INSTRUMENTOS CIRÚRGICOS MADE IN PORTUGAL NA MIRA DE UNIVERSIDADES BRASILEIRAS

Os instrumentos cirúrgicos inovadores para tratamento da Síndrome do Túnel do Carpo (STC) desenvolvidos pelo cirurgião-ortopedista português Dinis Carmo, despertaram o interesse de três universidades brasileiras, que solicitaram já a sua aquisição.

Após ter participado, no final do mês de março, no 34º Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão, realizado em Maceió, onde apresentou a técnica e os instrumentos cirúrgicos que concebeu para tratamento da STC, Dinis Carmo foi contactado por responsáveis da Universidade Federal de São Paulo, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e da Universidade Federal de Brasília, que lhe transmitiram pretender utilizar o seu método e a sua tecnologia.

“Fui igualmente contactado por dois distribuidores e por um grande fabricante, representante e distribuidor de material cirúrgico brasileiro, tendo em vista uma possível parceria, o que neste momento posiciona o Brasil como o país que está na linha da frente para se tornar no primeiro a nível mundial a registar uma utilização regular dos instrumentos e da técnica cirúrgica que desenvolvi”, revela Dinis Carmo.

De acordo com o cirurgião-ortopedista, que tem também sido contactado por diversos colegas provenientes de Santa Catarina, Porto Alegre, São Paulo e Salvador, é na adaptabilidade dos instrumentos cirúrgicos que desenhou que reside o “segredo” para explicar o grande interesse que os seus inventos suscitaram no Brasil.

“Os médicos-cirurgiões não têm necessidade, se assim o entenderem, de modificar a sua técnica habitual para realizar este tipo de cirurgias. Contudo, a utilização do conjunto de instrumentos cirúrgicos que desenvolvi permite-lhes executar incisões menores e, sobretudo, com muito mais segurança do corte a realizar para a libertação nervosa, evitando assim complicações inesperadas”, conclui.

A STC é uma patologia da mão que afeta cerca de 6 milhões de pessoas em todo o mundo, sobretudo mulheres a partir dos 35 anos de idade, e que se carateriza por fortes dores, formigueiros e adormecimentos noturnos a nível do punho, mãos e dedos, decorrentes, na maioria dos casos, de atividades que implicam o uso repetitivo das mãos, como os teclados e os ‘ratos’ dos computadores, sendo por isso apelidada como uma “doença do século XXI”.

Refira-se que os instrumentos cirúrgicos inventados por Dinis Carmo foram já alvo de um processo de patente apresentado junto da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI), encontrando-se em fase ‘pendente’ em todos os países da União Europeia, bem como no Brasil, Austrália, Canadá, Japão, China, Coreia do Sul, Estados Unidos da América, México, Índia e Israel.


LINK PARA DOWNLOAD DE FOTOGRAFIAS DOS INSTRUMENTOS CIRÚRGICOS:

http://we.tl/7D7KjWUMtj

Tags:

Sobre nós

Consultora de comunicação especializada.

Subscrever