e-NV200: O Melhor dos Melhores

Pegue-se nos melhores elementos de dois veículos galardoados  com inúmeros prémios internacionais, adicione-se o saber fazer da Nissan  e o resultado é um verdadeiro ponto de viragem

 - A e-NV200 estende a liderança global da Nissan em veículos eléctricos, alargando a oferta nos veículos de passageiros e alarga-a ao mercado dos veículos comerciais ligeiros
 - A e-NV200 combina um volume de carga líder na sua classe com...
 - ... uma galardoada tecnologia de emissões zero
 - ... custos de utilização 40% mais baixos que a versão a gasóleo
 - ... custo até quatro vezes menor na hora de "reabastecer"
 - ... e o resultado é um veículo prático e sustentável
 - Livre de vibrações, livre de emissões e livre de ruídos
 - Autonomia de 170 km, velocidade máxima de 120 km/h
 - Construída na Europa
 - A partir de €20.300+IVA em Portugal, na opção de aluguer das baterias

A revolução de emissões zero liderada pela Nissan está a entrar na sua próxima e importante fase com o lançamento da e-NV200, o segundo veículo 100 por cento eléctrico da marca.

Lançado numa altura em que a qualidade do ar nos centros urbanos ganha cada vez maior importância, a e-NV200 promete um funcionamento livre de emissões graças ao seu avançado motor eléctrico alimentado exclusivamente a baterias.

Na sua utilização como veículo comercial a e-NV200 desempenha ainda um papel relevante na redução de emissões e do ruído, na medida em que pode operar dia e noite nas frotas de táxi e de furgões de distribuição de mercadorias nos centros urbanos.

Para além de não emitir qualquer poluição de escape - e tendo como tal um enorme impacto positivo sobre os níveis de NOx nos centros urbano - e de o seu motor eléctrico não produzir qualquer ruído, a transmissão suave e sem caixa de velocidades significa ainda um condutor com menos fadiga e, como tal, mais seguro.

A Nissan e-NV200 combina a galardoada transmissão eléctrica do Nissan LEAF, o Automóvel Internacional do Ano de 2011, com o melhor volume de carga da classe e a funcionalidade do Nissan NV200, Furgão Internacional do Ano em 2010.

Mas na criação do seu segundo produto puramente eléctrico, a Nissan foi muito mais além do que a simples adaptação de um veículo já existente: cerca de 30 por cento dos seus componentes são exclusivos da e-NV200.

Assim apesar de utilizar alguns dos elementos chave do LEAF e da NV200, encontramos diferenças significativas no desenho, um chassis reformulado, uma forte revisão do interior, um novo arranjo no conjunto de baterias e um sistema de travagem regenerativa de maior capacidade face ao do LEAF.

O resultado é uma gama de veículos de emissões zero capazes de fazer uma contribuição significativa não só para a mobilidade das pessoas a nível particular como também para o modelo de negócio de qualquer empresa que utilize furgões, sejam transportadoras ou táxis. Porque para além de ser um entusiasmante veículo para conduzir, a e-NV200 é rentável de utilizar e a sua sustentabilidade irá reflectir-se positivamente sobre a decisão comercial de qualquer operador.

Após um exaustivo programa de testes, que incluiu o fornecimento de protótipos a empresas globalmente reconhecidas para que estas recolhessem dados sobre a sua utilização no mundo real, a e-NV200 está agora pronta para entrar no mercado.

A e-NV200 está disponível como furgão ou como um veículo de passageiros de cinco lugares, nas versões Combi e na mais luxuosa Evalia.

A versão de veículo comercial ligeiro possui um volume de carga de 4,2m3 e é capaz de transportar duas euro paletes, servida por portas deslizantes de ambos os lados e portas traseiras de ampla abertura - também está disponível uma única porta traseira com dobradiça superior - que asseguram que as operações de carga e descarga são tão simples e fáceis quanto possível.

Os custos de manutenção são a principal prioridade para a maioria dos operadores de frota e a e-NV200 foi desenvolvida para o ajudar comercialmente. Os custos da manutenção programada são 40% mais baixos; sem o óleo do motor, correias, caixa de velocidades ou embraiagem, existem menos peças a verificar e substituir. Os custos de abastecimento são também significativamente inferiores, com o gasóleo a custar três a quatro vezes mais do que a electricidade por cada 100 km de condução.

No próximo ano estarão também disponíveis no mercado versões táxi da e-NV200, um veículo construído para cumprir com os específicos e distintos regulamentos existentes nas cidades capitais. A primeira cidade na Europa a adoptar a e-NV200 como parte da frota de táxis será a sua cidade natal, Barcelona, em Espanha.

Exclusivamente construída em Barcelona, é daí que parte para o mercado global. Utilizando células de bateria de iões de lítio produzidas na fábrica de baterias da Nissan em Sunderland, no Reino Unido, os conjuntos são também montados em Barcelona segundo um arranjo exclusivo para a e-NV200.

A Nissan e-NV200 está perfeitamente preparada para uma vida de trabalho nas cidades e vilas europeias. Possui uma autonomia homologada NEDC de 170 km, consideravelmente mais do que a distância média de condução diária de 100 km em 70 por cento das frotas que utilizam furgões compactos nos seus negócios. Na Europa, 35 por cento desta categoria de furgões nunca percorre mais de 120 km por dia, na vida útil do furgão.

Toda esta capacidade é complementada por uma área de carga idêntica à do NV200: 4,2 metros cúbicos e a capacidade de carga útil é ainda maior que a do seu primo a gasóleo com até 770 kg possíveis.

A bateria pode ser recarregada durante a noite em apenas 8 horas através de um carregador doméstico de 3,3 kW e 16 amperes - perfeito caso a e-NV200 não esteja em funcionamento vinte e quatro horas por dia - mas este tempo é reduzido para apenas quatro horas caso se escolha as versões com carregador de 6,6 kW/32 amperes (opcional) e seja fornecida uma alimentação adequada.

Alternativamente, um carregador rápido de 50 kW CHAdeMO dedicado poderá recarregar a bateria até 80 por cento da sua capacidade em apenas 30 minutos - ou menos caso a bateria esteja já parcialmente carregada - o que significa que a e-NV200 pode "abastecer" as baterias enquanto está a ser carregado de mercadorias.

Mais de 1.100 carregadores rápidos CHAdeMO públicos foram instalados na Europa, mas estima-se que os operadores de frotas e-NV200 instalem os seus próprios carregadores rápidos nos locais de trabalho e oficinas. As empresas de táxis incluindo a Taxi Electric na Holanda, assim como a C&C Taxis no Reino Unido instalaram já carregadores rápidos nas suas oficinas de forma a aumentar a utilização da frota.

"As alterações levadas a cabo ao nível de engenharia produziram muito mais do que um bom furgão eléctrico... é um fantástico furgão, sem dúvidas. Os condutores desejarão sentar-se ao volante da e-NV200 não só porque não produz emissões, como também pelas suas capacidades de condução: pelo conforto, a aceleração, o requinte e a simplicidade de utilização que estão muito à frente daquilo a que estamos habituados", afirmou Guillaume Carter, Vice-presidente Sénior, Vendas e Marketing da Nissan Europa.

"Existe uma mudança no ar", afirmou Jean-Pierre Diernaz, Director de Veículos Eléctricos para a Nissan Europa. "As cidades europeias estão constantemente a introduzir maiores restrições às emissões. Londres possui já uma zona de cobrança com base em emissões e o Presidente da Câmara prepara a introdução de uma Zona de Emissões Ultra Baixas até 2020".

"Paris impediu este ano a entrada de veículos no seu centro, numa tentativa de limitar a poluição. Os motores a gasóleo estão cada vez mais sob escrutínio pelas suas emissões de NOx e partículas. E tal como as vendas do Nissan LEAF comprovam, este é o momento para o veículo de emissões zero. A Nissan e-NV200 leva-nos a um segmento de mercado completamente distinto e ajudar-nos-á a fortalecer a nossa posição como líder global na tecnologia de veículos eléctricos", continuou Diernaz.

"Acreditamos que a e-NV200 irá genuinamente alterar a composição das frotas de furgões ligeiros assim como as de táxis, para além de alterar o ambiente no coração das nossas cidades. Todos os 200.000 furgões vendidos por ano que nunca percorrem mais de 100 km por dia na sua vida útil, poderão ser substituídos pela e-NV200 sem nunca necessitar de parar para reabastecer durante o seu dia de trabalho normal. Este simples facto, combinado com os baixos custos de manutenção, as suas capacidades de carga e o seu conforto fazem deste veículo algo realmente inovador", concluiu Diernaz.


Disponível em Portugal a partir de 20.300 euros

A Nissan e-NV200 já se encontra disponível na rede de Concessionário Nissan em Portugal, nas versões de Furgão, Combi de 5 lugares e veículo de passageiros Evalia. Em todos é possível optar por diversos graus de equipamento e por soluções de aluguer ou compra de baterias.

Os preços da e-NV200 iniciam-se em €20.300+IVA para o furgão e na opção de aluguer de baterias (aluguer a partir de €73+IVA por mês).

 

e-NV200 AO PORMENOR

Contra um cenário de níveis de poluição crescente no centro das cidades,  é a altura certa para um veículo de distribuição com emissões zero.

 - Combinação de funcionalidade e tecnologia de veículo eléctrico comprovada...
 - ... mas com mais de 30 por cento de elementos exclusivos
 - Disponível como furgão ou como veículo de passageiros
 - Fácil - e confortável - de conduzir

Apesar de ser baseado em elementos significativos de dois veículos galardoados - a transmissão eléctrica do Nissan LEAF e a arquitectura estrutural do Nissan NV200 - a e-NV200 é um modelo por direito próprio, com peças exclusivas a compor mais de 30 por cento da sua estrutura.

E apesar de a silhueta geral ser naturalmente semelhante à NV200, a e-NV200 tem um visual muito próprio, misturando o pragmatismo do galardoado veículo comercial ligeiro com o estilo futurista do Nissan LEAF. O resultado é um produto moderno e avançado, activo e funcional.

Comprovado, também. Antes de ser lançada no mercado, a e-NV200 foi submetida a um abrangente programa de teste "em condições reais" no Japão e na Europa com os modelos de pré-produção entregues a empresas internacionalmente conhecidas, incluindo a FedEx, Coca-Cola, DHL, British Gas e os Correios do Japão, para que formasse parte das suas frotas e desempenhasse tarefas diárias.

O manancial de informação independente recolhido neste processo de avaliação permitiu aos engenheiros da Nissan aperfeiçoar a versão de produção para assegurar que cumpre os requisitos dos clientes da forma mais completa possível.

A Nissan e-NV200 está disponível como furgão comercial ligeiro fechado ou como veículo de passageiros de cinco-lugares na versão Combi e na mais luxuosa Evalia. As versões furgão e Combi oferecem várias soluções de carroçaria com uma porta lateral deslizante padrão ou uma segunda opcional. Para a área de carga, os compradores podem optar entre portas duplas ou uma porta da bagageira convencional (abertura vertical).
 

Exterior

As mudanças mais assinaláveis surgem na frente, em que a e-NV200 adopta a "face de veículo eléctrico" da Nissan, utilizado pela primeira vez no LEAF, uma alteração que acrescenta 160 mm ao comprimento total do veículo. Um piso inferior plano contribui para a aerodinâmica melhorada da e-NV200.

No centro da frente, sob o símbolo da Nissan em azul característico dos veículos de zero emissões da marca, encontra-se a porta de carregamento. A tomada bloqueia automaticamente o cabo de alimentação no devido lugar durante o carregamento para prevenir uma manipulação não autorizada.

As exclusivas lâmpadas de presença diurnas em forma de seta e em tons de azul encontram-se no interior dos faróis, que também exibem a cor azul-gelo imediatamente associada ao programa de veículos eléctricos da Nissan. É um tema repetido nos símbolos e nos gráficos "Emissões Zero" da Nissan, no flanco do veículo. As versões de passageiros da e-NV200 possuem faróis LED de baixo consumo e todos os modelos utilizam LEDs nas luzes traseiras transparentes, diferenciando assim o novo modelo eléctrico da NV200 com motor de combustão.

Para acomodar a via dianteira 40 mm mais larga, necessária para albergar o conjunto da transmissão eléctrica do LEAF, a e-NV200 possui cavas das rodas mais pronunciadas e uma embaladeira alargada. A largura geral aumenta assim 60 mm para 1.755 mm, mas em todos os outros aspectos a carroçaria é idêntica à da NV200. Isso significa práticas portas laterais deslizantes e portas traseiras duplas com dobradiças laterais para facilitar ao máximo as cargas e descargas. Também está disponível uma porta traseira única com dobradiça superior.

Outras diferenças exteriores entre as versões eléctrica e gasolina/diesel incluem uma passagem de jantes de 14 polegadas para jantes de 15 polegadas com novas ligas e com novos designs de tampões. Há também uma nova paleta de cores - há oito tons nas versões de passageiros e seis para os furgões - que incluem uma nova cor chamada Splash Blue, uma versão actualizada da agora icónica cor azul vista pela primeira vez no Nissan LEAF.
 

Interior

À semelhança do exterior, o interior da e-NV200 introduz elementos da liderança da Nissan em veículos eléctricos no espaço envolvente de um veículo comercial ligeiro galardoado.

A diferença mais notável é o painel de instrumentos revisto que utiliza visores LED para fornecer informações vitais ao condutor. Um velocímetro digital domina o painel e incorpora três visores específicos de veículos eléctricos: um medidor de potência, que apresenta o consumo de energia e o estado da regeneração de energia, um medidor de descarga da bateria e um medidor do estado da carga, fornecendo uma indicação da autonomia disponível.

Além disso, um visor multi-funções rotativo fornece uma leitura da economia juntamente com o estado de carga da bateria, quilometragem total percorrida e da viagem e pressões dos pneus, bem como a data, hora e temperatura exterior. Também inclui um medidor de "estado de saúde" da bateria a longo prazo.

As luzes de aviso incluem um indicador de temperatura da bateria com um aviso âmbar de temperatura elevada, que se torna azul a temperaturas baixas.

O equipamento disponível na e-NV200 evoca o de um automóvel de passageiros, possuindo funcionalidades como faróis e limpa pára-brisas automáticos aliando-os a conectividade Bluetooth e USB, tudo acedido com uma conveniente chave inteligente (i-key), câmara traseira, CarWings, bancos e volante aquecidos. A nova chave até permite o arranque remoto do sistema de controlo da climatização para arrefecer ou aquecer o habitáculo antes de iniciar uma viagem.

Um novo sistema de ar condicionado eléctrico foi optimizado para veículo comercial ligeiro que pára e arranca regularmente o ciclo de funcionamento. O sistema incorpora controlo de pré-aquecimento, que pode ser operado remotamente através de um smartphone, enquanto o aquecimento de bancos e volante também estão disponíveis.

Em climas mais quentes, um novo modo de ventilação desliga o sistema de ar condicionado e o aquecedor para fornecer uma ventilação natural e um desembaciamento dos vidros sem consumo eléctrico que, por sua vez, beneficia a autonomia do veículo.

Além de gerir a temporização ou a activação remota do sistema de ventilação, o CarWings permite ao condutor ou ao gestor de frota monitorizar o estado actual de carga ou o tempo para concluir um carregamento remoto. Em versões equipadas com CarWings, o veículo possui uma ligação de dados que permite controlar o carregamento e a ventilação a visualizar através de uma aplicação para smartphone ou computador. Esta monitorização remota do estado de carga da bateria permite aos gestores de frota atribuir tarefas aos veículos com autonomia de condução suficiente, sem ter de perguntar a cada condutor individualmente.

Uma posição mais elevada dos bancos oferece uma posição de condução dominante que, quando combinada com a agilidade natural e com as dimensões compactas da e-NV200, torna muito agradável a circulação em estradas citadinas congestionadas.

O espaço ao nível dos ombros no habitáculo é equivalente ao dos seus rivais apesar da carroçaria mais estreita, enquanto o espeço do habitáculo é aumentado pelo posicionamento da alavanca das velocidades, situada no painel de instrumentos em vez de estar entre os bancos dianteiros.

As funcionalidades práticas incluem novos suportes para copos capazes de suportar uma garrafa de plástico de 500 ml, bem como amplos espaços de armazenamento.

Graças a um conjunto da bateria revisto situado sob o piso e entre eixos, a e-NV200 mantém o espaço de carga líder da classe do NV200. Apesar do tamanho geral, a e-NV200 possui o espaço de carga disponível de um furgão muito maior.

O espaço de carga tem uns impressionantes 2,04 m de comprimento - extensíveis a 2,8 m com a antepara removida e com o banco do passageiro completamente rebatido - e mesmo no ponto mais estreito, entre as cavas das rodas, o piso tem 1,22 m.

O nosso 100% eléctrico da Nissan possui a altura de carga mais baixa da sua classe, de apenas 524 mm desde o nível do chão, enquanto a carga útil é de 770 kg e pode transportar duas paletes Euro standard.

 

Motor e bateria

A Nissan e-NV200 é alimentado pelo aclamado motor CA síncrono com alta capacidade de resposta desenvolvido pela Nissan, do Nissan LEAF. Capaz de desenvolver 80 kW e um binário de 254 Nm, é alimentado por um conjunto de baterias de iões de lítio compacto de 48 módulos.

As células de bateria são fabricadas pela Nissan no Reino Unido e enviadas para Espanha onde são montadas num conjunto concebido para encaixar no piso da e-NV200 de forma a não interferir no espaço de carga.
 

Chassis

Com o grupo motopropulsor eléctrico de transmissão dianteira do Nissan LEAF vem o conjunto da estrutura secundária dianteira, incorporando uma suspensão independente McPherson com uma via dianteira de 1.530 mm, 40 mm mais largo do que o NV200. O círculo de viragem é de 11,3 m, um aumento de apenas 10 mm em relação ao NV200, apesar da via mais larga.

Na traseira, a e-NV200 utiliza o sistema de suspensão com feixe compacto de molas existente no NV200. Isto proporciona-lhe a resistência necessária para um veículo comercial ligeiro mas sem prejudicar o conforto, permitindo ao mesmo tempo um piso de carga largo e desimpedido.

Graças ao baixo centro de gravidade do veículo, auxiliado significativamente pelo peso e localização do conjunto da bateria sob o piso do veículo, a e-NV200 oferece níveis de comportamento raramente - se existentes - encontrados num veículo comercial ligeiro.

Possui níveis reduzidos de oscilação e inércia de guinada, e oscilação reduzida da carroçaria enquanto uma maior rigidez, consequência da estrutura integrada da bateria, resulta em níveis elevados de requinte e de conforto da viagem. Juntamente com o motor eléctrico isento de vibrações e quase silencioso, a e-NV200 conduz-se mais como uma viatura de luxo do que como um prático veículo de trabalho.

As melhorias no sistema de travagem regenerativa cooperativa (CRBS) significam que são mais progressivas na utilização e que, graças à adição de software intitulado Simulador de Sensibilidade do Pedal (PFS), mantêm a mesma sensibilidade do pedal que os travões convencionais mesmo com o funcionamento da travagem regenerativa.

O CRBS recupera eficientemente a energia recolhendo quer o binário de travagem regenerativa (energia eléctrica) como o binário de travagem de fricção (energia térmica) para fornecer um ganho de 14 por cento na capacidade regenerativa do sistema de travagem.

 

Segurança

A Nissan e-NV200 possui os mesmos elevados níveis de segurança que o NV200, para além de uma melhor protecção contra peões graças à sua frente mais longa em 160 mm. Os cintos de segurança possuem pré-tensores e existe um sistema de airbags SRS completo à frente. A estrutura lateral da carroçaria foi reforçada para uma dispersão ideal da energia de impacto.

Para além de estar envolta numa caixa de metal robusta, a bateria assim como os sistemas eléctricos possuem sensores de desactivação automática na eventualidade de um impacto. A e-NV200 beneficia de um ESP de série e discos de travão em todas as quatro rodas.

Um aspecto de segurança activa decorre da presença do sistema de Arranque Assistido em Subidas. Já que a transmissão de velocidade única significa a existência de apenas dois pedais, um veículo muito carregado numa inclinação íngreme poderá recuar na fracção de segundo que leva o condutor a deslocar o pé do travão para o acelerador. Para contrariar este facto, o Arranque Assistido em Subidas mantém os travões aplicados de forma automática durante três segundos após o pedal do travão ser libertado, assegurando assim que o veículo não recue de forma acidental.

 

MOTOR ELÉCTRICO E BATERIA

Com um conjunto de baterias dedicado e um grupo de potência optimizado,  a e-NV200 está pronta para vida em cidade.

 - Conjunto de bateria personalizado sem limitação no espaço de carga
 - 
Sistema de aquecimento/arrefecimento da bateria para um carregamento ideal

 - Evoluções de  software  que maximizam o potencial de autonomia

No coração da e-NV200 está um motor eléctrico síncrono de 80kW CA e ainda uma avançada bateria de iões de lítio, o famoso grupo de potência originalmente desenvolvido para o Nissan LEAF e que provou já os seus méritos quanto a eficácia, fiabilidade e segurança, com mais de 114.000 exemplares vendidos a nível mundial que tornam o Nissan LEAF no veículo eléctrico mais vendido a nível mundial.

Seguindo os passos da segunda geração do LEAF, apresentada em 2013, a e-NV200 utiliza o mais recente desenvolvimento do motor eléctrico que une o carregador de bateria e o inversor com o próprio motor para criar um conjunto único, mais eficiente.

Este conjunto é montado no compartimento do motor e assegura que a área de carga da e-NV200 não está comprometida. No LEAF original, o carregador e inversor estão instalados na área da bagageira, afastados do motor, mas para o automóvel construído na Europa em 2013, estes componentes foram juntos numa única unidade. Este conjunto único de motor, inversor e carregador é semelhante em dimensões a um bloco de motor tradicional, simplificando e acelerando a sua montagem numa fábrica que fabrica também veículos de combustão.

O motor da Nissan e-NV200 é alimentado por uma bateria compacta de iões de lítio de com 48 módulos, desenvolvida pela Nissan.

Tal como para o LEAF, as células são fabricadas na nova fábrica de baterias da Nissan em Sunderland junto das instalações NMUK, mas a montagem num conjunto especialmente configurado para a e-NV200 é feita já em Barcelona.

Produzido num ambiente estéril - os trabalhadores utilizam fatos de tecidos especiais assim como calçado anti estático e submetem-se ainda a um chuveiro antes de manusearem as células - cada conjunto de baterias inclui 48 módulos, sendo cada um deles constituído por quatro células.

O conjunto da bateria é mais curto e esguio do que no LEAF mas na sua maioria mais alto. Com 267,5 kg de peso, é também 7,5 kg mais leve do que o do LEAF.

Está instalado sob o piso do veículo, entre os dois eixos, para manter o centro de gravidade o mais baixo possível e está encerrado numa caixa de metal robusta que fornece uma protecção extra na eventualidade de um impacto lateral.

Tal como no LEAF, o conjunto de baterias inclui 48 módulos com uma capacidade nominal de 24 kWh, mas incorpora um conjunto de refrigeração personalizado, adaptado ao diferente tipo de utilização do veículo.

Devido a uma montagem mais compacta e já que o ciclo de vida da e-NV200 será provavelmente muito diferente do LEAF - prevemos que o veículo seja operado de forma intensa durante o dia de trabalho e como tal haverá uma maior utilização de Carregadores Rápidos para minimizar o tempo de paragem - ar fresco vindo do sistema de ventilação e aquecimento do veículo é canalizado sobre as células da bateria de forma a assegurar sempre as condições ideais de carregamento.

Por outro lado, em condições meteorológicas de frio, o sistema HVAC da e-NV200 canaliza ar quente para a bateria, novamente para assegurar a sua temperatura de funcionamento ideal o mais rapidamente quanto possível.

Três diferentes métodos poderão ser utilizados para recarregar a bateria. Poderá ser utilizada uma fonte de alimentação de 10A numa tomada doméstica mas é também compatível com carregadores de 16A, que fornecem um carregamento total em 8 horas. Na maioria dos mercados, incluindo Portugal, um carregador de 6,6kW opcional a bordo permite a utilização de uma fonte de alimentação de 32A que reduz para metade (4 horas) o tempo de carregamento. E ainda que utilizada por menos tempo, uma fonte de alimentação de 32A é capaz de fornecer um impulso significativo a uma bateria.

Um Carregador Rápido poderá aumentar a rapidez da carga da bateria da e-NV200, carregando de 0% até cerca de 80% em menos de 30 minutos. Mais de 1.100 dos Carregadores Rápidos CHAdeMO estão instalados pela Europa e algumas empresas privadas instalaram-nos nas suas oficinas ou sedes para uma maior flexibilidade em frotas de grandes dimensões do Nissan LEAF, compatível com este carregador rápido.

Tal como no LEAF, a porta de carregamento da e-NV200 situa-se na dianteira do veículo; pode agora ser aberta remotamente através da chave ou de um interruptor eléctrico no habitáculo e existe uma luz LED no interior do conjunto para ajudar a iluminar as tomadas à noite ou num parque de estacionamento subterrâneo.

A segurança foi aumentada por meio de um bloqueio electromecânico que fixa o cabo na tomada quando a bateria está a ser carregada de modo a evitar a interferência de terceiros.

Apesar do desempenho do grupo de potência permanecer igual ao do LEAF - a potência máxima é de 80 kW, com um valor de binário máximo de 254 Nm - existem diferenças entre os dois veículos que reflectem o diferente padrão de utilização entre o LEAF e novo veículo 100% eléctrico da Nissan.

Um vez que a e-NV200 passará grande parte da sua vida útil em ambientes urbanos, a relação de redução foi alterada para fornecer uma maior aceleração - a e-NV200 acelera mais rapidamente do que a NV200 a gasóleo - e foram introduzidas alterações no  software  do Controlo de Poupança de Energia (ESC) para ajudar a maximizar a autonomia potencial da bateria.

Ao limitar a velocidade máxima a 100 km/h quando a carga da bateria está baixa, o ESC adiciona praticamente 4 km de condução em auto-estrada ao alcance do veículo. Este sistema opera de forma automática quando a lâmpada de aviso de "combustível baixo" se acende.

A transmissão automática de velocidade única e quatro modos oferece oportunidades adicionais para uma condução económica. Como a e-NV200 será provavelmente conduzida por diferentes condutores ao longo de um turno, alguns optou-se por um comando da "caixa" similar ao de uma tradicional caixa automática. O controlador que obviamente opera  by wire  possui curso curto que melhora a agradabilidade de utilização.

Durante a sua utilização a transmissão opera exactamente da mesma forma que no LEAF. No modo D, uma resposta instantânea do acelerador resulta numa rápida aceleração enquanto o modo ECO altera o mapeamento do acelerador para uma aceleração mais suave e linear. Ambos os modos D e ECO possuem uma definição B que oferece uma travagem regenerativa mais forte na condução normal.

As alterações à relação de redução resultam numa velocidade máxima de 120 km/h (LEAF: 145km/h), no entanto nos 0-100 km/h a e-NV200 tarda apenas 14 segundos, comparáveis com os 14,5 segundos registados pelo NV200 com motor de combustão 1.5 dCi. Uma indicação mais relevante do desempenho do veículo é obtida pelo elevado nível de binário do grupo de potência, que significa que a e-NV200 é capaz por exemplo de enfrentar uma subida de 30 por cento totalmente carregada.

A carga máxima é de 770 kg e o alcance NEDC é de 170 km reflectindo o peso e a forma da e-NV200, que mistura a capacidade de trabalho com eficácia aerodinâmica.

Esta autonomia é mais do que suficiente para as empresas alvo, em cujas frotas 35 por cento dos furgões comerciais nunca percorrem mais de 120 km num único dia. Só na Europa, este mercado representa 200.000 novos furgões por ano... e todos esses furgões poder-se-iam tornar eléctricos da noite para o dia. E o mais relevante é que este mercado existe sem necessitar de uma rede de carregamento público, já que as suas necessidades de condução são cobertas por uma única carga durante a noite.

 

O UTILIZADOR PROFISSIONAL

As empresas que utilizarem a e-NV200 poderão dispor de benefícios substanciais ao mesmo tempo que melhoram a qualidade do ar nos centros urbanos

 - Benefícios de um custo total de propriedade inferior ao de um furgão convencional
 - Uma melhor imagem para as empresas que recorrem a veículos eléctricos
 - Os condutores de veículos eléctricos beneficiam de conduções mais relaxantes

Sem qualquer perda na capacidade de transporte de cargas em relação ao NV200 de motor convencional e com o benefício adicional de uma mobilidade de emissões zero, os pontos fortes da e-NV200 são desde logo impressionantes. Mas a sua atracção para os utilizadores profissionais não pára na sua habilidade de criar uma contribuição significativamente positiva para a qualidade do ar e do ruído nos centros urbanos.

Quer com um único exemplar ou uma frota de e-NV200, um negócio gozará de substanciais poupanças de custos, uma maior eficiência, trabalhadores mais satisfeitos e uma melhor imagem pública.

Os custos totais de funcionamento para uma e-NV200 são significativamente inferiores aos de um veículo convencional de dimensões semelhantes. Com a maioria dos governos europeus a encorajar o crescimento da mobilidade de emissões zero, existe uma variedade de incentivos disponíveis para compradores prontos para a mudança.

Alguns destes incentivos - variáveis de país para país - são financeiros, como incentivos à aquisição, isenção ou redução de impostos, acesso livre a áreas restritas de centros urbanos e estacionamento gratuito.

Estes ganhos somam a uma redução de cerca de 40 por cento nos custos de manutenção, por comparação com uma e-NV200 com motor a gasóleo, já que um veículo eléctrico possui muitas menos peças móveis do que um veículo de alimentação convencional. A e-NV200 não possui óleo para o motor, possui menos filtros, não tem correias nem embraiagem para substituir ou inspeccionar e os calços dos travões são capazes de durar muito mais devido à existência de travagem regenerativa. Um taxista dinamarquês demonstrou que um conjunto de calços de travão no seu Nissan LEAF é capaz de durar 140.000 km, uma distância enorme para um utilizador profissional.

Para além da manutenção programada, a e-NV200 reduz também os custos não agendados que decorem do simples facto de se possuir uma frota sem óleo do motor, sem manutenção de caixas de velocidades, diferenciais para rever, entre outras operações, para além de que o potencial de desgaste causado por uma condução mais agressiva é também reduzido com a condução mais simples e logo mais confortável de um veículo eléctrico.

Este facto complementa-se com uma redução nos custos de abastecimento, com 100 km a custar três ou quatro vezes menos na e-NV200 que num veículo a gasóleo equivalente. Em muitos países existem incentivos à construção de instalações de energia renovável, pelo que as empresas poderão também optar por gerar a sua própria energia com uma central energética de biomassa, eólica ou solar, reduzindo assim ainda mais os custos de operação da sua, ou suas, e-NV200.

Mas nem tudo é dinheiro. Alguns incentivos são práticos, como o acesso áreas da cidade nas quais os veículos convencionais estão proibidos de entrar. O motor isento de ruídos, significa que as entregas poderão ser realizadas a qualquer hora do dia - mesmo durante a madrugada e dentro de centros comerciais ou centros financeiros caso seja autorizado - sem perturbar os residentes... um excelente incentivo à eficácia comercial.

Trabalhadores satisfeitos e descansados representam também maiores eficiências. Conduzir um furgão convencional pode por vezes ser cansativo já que a constante mudança de velocidades, o ruído do motor e as vibrações se combinam para realizar "um assalto aos sentidos". Na e-NV200 no entanto, não existem estes problemas. Não existe ruído vindo do motor eléctrico e impera uma total ausência de vibrações.

A combinação de uma aceleração pronta e a ausência de uma caixa de velocidades manual, tornam a condução um prazer. Adicione-se a isso, uma posição de condução elevada, um excelente conforto em viagem e uma óptima maneabilidade e em breve poderemos assistir a condutores a "digladiarem-se" por uma oportunidade de conduzir a e-NV200 em detrimento de outros veículos da frota.

Outro benefício a ser considerado pelos operadores de frota poderá ser o impulso positivo que a sua imagem poderá obter decorrente da utilização de um veículo eléctrico. Com o símbolo discreto mas instantaneamente reconhecível, o público não terá qualquer dúvida que o veículo diante de si é um 100 por cento eléctrico de emissões zero - uma inteligente decisão comercial.

 

TESTES NO MUNDO REAL

Uma parte importante do desenvolvimento da e-NV200 foi feito  através de uma série de ensaios no mundo real, pelas mãos dos clientes.

 - Protótipo e modelos de pré-produção em ensaios piloto
 - Registo de dados em tempo real para uma melhor compreensão
 - Os ensaios foram considerados uma ‘experiência positiva surpreendente'

À semelhança de todos os novos veículos Nissan, a e-NV200 foi submetida a extensos testes no laboratório, em pistas de teste e em estrada antes de passar para produção. Contudo, contrariamente à maioria dos veículos Nissan, os protótipos e os modelos de pré-produção também estiveram envolvidos numa série de ensaios em condições de utilização reais pelas mãos de potenciais clientes, incluindo testes extensivos na British Gas que resultaram numa significativa encomenda de e-NV200 pela companhia.

Esses ensaios, que decorreram em várias cidades no Japão e na Europa durante os últimos três anos, incorporaram unidades da e-NV200 em frotas existentes durante períodos de teste que variaram entre dois a oito meses.

Além de testar a adequabilidade da e-NV200 a papéis específicos, o programa de ensaios foi concebido para fornecer informações sobre a utilização em situação real que a Nissan utilizou para incorporar melhorias nos modelos que agora entraram em produção para venda aos clientes da marca.

Uma das primeiras organizações a receber um modelo protótipo foram os Correios do Japão, tendo a e-NV200 sido utilizado na entrega e recolha de impostos na cidade natal da Nissan, Yokohama, em 2011.

Posteriormente, nesse ano, outro protótipo foi entregue para avaliação à FedEx e à British Gas em Londres, com mais empresas a aderir ao programa em 2012.

Como resultado desse programa inicial de testes, foram concebidos programas mais extensos. O maior foi um programa piloto a nível nacional no Reino Unido, no qual a British Gas utilizou 28 furgões de pré-produção durante seis a oito meses no Inverno de 2013/2014.

A British Gas actualmente opera uma frota de 16.500 veículos, 13.000 dos quais são furgões. É intenção da empresa que 10 por cento da sua frota comercial total seja composta por veículos 100 por cento eléctricos até 2017.

O programa de ensaios foi um sucesso tal que a British Gas apresentou agora uma encomenda de 100 e-NV200, 50 dos quais serão entregues imediatamente com a segunda metade da encomenda a ser entregue até ao final deste ano.

Colin Marriott, director de frota da British Gas, afirmou: "O ensaio foi uma experiência positiva surpreendente. Apesar de termos utilizado veículos de pré-produção e a infra-estrutura de peças ainda não existir, não tivemos qualquer problema ao longo de um total de quase 115 mil quilómetros percorridos".

"Bom, houve um problema: os condutores ficaram muito relutantes em devolver os seus e-NV200s no final do ensaio".

Trabalhando com a Hitachi Capital Commercial Vehicle Solutions, que geriu a operação da frota, e com a Universidade de Gateshead, que trabalhou com a Fleet Master para desenvolver um programa de formação de condutores, a British Gas investigou a adequabilidade da e-NV200 em áreas específicas das suas operações de frota.

"Já possuímos vários Nissan NV200 na nossa frota por isso sabíamos que os veículos base correspondiam aos nossos requisitos, de modo que nos pudemos concentrar no desempenho enquanto veículo eléctrico do furgão. Optámos especificamente por realizar o teste durante os meses de Inverno para ver como as condições de tempo frias afectariam o funcionamento do veículo", disse Marriott.

Os 28 veículos foram utilizados por engenheiros que tiveram carregadores instalados em casa para que pudessem recarregar durante a noite, permitindo assim tipificar uma utilização a partir de casa e não dos nossos armazéns.

Os comentários positivos surgiram imediatamente. "A partir do momento em que se sentaram atrás do volante todos os condutores comentaram a facilidade de condução. O programa de formação concentrou-se em mostrar-lhes como tirar o máximo partido do veículo, como extrair a melhor autonomia possível e como carregar o veículo de forma segura e eficiente", afirmou Marriott.

Por exemplo, os condutores foram encorajados a poupar energia utilizando o banco do condutor aquecido e o volante para um aquecimento por ponto de contacto, em vez de aquecer todo o habitáculo e influenciar a autonomia.

Steve Cummings, um engenheiro da British Gas de South Wear, no Reino Unido, confirmou a popularidade do pioneiro furgão eléctrico entre os indivíduos encarregados dos testes.

"É um sonho conduzi-la e é muito silenciosa. Também é fácil de conduzir; como nunca tinha conduzido um veículo automático percebi que tinha de me concentrar mais em utilizar apenas dois pedais do que no facto de se tratar de um veículo eléctrico".

Outra funcionalidade que recolheu muitos elogios foi o ‘impressionante' sistema de arranque em subidas, uma funcionalidade padrão em todas as e-NV200.

"Utilizando um veículo totalmente carregado no pico do Inverno, calculámos uma autonomia segura de 112 km (70 milhas). Com a maioria dos nossos condutores a percorrer 48 km (30 milhas) diariamente, esse alcance era perfeitamente adequado", acrescentou Marriott.

Os condutores não foram os únicos na British Gas a adorar o veículo. Além das zero emissões de escape, os contabilistas da empresa apreciaram os custos de funcionamento assinalavelmente inferiores.

"Temos um modelo muito sofisticado de cálculo do Custo Total de Propriedade que pode prever com precisão as vantagens do custo de funcionamento da e-NV200, apesar do custo de investimento superior. Além de poupanças significativas em despesas de combustível, as nossas previsões sugerem que os custos de manutenção por si só correspondem a 75 por cento do funcionamento de um modelo diesel equivalente", afirmou Marriott.

"As despesas de manutenção são inferiores porque há menos peças móveis, enquanto as funcionalidades específicas de veículos eléctricos como a travagem regenerativa também ajudam a reduzir as despesas. Por exemplo, apenas o desgaste dos calços dos travões representa actualmente cerca de 25 por cento de todos os custos de manutenção num furgão convencional, mas a travagem regenerativa da e-NV200 requer uma menor utilização dos travões, por isso esse valor reduz de forma significativa".

Embora não tenham sido propostas alterações físicas para os veículos no seguimento do período de ensaios, a British Gas realizou alguns pedidos de especificações para a nova frota.

"Somos uma empresa muito consciente da segurança e todos os nossos e-NV200 terão a opção de câmara de marcha-atrás", disse Marriott

As informações directas da utilização também foram fornecidas por sistemas de registo de dados a bordo, que enviaram informações em tempo real para a Nissan, fornecendo detalhes relevantes sobre estilos de condução, procedimentos de carregamento e distâncias de funcionamento.

Marriott afirmou: "Testámos todos os veículos eléctricos disponíveis no mercado e escolhemos a e-NV200 para a nossa frota devido à adequabilidade ao nosso trabalho, e ao  know-how  incontestável da Nissan relativamente a veículos eléctricos, demonstrado pelo Nissan LEAF".

 

DE BARCELONA PARA O MUNDO

Independentemente do local no mundo onde seja vendida, cada e-NV200  inicia a sua vida na linha de produção da Nissan em Espanha

 - Barcelona é o único centro de produção para a e-NV200

 - Representa um investimento de €100 milhões na fábrica
 - Exportações iniciais para 20 mercados incluindo o Japão
 - Barcelona irá utilizar a primeira frota de táxis de emissões zero e-NV200

A produção global da e-NV200 está na fábrica da Nissan em Barcelona, a sede da Unidade Comercial Europeia de Veículos Comerciais Ligeiros (LCV) da Nissan. A produção para comercialização iniciou-se em Maio.

A chegada da e-NV200 e da montagem associada de baterias representa um investimento nas instalações catalãs da Nissan de €100 milhões e faz parte de um investimento mais alargado de €341 milhões por parte da Nissan nas suas operações espanholas.

A produção inicial será exportada para cerca de 20 mercados internacionais, incluindo o Japão, com mais mercados a seguirem-se à medida que continua a expansão de veículos eléctricos da Nissan.

Numa cerimónia especial que marcou a saída da primeira e-NV200 das linhas de produção, Andy Palmer, Vice-presidente Executivo e Director Global de Planeamento da Nissan Motor Co. Ltd., afirmou: "Este é um dia marcante para a Nissan. Os veículos eléctricos são agora reconhecidos como uma tecnologia de primeira importância, mas enquanto muitos dos nossos concorrentes iniciam agora o lançamento do seu primeiro veículo eléctrico, a Nissan possui a vantagem de ser pioneira. Estamos orgulhosos de que o Nissan LEAF seja o veículo eléctrico mais vendido de sempre no mundo, com mais de 114.000 clientes extremamente satisfeitos".

Frank Torres, Director-geral e Vice-presidente das Operações Industriais da Nissan em Espanha, acrescentou: "O facto de Barcelona ter a honra de produzir o segundo veículo 100 por cento eléctrico da Nissan é o resultado de muitos anos de trabalho árduo e de melhorias de qualidade da nossa equipa local".

De forma significativa, Barcelona será a primeira cidade no mundo a utilizar a e-NV200 de emissões zero como parte da sua frota de táxis, mostrando-se assim pronta para dar o exemplo a outras cidades.

"Perante níveis recorde de poluição de ar em Londres e Paris, a chegada do táxi e-NV200 tem um grande significado. O facto de trazer um número significativo de veículos de emissões zero para as ruas de Barcelona irá assegurar ar mais limpo para cada cidadão, visitante e turista e estamos confiantes que os municípios que colocam os olhos no futuro estarão ansiosos pela oportunidade de trazer estes benefícios aos seus munícipes nos próximos anos", afirmou Palmer.

Barcelona possui uma das três instalações industriais da Nissan em Espanha e está no coração das operações espanholas da Nissan, sendo a casa da NMISA (Nissan Motor Iberica SA).

A fábrica cobre uma área superior a 517.000 m2, fabricou 131.900 unidades em 2013 e emprega actualmente pouco mais de 3.500 pessoas.

É também a sede de uma variedade de instalações da Nissan, incluindo uma divisão do Centro Técnico da Nissan Europa (NTCE), uma infra-estrutura para a investigação e o desenvolvimento de veículos e motores a diesel.

Para além da e-NV200, a fábrica produz todas as versões da NV200 destinadas à Europa, assim como o Pathfinder, Navara, o veículo comercial ligeiro Primastar e o automóvel de passageiros recentemente apresentado Nissan Pulsar. A Primastar é também produzida na fábrica com as etiquetas Renault Trafic e Opel Vivaro.

O trabalho nas instalações da NMISA iniciou-se em 1980 e o seu primeiro veículo produzido saiu da linha em 1983, tornando-a assim na primeira fábrica da Nissan a produzir veículos na Europa.

Tags:

Subscrever