PAN denuncia alegado transplante de árvore milenar por motivos de celebrações diplomáticas

Lisboa, 24 de Fevereiro de 2017   – O PAN apresentou uma denúncia ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) relativamente ao alegado interesse do município de Abrantes de transplantar uma oliveira com cerca de 3400 anos, que se encontra na freguesia de Mouriscas, para Inglaterra como símbolo evocativo da união entre países que floresce desde 1373.

Em paralelo, o PAN requereu ao Ministro do Ambiente que verifique a veracidade do noticiado pelos órgãos de comunicação social regionais e, a ser verdade, intervenha por forma a impedir a transplantação da Oliveira do Mouchão.

Relembramos que este exemplar é classificada pelo ICNF como um arvoredo de interesse público, e a sua transplantação pode consubstanciar um crime ambiental segundo a atual Código Penal (artigo 287.º).

“É inconcebível que haja sequer a intenção de transplantar a oliveira de Mouchão, um marco natural e vivo com três vezes a idade do país. Pedimos que o Ministério haja com celeridade pois podemos estar perante a perda de um património irrecuperável e inestimável da nossa cultura, da nossa identidade. Antes de sermos Portugal já a Oliveira o era,” frisa André Silva, deputado do PAN.

“Como gesto de boa vontade e amizade entre países podem oferecer-se vários presentes simbólicos como o vinho do Porto, por exemplo, que representa plenamente a cooperação histórica, cultural e comercial entre nações,” conclui André Silva.

Árvores que o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas considera como “Monumentais”, classificando-as de Interesse Público:

http://www.icnf.pt/portal/florestas/aip/aip-monum-pt

Tags:

PAN

Sobre nós

Partido pelos Animais e pela Natureza.

Subscrever