NOS REGISTA CRESCIMENTO E GANHOS DE QUOTA DE MERCADO EM 2017

A NOS registou crescimento em todos os serviços, ao longo do ano de 2017. Este crescimento traduziu-se em ganhos de quota de mercado, que de acordo com os dados mais recentes divulgados pela ANACOM, atingiu os 31,4% no terceiro trimestre do ano.

As Receitas cresceram, neste período, 3,1%, face a 2016, atingindo 1.562 milhões de euros, resultado do crescimento do número de serviços que aumentou 3,7%. Neste período, o EBITDA cresceu 4,3% para 580,6 milhões de euros, com a margem EBITDA a melhorar 0,4 pp para 37,2%.

O Resultado Líquido Consolidado no exercício atingiu 124 milhões de euros, com o contributo positivo de 22,8 milhões das empresas associadas. O Resultado Líquido Antes de Resultados de Empresas Associadas e Joint-Ventures e Interesses não Controlados, apresentou um crescimento de 5,6% face a 2016, para 101,3 milhões de euros.

Para Miguel Almeida, CEO da NOS O excelente desempenho da NOS em 2017, traduzido em ganhos de quota de mercado, é tanto mais importante quanto reflete uma contínua conquista da confiança de cada vez mais famílias e empresas.

A NOS continua focada no desenvolvimento das melhores soluções de comunicação e entretenimento para os nossos clientes, reforçando continuamente o investimento em inovação, nas nossas redes de nova geração e em serviços de cloud. Em 2018, vamos acelerar ainda mais os nossos investimentos em infraestrutura, nomeadamente na modernização das redes de acesso com tecnologias de última geração, prosseguindo o caminho de melhoria continua da qualidade do serviço que prestamos aos nossos clientes.

A NOS tem tido e quer ter um papel ainda mais relevante na transformação digital da sociedade portuguesa e na competitividade das empresas nacionais.

Destaques Financeiros

·       As Receitas de Exploração apresentaram um crescimento de 3,1% para 1.562 milhões de euros, com as receitas de telecomunicações a crescerem 3,1%, motivadas pelo crescimento de 3,7% do número de serviços.

·       O EBITDA Consolidado apresentou uma variação positiva de 4,3%, para 580,6 milhões de euros, com a margem EBITDA a atingir 37,2%, mais 0,4 pp que em 2016.

·       O Resultado Líquido Antes de Resultados de Empresas Associadas e Joint-Ventures e Interesses não Controlados cresceu 5,6% para 101,3 milhões de euros. O Resultado Líquido Consolidado atingiu 124,1 milhões.

·       O Investimento (CAPEX total) atingiu 380,6 milhões de euros.

Destaques Operacionais

·       O número de serviços aumentou 3,7% para 9,412 milhões, com adições líquidas de 334,9 mil face ao final de 2016.

·       O número de subscritores móveis atingiu 4,673 milhões, com adições líquidas de 217 mil novos clientes face ao período homólogo.

·       Os clientes de televisão por subscrição aumentam para 1,617 milhões.

·       Nos serviços de banda larga fixa e telefone fixo continuou a registar-se uma evolução positiva, com crescimentos de 5,4% e 1,9% para 1,333 milhões e 1,758 milhões respetivamente.

·       O número de serviços empresariais aumentou 40,8 mil face ao final de 2016, atingindo 1,459 milhões de serviços.

·       A NOS reforçou a cobertura da sua rede fixa de nova geração, aumentando o número de casas passadas em cerca de 320,2 mil face ao período homólogo de 2016. O número de lares com cobertura atinge agora 4,084 milhões face aos 3,764 milhões de 2016.

·       Nos negócios de Cinema e Audiovisuais o número de bilhetes vendidos situou-se em 9,451 milhões, um acréscimo de 3,9% face a 2016.
 

RECEITAS AUMENTAM 3,1% E EBITDA CRESCE 4,3%

As receitas consolidadas da NOS aumentaram 3,1% em 2017, para 1.561,8 milhões de euros, resultado do aumento do número de serviços prestados que subiu 3,7% para 9,412 milhões.

As receitas da área de audiovisuais verificaram um ligeiro aumento de 0,3% para 71,8 milhões de euros, enquanto na área de cinema se registou um aumento de 5,1%, para 63,3 milhões de euros, fruto da abertura de novas salas de cinema e do sucesso do formato IMAX.

Neste período, o EBITDA aumentou 4,3% para 580,6 milhões de euros, com a margem EBITDA a melhorar 0,4pp para 37,2%.

O Resultado Líquido Antes de Resultados de Empresas Associadas e Joint-Ventures e Interesses não Controlados cresceu 5,6% para 101,3 milhões de euros. O Resultado Líquido Consolidado atingiu 124,1 milhões euros.

Simultaneamente, a NOS continuou comprometida, neste período, em melhorar e levar as suas redes de nova geração a todo o País, tendo o investimento (CAPEX Total) atingido 380,6 milhões de euros.

No final do período em análise, a dívida financeira líquida situou-se nos 1.085 milhões de euros, representando 1,9x o EBITDA, um rácio conservador face às congéneres do setor.

NOS APRESENTA CRESCIMENTO EM TODOS OS SERVIÇOS

A NOS continuou a crescer a sua base de clientes e a incrementar o número serviços prestados, que aumentaram 3,7% ou 334,9 mil, naquele que foi o 16º trimestre consecutivo de crescimento, contando com 9,412 milhões de serviços prestados no final de 2017.

A NOS reforçou, no decorrer de 2017, a sua quota de mercado nos diferentes serviços, sendo, de acordo com a ANACOM líder de mercado em serviços de TV por Subscrição, com 43% de quota de mercado, aumentando a distância para o segundo competidor.

Nos pacotes de serviços, de acordo com a ANACOM, a NOS lidera o mercado com cerca de 40% de quota de mercado, enquanto no segmento móvel a quota de mercado em número de subscritores tem vindo a crescer, situando-se a mesma em 25%, reduzindo a diferença para o segundo operador.

A empresa registou ainda um aumento do número de clientes de TV por Subscrição atingindo 1,617 milhões. Nos serviços móveis, o crescimento verificado atingiu 4,9% ou seja 217 mil novos serviços face ao ano anterior, para 4,673 milhões. Na internet fixa de banda larga e nos serviços de voz fixa, registou igualmente crescimentos de 5,4% e de 1,9%, respetivamente. O número de serviços de banda larga fixa situou-se em 1,333 milhões enquanto o número de serviços de voz fixa alcançou os 1,758 milhões.

Nos serviços empresariais, a NOS continua a conquistar clientes muito importantes no segmento corporate, quer no setor público quer no setor privado. O número de serviços empresariais atingiu 1,459 milhões, ou seja, mais 40,8 mil face a 2016.

Os serviços de última geração chegam a cada vez mais portugueses, resultado do forte investimento que a NOS continua a realizar nas suas infraestruturas de rede. A cobertura de rede fixa atingiu, no final de 2017, mais 320,2 mil lares face a 2016. O número de lares com cobertura atinge agora 4,084 milhões face aos 3,764 milhões de 2016.

A área de cinemas da NOS apresentou um excelente desempenho para o conjunto do ano, apesar da quebra homóloga verificada no último semestre. No período em análise, o número de bilhetes de cinema vendidos aumentou 3,9% face ao ano anterior, tendo a NOS vendido 9,451 milhões de entradas. O número de salas de cinema aumentou com a abertura de duas novas unidades em Évora e Loulé.

De salientar que, em 2017, a NOS foi a distribuidora da maioria dos sucessos cinematográficos, incluindo “Velocidade Furiosa 8”, “Gru – O Maldisposto 3”, “A Bela e o Monstro”, “As Cinquenta Sombras Mais Negras”, “Piratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam Histórias”, “Star Wars: Episódio VIII – Os Últimos Jedi”, “Baywatch: Marés Vivas”, entre outros.

Tags:

Sobre nós

Grupo empresarial que oferece soluções fixas e móveis de última geração, de televisão, internet, voz e dados para todos os segmentos de mercado.

Subscrever

Media

Media