115ª REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE ACCIONISTAS DA NISSAN

A 115ª Reunião Extraordinária de Accionistas, confirmou o apoio quase unânime às três propostas de gestão do CEO e do Conselho de Administração da Nissan Motor Co. Ltd. O Presidente e CEO Carlos Ghosn e o Chief Competitive Officer (CCO) Hiroto Saikawa passaram em revista o desempenho da empresa durante o ano fiscal de 2013 e as perspectivas para o próximo ano.

Este 115ª reunião, à qual assistiram 1,617 accionistas, decorreu no National Convention
Hall of Yokohama e os pontos aprovados pelos accionistas incluíram:
- A apropriação de lucros retidos no ano fiscal e a totalidade de dividendos a pagar aos accionistas;
- A eleição de três novos directores para o preenchimento de vagas no Conselho de Administração;
- A eleição de três auditores

A Nissan encontra-se a meio caminho do seu plano de negócios de médio prazo Nissan Power 88. O relatório apresentado por Saikawa destacou as conquistas no ano fiscal de 2013, confirmando o avanço da companhia no seu desempenho financeiro e de vendas, investimentos na expansão do negócio, liderança em Zero Emissões e no desenvolvimento da tecnologia de Condução Autónoma, e o lançamento de novos produtos e de tecnologias inovadoras.

Ghosn apresentou aos accionistas as perspectivas para o ano fiscal corrente [Ano Fiscal 2014], reiterando a abrangente estratégia posta em prática para alcançar um amplo crescimento. A previsão do volume das vendas globais da indústria automóvel aponta para o patamar de 84,4 milhões de unidades durante o ano fiscal da Nissan (Abril de 2014 a Março de 2015), um aumento de 1,6% de ano para ano. A Nissan prevê que as suas vendas cresçam 8,9% para 5,65 milhões de unidades, o equivalente a um recorde de 6,7% de quota de mercado. O lucro líquido previsto é de 405 mil milhões de ienes (4,5 mil milhões de dólares; 2,890 milhões de euros).

O CEO afirmou aos accionistas que o progresso contínuo alcançado ao longo dos últimos anos colocou a Nissan numa posição financeira saudável, que permitiu no ano fiscal de 2013 a entrega aos accionistas de dividendos de 30 ienes por acção. Para o ano fiscal de 2014 a Nissan antecipa um aumento de 10% nos dividendos, para 33 ienes por acção. Ghosn afirma que com o forte crescimento financeiro projectado para a segunda metade do plano Power 88, a Nissan prevê ainda aumentar o mínimo do índice de dividendos de 25% para 30% do lucro líquido.


Sobre a Nissan
Nissan Motor Co., Ltd., a segunda maior empresa automóvel japonesa, encontra-se sedeada em Yokohama, Japão e é parte integrante da Aliança Renault-Nissan. A operar com mais de 244.500 funcionários a nível global, a Nissan forneceu aos seus clientes cerca de 5,2 milhões de veículos e gerou receitas superiores a 10.5 biliões de ienes (78 mil milhões de euros) no seu ano fiscal de 2013. Com um forte compromisso para com o desenvolvimento de produtos inovadores e entusiasmantes para todos, a Nissan disponibiliza uma gama abrangente de mais de 60 modelos diferentes sob as marcas Nissan, Infiniti e Datsun. Pioneira e líder na mobilidade de emissões zero, a Nissan fez história com a introdução do Nissan LEAF em 2010, o primeiro veículo puramente eléctrico, comercializado em massa, economicamente acessível e que é neste momento o VE mais vendido de sempre na história do automóvel, com quase 50% de quota de marcado global.
Para obter mais informações acerca dos nossos produtos, serviços e compromisso para com a mobilidade sustentável, visite o nosso website em http://www.nissan-global.com/EN/

Tags:

Subscrever