***

? Promover a redução em 10% da pegada de carbono da Nespresso;
? Adicionalmente, tornarmo-nos 100% neutros em relação ao Carbono, através da pegada de carbono operacional residual da Nespresso, e aumentar a resiliência climática através de um programa agroflorestal extensivo.
“O nosso modelo de negócio permite-nos estar envolvidos em cada etapa da procura, produção e venda do café. Permite-nos ainda manter uma relação particularmente próxima e um diálogo direto com os nossos consumidores e Club Members”, afirmou Jean-Marc Duvoisin. “Como resultado, temos uma oportunidade única de envolvermos os nossos Club Members, de forma a conseguirmos alcançar os compromissos do programa „Positive Cup?, em particular no que se refere à reciclagem das cápsulas. A Nespresso não conseguirá alcançar os seus objetivos de reciclagem sozinha e, por isso mesmo, apelamos aos nossos Club Members para fazerem parte e apoiarem este nosso esforço.”
Conselho Consultivo de Sustentabilidade da Nespresso – Promoção da inovação e colaboração
A segunda reunião anual do Conselho Consultivo de Sustentabilidade da Nespresso reuniu o embaixador da marca, George Clooney, parceiros, como a Rainforest Alliance, a Fairtrade International, a TechnoServe, a IUCN, a Pur Project e ainda dirigentes da Nespresso, com o objetivo de ajudar a marca a melhorar a sua estratégia de sustentabilidade a longo prazo e de servir como uma base para futuras parcerias em iniciativas de sustentabilidade.
Esta plataforma colaborativa desempenhou um papel importante na definição do tipo de abordagem da empresa, assim como na divulgação relativamente ao desenvolvimento de programas inovadores e impactantes.
“Estamos orgulhosos do relacionamento duradouro que temos com a Nespresso,” afirmou Tensie Whelan, Presidente da Rainforest Alliance. “Esta abordagem vanguardista vai ajudar-nos-á a construir mais sobre o impacto real que juntos estamos a ter nas comunidades de agricultores, levando benefícios económicos e ambientais que atingem mais de 60 mil produtores do Programa AAA. O compromisso da Nespresso em aumentar a quantidade de café certificado para 50% é um próximo passo importante na nossa colaboração e dá mais garantias aos consumidores de que o café que compram tem por trás um impacto positivo.”
“O Programa para o Futuro dos Agricultores AAA, resultado da parceria da Nespresso com a Fairtrade International, trará benefícios mensuráveis para os produtores e para as suas famílias em Caldas, na Colômbia.“, acrescentou Harriet Lamb, CEO da Fairtrade International. “Os produtores que vendem café à Nespresso têm agora a opção de investir em Prémios Fairtrade neste que é o primeiro fundo de pensões neste setor. É uma boa notícia para os produtores – cuja idade média é superior a 50 anos e que enfrentam um futuro incerto. Uma forma de ajudar a proteger o futuro do café na Colômbia é oferecendo melhores perspetivas a longo prazo.”

“Para que o Sudão do Sul consiga alcançar uma paz duradoura e a desejada prosperidade, parte da equação passa por garantir-lhes uma economia diversificada e oportunidades que beneficiem os nativos do país.”, esclareceu George Clooney. “O investimento da Nespresso e da TechnoServe no setor cafeeiro do Sudão do Sul, mesmo com conflitos em curso, proporciona rendimento a centenas de produtores sudaneses, e suas famílias, que vivem em comunidades produtoras de café. É igualmente um investimento nas perspetivas futuras de paz e desenvolvimento económico do Sudão do Sul, com a riqueza a ser criada e partilhada. O que a Nespresso e a TechnoServe estão a fazer em conjunto com as cooperativas agrícolas do Sudão do Sul no setor do café pode servir de modelo para outros investimentos na área da produção agrícola.”
“A abordagem que a Nespresso adotou está completamente alinhada com a visão que temos de integrar as inovações sociais e ambientais na génese do negócio.”, afirmou Tristan Lecomte, presidente da Pur Projet. “Acreditamos que investir no reflorestamento de regiões agrícolas, não só irá restaura os ecossistemas naturais como, em última análise, melhorará a qualidade e produtividade do café, de forma a proporcionar um maior retorno para os produtores.”
“Temos o maior prazer em trabalhar com a Nespresso na promoção da sustentabilidade e transparência em toda a cadeia de valor do alumínio”, afirmou Julia Marton-Lefèvre, diretora-geral da IUCN. “A abordagem visionária que a Nespresso tem em curso para a expansão das suas soluções de reciclagem, e ainda o incentivo aos consumidores para reciclarem, vai ser grandemente fortalecida através do compromisso de 100% do alumínio adquirido ser proveniente de material de cápsulas, de acordo com o novo padrão da Iniciativa para a Utilização do Alumínio.
A Nespresso tem tido um papel preponderante na divulgação deste novo padrão e continua a ser uma forte defensora quanto ao uso sustentável do alumínio.”

* Compromisso de sustentabilidade da Nespresso para 2013: A Nespresso atingiu e superou os compromissos de sustentabilidade previstos para 2013, definidos em 2009. A empresa superou a sua meta de abastecimento de 80% do seu café através do Programa AAA Sustainability Quality (atingiu 84%), colocando ainda em prática a capacidade de reciclar em mais de 75% das cápsulas Nespresso vendidas em todo o mundo (atingiu 80%) e a redução da pegada de carbono por cápsula de café Nespresso para menos de 20% (-20.7%).
** Por exemplo, no Reino Unido, França, Suíça, Bélgica, Luxemburgo, Holanda, Áustria e Itália.
*** Definição de ‘insetting’: Em vez de contrabalançar a compensação tradicional de carbono, onde a compensação ocorre num local diferente e usando atores e técnicas não correlacionados, são intercalados compromissos sócio ambientais no centro das atividades empresariais e redes das empresas.

Vídeos: www.youtube.com/Nespresso
Informação-base sobre o Programa AAA, sobre o Programa AAA para o Futuro dos Agricultores e sobre a agro-florestação disponíveis em: www.nestle-Nespresso.com/media/library/documents

Tags:

Sobre nós

Comercialização de café e assessórios como máquinas, copos e talheres.

Subscrever

Media

Media