MAIORIA DOS CENTROS DE INSPEÇÃO AUTOMÓVEL JÁ UTILIZAM SISTEMA INFORMÁTICO EM SINTONIA COM NOVA LEGISLAÇÃO

Dos cerca de 190 centros de inspeção automóvel a operar em Portugal, mais de 150 já estão, desde a última semana de setembro, a utilizar sistemas informáticos de gestão que cumprem com as alterações de ordem técnica impostas pelo Executivo.

A informação é avançada pela Ediprinter, empresa especializada no desenvolvimento de software para centros de inspeção automóvel e que detém 80% da quota de mercado deste setor em Portugal.

"A portaria emanada pelo Governo implicava que os diversos equipamentos dos centros passassem a comunicar entre si, de forma 100% integrada. O primeiro grande desafio que sentimos passou por compatibilizar o nosso software com todos estes equipamentos, muitas vezes de marcas e fabricantes diferentes", refere António Castro, CEO da Ediprinter.

O mesmo responsável sublinha que, embora o prazo fixado pela portaria do Governo para que os centros efetivassem as alterações físicas e técnicas necessárias fosse de 2 anos, a maioria dos centros apenas começou a "trabalhar" nestas alterações a 1 ano ou menos do final do prazo.

"Em muitos casos, tivemos que adaptar todo o sistema informático dos centros em apenas 9 meses, o que, face às diversas complexidades de ordem técnica que foram surgindo, obrigou-nos a um grande esforço para conseguir dar resposta em tempo útil", revela António Castro.

Entre as principais alterações de ordem técnica que os centros tiveram de realizar, a Ediprinter destaca:

• A implementação de câmaras fotográficas fixas, na zona do frenómetro (ensaio de travões), para captação da matrícula dos veículos, com leitura de OCR (reconhecimento de caracteres óticos) e integração da fotografia no sistema informático do centro, com registo de data e hora;

• A integração automática de todos os resultados dos equipamentos das linhas de inspeção (fixos e móveis) no sistema informático e de gestão do centro;

• ​A recolha de resultados e integração automática do regloscópio no sistema informático do centro;

• A recolha de temperatura do motor antes de iniciar o teste de gases ou opacidade e integração automática no sistema informático do centro;

• E a recolha do valor de rotação do motor no teste de opacidade e integração automática no sistema informático do centro;

"Por força da nossa atividade, acompanhamos de muito perto as melhores práticas a nível mundial no que respeita à evolução tecnológica dos centros de inspeção automóvel, o que nos coloca numa posição confortável para afirmar que, com estas mudanças profundas na legislação, a segurança rodoviária nacional sai claramente reforçada e passamos a estar ao nível do que de melhor se faz na Europa", conclui António Castro.

Fundada em 1990 e com sede em Vila do Conde, a Ediprinter está também presente em Angola, Moçambique, Cabo-Verde e na Argentina, encontrando-se atualmente a estudar a expansão para novos mercados no continente africano e na América-latina. 

Tags:

Sobre nós

Consultora de comunicação especializada.

Subscrever

Media

Media