Em colaboração estratégica com a Seres Therapeutics

  • Parceria com Seres Therapeutics visa o desenvolvimento de terapêuticas para a infeção por Clostridium Difficile e Doença Inflamatória do Intestino;
  • Pacientes afetados por infeção por Clostridium Difficile podem chegar aos 355 mil até 2025;
  • Tratamento das Doenças Inflamatórias do Intestino custa mais de cinco mil milhões de euros/ano aos serviços de saúde europeus.
 
Líder no desenvolvimento de terapêuticas na área da microbiota, a Nestlé Health Science assinou um acordo exclusivo com a Seres Therapeutics para o desenvolvimento de novas terapêuticas para doenças do   trato gastrointestinal   como as provocadas pelo bacilo Clostridium Difficile e as Doenças Inflamatórias do Intestino, nas quais se incluem a Doença de Crohn e a colite ulcerosa. O acordo surge no seguimento dos investimentos realizados na Seres Therapeutics (NASDAQ: MCRB), anunciados em Janeiro e Julho de 2015.
 
Através desta parceria, a Nestlé Health Science apoia a potencial comercialização da primeira terapêutica da microbita que deverá ser lançada em todo o mundo. A SER 109 está na segunda fase de testes, destinada ao tratamento do Clostridium Difficile , uma infeção bacteriana que pode afetar o sistema digestivo.
Igualmente ao abrigo deste acordo, estão em desenvolvimento dois candidatos para o tratamento da Doença Inflamatória Intestinal, sendo um deles o SER-287, uma terapêutica que se encontra atualmente na primeira fase de testes clínicos.
 
Os Seres Ecobiotics ® são terapêuticas inovadoras na área, baseadas em organismos macrobióticos e destinados ao tratamento da microbiota - os 100 biliões de microrganismos que vivem dentro do corpo humano. Quando não saudável, a microbiota pode estar na origem de várias doenças.
 
Greg Behar, CEO da Nestlé Health Science e membro da direção da Seres Therapeutics , explica que “com esta parceria estratégica reforçamos a nossa firme intenção de liderar o processo de inovação em saúde, levando novas soluções terapêuticas ao mercado e aos pacientes, contribuindo desta forma para valorizar o sistema de saúde em todo o mundo”.
Para Roger J. Pomerantz, M.D. President, CEO e diretor da Seres Therapeutics,“estamos na vanguarda da mais recente investigação no campo da microbiota e a parceria estratégica com a Nestlé Health Science permitirá exponenciar as potencialidades dos Ecobiotics® e, eventualmente, transformar o paradigma do tratamento a nível mundial.”
 
Ao nível das Doenças Inflamatórias Intestinais, o SER-287 – indicado para o tratamento da colite ulcerosa ligeira a moderada – entrou na fase 1b de testes clínicos. Também em fase de desenvolvimento pré-clínico está o SER-301, posicionado para tratamento da colite ulcerosa e outras doenças gastrointestinais crónicas.
Cada vez mais evidências apontam para que a Colite Ulcerosa tenha origem na “disbiose”, um desequilíbrio de bactérias no intestino, pelo que o tratamento da mesma pode levar a um impacto clínico significativo.
Estima-se que entre 2.3 e 3 milhões de pessoas na Europa sejam afetadas pelas Doenças Inflamatórias Intestinais, com um custo direto de saúde de aproximadamente 4.6 a 5.6 mil milhões de euros por ano.
 
Já na área do bacilo Clostridium Difficile , o SER-109, indicado para a doença recorrente em adultos (fase secundária), recebeu a designação de Breakthrough Therapy and Orphan Drug Status pela FDA nos EUA. Também incluído no acordo com a SERES, o SER-262 (versão posterior que deverá entrar em breve na fase de testes clínicos) é indicado para o Clostridium Difficile primária, uma condição menos severa e mais prevalente.
 
As infeções por Clostridium Difficile afetam geralmente adultos com mais de 65 anos e pacientes com sistemas imunitários comprometidos que têm sido tratados com antibióticos gerais para infeções subjacentes. Na Europa, o número de casos tratados em 2015 foi de 308 mil e é expectável que aumente para 344 mil até 2025. A infeção Clostridium Difficile tem uma taxa de mortalidade até 40% nos três meses após diagnóstico, sendo um caso significativo de saúde pública.
 
Segundos os termos da parceria celebrada entre as duas entidades, a Nestlé Health Science realizou um investimento inicial de 110 milhões de euros. A Seres Therapeutics vai receber pagamentos faseados de acordo com determinados momentos do processo, que totalizam € 604 milhões, e ainda auferir direitos na ordem dos dois dígitos. O investimento estimado pela Nestlé em termos totais que incluem o investimento inicial, os pagamentos durante o processo e os direitos ultrapassa os € 1900 milhões, assumindo que todos os produtos são aprovados e que os objetivos estimados são cumpridos. A Seres Therapeutics será responsável pelos custos de desenvolvimento associados com as fases 1 e 2 dos quatro projetos assim como pela fase 3 do SER-109. A Nestlé Health Science vai comparticipar com 33% dos custos associados ao desenvolvimento da terceira fase dos três candidatos terapêuticos (SER-262; SER-287, SER-301).

 

Nota aos editores: 

Este comunicado à imprensa contém "declarações prospetivas" relativas à pesquisa, desenvolvimento e comercialização de candidatos terapêuticos para a microbiota. Estas declarações são baseadas em expectativas atuais e envolvem riscos inerentes, incluindo fatores que poderiam atrasar, desviar ou alterar qualquer um deles, podendo fazer com que os resultados reais sejam materialmente diferentes das expectativas atuais.
Fontes
 
  1. www.multivu.com/assets/60637/documents/60637-CDI-HCP-Report-original.pdf , April 2013
www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1873994613000305 , May 2013

Tags:

Sobre nós

Companhia Mundial de Alimentação, Nutrição, Saúde e Bem-Estar.

Subscrever