Abstenção no Orçamento de Estado expressa posição do PAN

Várias medidas PAN colidiram com interesses instalados
Inclusão de algumas medidas do PAN representa já um avanço em direção a mudanças de paradigma
 
Lisboa, 16 de fevereiro de 2016   – O PAN – Pessoas-Animais-Natureza irá abster-se na votação global do Orçamento de Estado para 2016 que decorre hoje na Assembleia da República por não ter sido possível um consenso com o Governo no que respeita à maioria das propostas apresentadas pelo partido.
 
O PAN apresentou 28 propostas de alteração ao Orçamento do Estado de 2016 com base numa apreciação equilibrada entre as causas que defende, o que é legal em matérias orçamentais, nomeadamente no que respeita ao IVA, e o equilíbrio entre a receita e a despesa. A inclusão de algumas medidas do PAN neste documento representa já um avanço em direção às mudanças de paradigma, ambientais, sociais e humanas que muitos portugueses têm vindo a pedir. No entanto, o partido não pode legitimar um documento que continua a refletir um modelo económico-financeiro produtivista-consumista que gera problemas de vária ordem, que perpetua a cultura dos interesses instalados e no qual o PAN não se revê inteiramente.
 
Várias posições do PAN colidem com os interesses instalados de atividades e indústrias que mantêm um ascendente sobre a sociedade em detrimento dos maiores interesses de todos os Seres e Ecossistemas.

Enviamos mais informação em anexo.

Tags:

OE

Sobre nós

Partido pelos Animais e pela Natureza.

Subscrever