NISSAN COM CRESCIMENTO DE 39% NO LUCRO OPERACIONAL NOS PRIMEIROS NOVE MESES DO ANO FISCAL DE 2014

  • Receitas crescem 11% nos primeiros nove meses do exercício
  • O resulto líquido cresce 23,6% face a igual período do exercício transacto
  • Nissan revê em alta a previsão de lucros, para 3 mil milhões de euros no exercício fiscal 2014, que terminará a 31 de Março próximo

A Nissan Motor Co., Ltd. anunciou uma melhoria dos resultados financeiros para os primeiros nove meses (Abril a Dezembro de 2014) do seu ano fiscal, devido às sólidas vendas nos EUA, a eficiências de custos e aos movimentos monetários favoráveis, que contribuíram para um resultado líquido de 338,8 mil milhões de ienes (2,4 mil milhões de euros), um crescimento de 23,6% face ao período homólogo anterior.

O lucro operacional aumentou para 417,9 mil milhões de ienes (3 mil milhões de euros) no período, um crescimento de 39% face ao ano anterior e que resulta numa margem operacional de 5,2%, face a uma receita líquida que subiu 11,1% para 8,09 biliões de ienes (57,7 mil milhões de euros).

"A Nissan garantiu resultados financeiros sólidos nos primeiros nove meses do ano fiscal, reflectindo o aumento de vendas nos EUA dos nossos modelos mais recentes e uma normalização da taxa de câmbio iene-dólar", afirmou Carlos Ghosn, presidente e CEO da Nissan Motor Co. Ltd.

"Antecipamos bons resultados anuais graças ao momentum decorrente da nossa forte ofensiva de produtos na América do Norte e Europa Ocidental, que compensa a volatilidade nos outros mercados", continuou. "Dadas estas tendências e o impacto contínuo dos movimentos monetários e controlo de custos, estamos a rever em alta a nossa previsão financeira para todo o ano".

A Nissan espera agora alcançar um rendimento líquido para o ano fiscal de 2014 de 420 mil milhões de ienes (3 mil milhões de euros) numa receita projectada de 11,15 biliões de ienes (80,3 mil milhões de euros).

A previsão revista decorre de um período de nove meses nos quais a Nissan viu um aumento rápido da procura por modelos como o Altima e o Rogue nos EUA, onde as vendas subiram 10,9% para 1,03 milhões de unidades. A Nissan também comunicou um aumento de 13,4% das suas vendas na Europa, alcançando as 534.000 unidades, com o galardoado Qashqai e com o novo Pulsar a ajudar a aumentar as encomendas dos clientes europeus.

Este aumento de dois dígitos nas vendas nos EUA e na Europa - ultrapassando a taxa de crescimento da indústria - contraria o declínio no Japão. No mercado nacional da Nissan, uma combinação de impostos de venda mais elevados e confiança do consumidor reduzida contribuíram para uma queda de vendas, que diminuíram em 10,5% para 417.000 veículos.

Na China, onde a Nissan é a marca automóvel japonesa líder no mercado, as vendas subiram 5,2% para 879.000 unidades durante este período de nove meses. Durante o ano civil até 31 de Dezembro, as vendas aumentaram 0,5% para 1,22 milhões de unidades, apesar dos sinais de diminuição do crescimento do mercado chinês.

A nível global, a Nissan vendeu 3.835.000 veículos nos primeiros nove meses do ano fiscal de 2014, um aumento de 4,4% em comparação com o ano anterior.

A Nissan fez progressos contínuos para alcançar os objectivos definidos no plano a médio prazo Nissan Power 88 : garantir benefícios de sinergia com a nova plataforma CMF (Common Module Family - Família de Módulo Comum) que permite uma partilha da arquitectura de veículo entre o Qashqai, o Rogue e o X-Trail; revelar novos modelos incluindo os novos crossover Murano e pickup Titan; e manter a sua liderança a nível global em veículos eléctricos com o recordista de vendas LEAF e o furgão e-NV200.

A companhia também acelerou o desenvolvimento de tecnologias de Condução Autónoma, criando uma aliança de pesquisa com a NASA, assinando um acordo de licenciamento de tecnologia com a Hitachi Construction Machinery Co., Ltd. para veículos comerciais e ganhando prémios para novos sistemas como, por exemplo, a direcção adaptativa directa.

A estratégia de Aliança da Nissan, baseada na sua parceria com a Renault, continua a permitir sinergias e benefícios na partilha de tecnologias. As vendas totais da Aliança no ano civil de 2014 alcançaram os 8,5 milhões de veículos, um recorde absoluto.

Perspectiva para o ano fiscal de 2014

A Nissan reviu em baixa as suas previsões de venda para o ano fiscal de 2014, reflectindo as tendências do mercado a nível global. A empresa espera vender 5,3 milhões de unidades neste ano fiscal, um crescimento de 2,2% por comparação com o ano anterior. Com base nesta previsão de vendas revista e nas melhorias esperadas ao nível de eficiências de custos e das taxas de câmbio, a Nissan reviu em alta a sua previsão de lucro para o seu ano fiscal que termina a 31 de Março de 2015 (calculado sob o método contabilístico de equidade)

Pode encontrar uma apresentação detalhada para o período comunicado em www.nissan-global.com/EN/IR/FINANCIAL . Um webcast ao vivo da conferência de imprensa de relativa aos resultados está disponível em: http://www.nissan-global.com/EN/

* Desde o início do ano fiscal de 2013, a Nissan relatou valores calculados sob o método de contabilidade de equidade para a sua parceria (JV) com a Dongfeng na China. Embora a informação de rendimento líquido permaneça inalterada neste método contabilístico, as declarações de rendimentos de contabilidade de equidade não incluem os resultados de Dongfeng-Nissan quanto a receitas e lucro operacional.

###

Sobre a Nissan

Nissan Motor Co., Ltd., a segunda maior empresa automóvel japonesa, encontra-se sedeada em Yokohama, Japão e é parte integrante da Aliança Renault-Nissan. A operar com mais de 244.500 funcionários a nível global, a Nissan forneceu aos seus clientes cerca de 5,2 milhões de veículos e gerou receitas superiores a 10.5 biliões de ienes (78 mil milhões de euros) no seu ano fiscal de 2013. Com um forte compromisso para com o desenvolvimento de produtos inovadores e entusiasmantes para todos, a Nissan disponibiliza uma gama abrangente de mais de 60 modelos diferentes sob as marcas Nissan, Infiniti e Datsun. Pioneira e líder na mobilidade de emissões zero, a Nissan fez história com a introdução do Nissan LEAF em 2010, o primeiro veículo puramente eléctrico, comercializado em massa, economicamente acessível e que é neste momento o VE mais vendido de sempre na história do automóvel, com quase 50% de quota de mercado global.

Para obter mais informações acerca dos nossos produtos, serviços e compromisso para com a mobilidade sustentável, visite o nosso website em http://www.nissan-global.com/EN/

 

Tags:

Subscrever

Media

Media