Bielorrusso Ales Bialiatski, russas Pussy Riot e iranianos Nasrin Sotoudeh e Jafar Panahi são os finalistas

Direitos humanosO bielorrusso Ales Bialiatski, Pussy Riot e os iranianos Nasrin Sotoudeh e Jafar Panahi são os três finalistas do prémio Sakharov 2012 para a Liberdade de Pensamento, selecionados hoje pelas comissões de Relações Externas e do Desenvolvimento do Parlamento Europeu. O vencedor será anunciado a 26 de outubro.O escolhido irá receber 50 mil euros e será convidado a estar presente na cerimónia de entrega do prémio, a 12 de dezembro, em Estrasburgo.Os três finalistas foram escolhidos entre cinco nomeações feitas pelos grupos políticos ou grupos constituídos por mais de 40 eurodeputados.Ales BialiatskiAles Bialiatski é um defensor da liberdade e dos direitos humano, que está atualmente preso pelo regime bielorrusso. Bialiatski tem sido, ao longo da vida, um ativista da sociedade civil na luta pela liberdade de pensamento e de expressão na Bielorrússia."Acho que este candidato está muito próximo da mensagem do próprio Sakharov, que era reconhecer as pessoas que dedicam a sua vida a lutar por outras, esquecendo o preço que elas próprias têm de pagar, que pode até incluir o preço da própria vida", disse o eurodeputado Jacek Saryusz-Wolski (Partido Popular Europeu, Polónia).Nomeado pelo eurodeputado Jacek Saryusz-Wolski e por outros 82 deputados europeus.Pussy RiotAs ações de protesto e a detenção destas três jovens mulheres, Nadezhda Andreyevna Tolokonnikova, Yekaterina Samutsevich e Maria Alyokhina, bem como a sua sentença subsequente a dois anos num campo de trabalho, chamaram mais a atenção do mundo para a restrição sem escrúpulos dos direitos civis e a ausência do Estado de Direito na Rússia do que os homicídios de jornalistas e as leis repressivas. "O próprio Andrei Sakharov ficaria extremamente satisfeito ao ver o reconhecimento destas criativas e corajosas mulheres [--] que organizaram protestos contra um regime autocrático e um poder estatal patriarcal, conseguindo envergonhá-lo", disse Werner Schulz (Verdes, Alemanha)Nomeadas pelo eurodeputado Werner Schulz e por outros 45 deputados europeus..Nasrin Sotoudeh e Jafar PanahiNasrin Sotoudeh é uma advogada iraniana encarcerada que representou ativistas iranianos da oposição, presos na sequência das renhidas eleições presidenciais de junho de 2009."Já está na hora de atribuir o prémio Sakharov a iranianos. Sotoudeh é uma excelente candidata; uma advogada dos direitos humanos que defendeu jovens, mulheres e prisioneiros de consciência, mas que está agora ela própria na prisão", disse Marietje Schaake (Liberais, Holanda).Jafar Panahi é um realizador de cinema iraniano que ganhou o prémio Caméra d'Or no Festival de Cannes em 1995. Os seus filmes são conhecidos pela sua perspetiva humanista da vida no Irão, incidindo com frequência nas dificuldades das crianças, nos pobres e nas mulheres. "Os seus filmes são testemunhas da realidade quotidiana no Irão; para nós, ele personifica a luta contra a repressão oficial e a luta pela liberdade e pelos direitos humanos", sublinhou Véronique de Keyser (Socialista e Democrata, Bélgica).Nomeados pelos grupos Social-Democrata, Liberal-Democrata, os Verdes/Aliança Livre Europeia e ainda pelos eurodeputados José Ignacio Salafranca, Elmar Brok e 11 outros deputados europeus.Instituído em 1988, o Prémio Sakharov já foi atribuído a personalidade como Nelson Mandela, Xanana Gusmão, o bispo angolano Zacarias Camuenho ou à organização Repórteres Sem Fronteiras.Primavera Árabe amanhã no PE O Parlamento Europeu, em Bruxelas, será palco amanhã do debate "Vozes para a Democracia: Cidadania em Desenvolvimento", no qual estarão presentes os laureados com o Prémio Sakharov 2011, representados por Asmaa Mahfouz (Egipo), Ahmed El-Senussi (Líbia) e Ali Ferzat (Síria).Este último receberá finalmente o galardão, uma vez que não conseguiu estar presente na cerimónia de dezembro de 2011.Os três ativistas da Primavera Árabe irão reunir-se com o vencedor do Prémio Livro Europeu 2011, Maxim Leo (Alemanha). O evento será uma oportunidade para ouvir as experiências pessoais de cidadãos conduzidos pelo desejo de liberdade e democracia.Contactos:Satu HELIN : foreign-press@europarl.europa.eu : ( 32) 498 98 3386 : ( 32) 2 28 41498 (BXL) : ( 33) 3 881 73612 (STR)Teresa COUTINHOGabinete do Parlamento Europeu em Portugal - Serviço de Imprensa : teresa.coutinho@europarl.europa.eu : 91 768 34 30 : 21 350 49 13

Tags:

Sobre nós

Instituição Parlamentar da União Europeia.

Subscrever

Media

Media