PAN e autarquia debatem novas condições para os animais do Canil do Porto

  •          - Visita às instalações do canil e reunião com a gestão municipal trazem novos compromissos
  •          - O Porto pode acompanhar as melhores práticas de políticas públicas de bem-estar e proteção animal ao nível de outras cidades portuguesas e europeias
  •         -  Autarquia já está a trabalhar no projeto de execução do novo canil que estará pronto até ao final de 2016 e as instalações concluídas até ao final de 2017
 
Lisboa, 10 de maio de 2016   – O deputado do PAN, Pessoas – Animais- Natureza, André Silva, esteve no Porto numa visita que teve por objetivo debater a possibilidade de se assegurar melhores condições pelos Animais do Canil do Porto. Vários membros das estruturas local e regional do PAN juntaram-se aos cidadãos da cidade numa manifestação que aconteceu no Domingo dia 8 de Maio, seguindo-se ontem, dia 9 de Maio, uma visita às instalações do canil e a realização de uma reunião com o Vereador do Ambiente da Câmara Municipal do Porto (CMP), Filipe Araújo e médicos veterinários que acompanham estes trabalhos no município.
 
Neste encontro, o PAN procurou transmitir o descontentamento crescente dos cidadãos face à ausência de políticas públicas de bem-estar e proteção animal na cidade do Porto. Uma vez que não tem sido possível dar resposta concreta aos compromissos assumidos pela vereação acerca da necessidade de um novo espaço para os animais, em substituição do atual, que se encontra obsoleto e sem as condições que permitam dar-lhes a dignidade que merecem.
 
Debateu-se o facto da vontade política no Porto não estar a conseguir acompanhar as exigências e as expectativas dos cidadãos. Numa cidade com a dimensão cultural e civilizacional do Porto seria expectável que pudesse acompanhar as políticas de bem-estar e proteção animal de outras cidades portuguesas e europeias.
 
Foi assinalado como positivo o facto de o município ter já iniciado campanhas que visam a adoção de animais, tendo sido sugerido que os animais sejam entregues para adoção já esterilizados, o que não ocorre (os animais são adotados sem garantia de que são esterilizados pelos adotantes, ficando ao critério do adotante utilizar o cheque-oferta que o município entrega no momento da adoção). Igualmente positivo foi o compromisso assumido pelo Senhor Vereador relativamente ao novo canil (CROA), reforçando que a Câmara Municipal do Porto está a trabalhar no projeto de execução que estará pronto até ao final de 2016 e as instalações concluídas até ao final de 2017, foi ainda avançado que se prevê que o canil venha a ter 100 boxes para canídeos e um gatil. Não foi descartada a hipótese, pela vereação, do projeto do canil poder ser alvo de consulta pública antes de ser colocado a concurso público.
 
Enviamos mais informação em anexo.

Tags:

Sobre nós

Partido pelos Animais e pela Natureza.

Subscrever

Media

Media