Sector do leite em Portugal levanta fortes críticas ao Deputado do PAN

Os consumidores portugueses devem ser livres para escolher os produtos que consomem, estando na posse de toda a informação existente
 

  • Consumo de 5 litros de leite tem o mesmo impacto ambiental que uma viagem de 100km de automóvel
  • PAN sugere diversificação e reconversão graduais do sector a médio prazo
 
Lisboa, 13 de janeiro de 2016   – O deputado do PAN – Pessoas – Animais – Natureza, André Silva, foi alvo de duras críticas no início desta semana, numa carta aberta da Federação Nacional das Cooperativas de Leite e Lacticínios, FCRL (Fenalac) onde foi exposta a indignação deste sector, perante a posição pública do PAN sobre a Produção Leiteira Nacional defendida na reunião Plenária nº 22 da Assembleia da República, de 7 de Janeiro.
 
Conforme já foi comunicado a esta entidade, em carta de esclarecimento (anexa), e passando por cima de acusações vazias e de carácter abstrato e opinativo, o PAN acredita que por ter um representante eleito na Assembleia da República, deve reforçar a defesa das causas que sempre integraram o seu programa eleitoral e que cerca de 74.000 portugueses legitimaram quando votaram e elegeram um deputado do partido, sendo que, um sistema democrático ganha com a diversidade e com o direito à apresentação de diferentes perspetivas.
 
A posição do PAN começa por sugerir que se assuma uma premissa incontestável no que respeita à produção de leite em Portugal - os consumidores querem cada vez mais alternativas ao leite e que se encontrem medidas que lidem de forma realista com este aspeto inquestionável, mais do que continuar a injetar recursos financeiros e a esgotar recursos naturais para salvar uma indústria em crise.
 
Esta mensagem do mercado, que representa escolhas mais saudáveis e conscientes dos portugueses e que a indústria teima em não escutar está alicerçada na escuta ativa, muito próxima, do que cada vez mais cidadãos nos pedem enquanto coletivo.
 
“Não cabe ao PAN definir a solução “matemática” ou “mágica” para todas as questões, mas é da nossa responsabilidade continuar a informar os portugueses de que existem alternativas, a tantos níveis. De que o mito criado sobre o leite ser um “super-alimento”, pode ser facilmente desconstruído, como tem vindo a ser um pouco por todo o mundo por várias entidades, muito antes até do PAN chegar ao Parlamento,” afirma André Silva.
 
Enviamos mais informação em anexo.

Tags:

Sobre nós

Partido pelos Animais e pela Natureza.

Subscrever