Martin Schulz eleito Presidente do Parlamento Europeu

Os eurodeputados elegeram hoje o socialista alemão Martin Schulz para novo Presidente do Parlamento Europeu por 387 votos, uma maioria absoluta dos 670 votos expressos. O mandato de Martin Schulz, de 56 anos, será de dois anos e meio, até julho de 2014.


Em anexo, discurso de Schulz (versão portuguesa)


No discurso proferido no hemiciclo de Estrasburgo após terem sido divulgados os resultados da eleição, Martin Schulz disse: "Temos de estar cientes de que, na Europa, as pessoas se interessam menos pelo debate institucional. Preocupam-se muito mais com o futuro dos filhos, o emprego, as pensões (...). Este é o local onde os interesses dos cidadãos estão representados".


O recém-eleito Presidente do Parlamento Europeu afirmou que, "pela primeira vez desde a sua fundação, o fracasso da União Europeia é um cenário realista". Para Schulz, "os nossos interesses não se podem dissociar dos dos nossos vizinhos e na compreensão que a UE não é um jogo de soma zero, em que um tem de perder para que outro ganhe. É exatamente o contrário: ou ganhamos todos ou perdemos todos. Para isso, a regra de base é o método comunitário. Não se trata de um conceito técnico, mas do espírito da União Europeia!".


Ao longo dos últimos dois anos sucederam-se cimeiras entre os Chefes de Estado e de Governo da UE, onde "decisões, que nos afetam a todos, são tomadas à porta fechada (...). No fundo, os representantes nacionais dos cidadãos veem-se a desempenhar o mero papel de instrumentos do poder. Só lhes é permitido aceitar, sem exprimir opinião, os acordos alcançados à porta fechada em Bruxelas (...). Face a esta situação, o Parlamento Europeu não ficará de braços cruzados!", garantiu Martin Schulz. "O acordo entre Estados sobre a nova união orçamental é o primeiro teste", acrescentou.


"Quem violar a Carta dos Direitos Fundamentais deve contar com a nossa oposição. É essa a nossa obrigação conjunta enquanto Parlamento", disse o novo Presidente, anunciando que o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, participará amanhã no debate em plenário sobre os recentes desenvolvimentos políticos na Hungria e as controversas leis que implementam a nova Constituição do país.


Resultados da eleição


O Presidente do Parlamento Europeu é eleito por escrutínio secreto e necessita da maioria absoluta dos votos expressos, de acordo com o Regimento do PE. Os votos brancos ou nulos não são tidos em conta para calcular a maioria absoluta.


Os resultados da primeira volta do escrutínio foram os seguintes:


Total dos votos: 699

Votos brancos ou nulos: 29

Votos válidos: 670

Maioria absoluta necessária: 336


Resultado de cada um dos candidatos:


Martin Schulz (SD, Alemanha) 387 votos - eleito Presidente do Parlamento Europeu

Nirj Deva (ECR, Reino Unido): 142 votos

Diana Wallis (ALDE, Reino Unido): 141 votos


Retrato do novo Presidente do Parlamento Europeu: Quem é Martin Schulz?


Discurso de Martin Schulz (áudio)


O ABC das eleições presidenciais no Parlamento Europeu

________________________________________

Contactos:

Teresa COUTINHO

Gabinete do PE em Lisboa

: teresa.coutinho@europarl.europa.eu

: 351 91 768 34 30

: 33 (0) 3881 72673 (Estrasburgo)


Isabel Teixeira NADKARNI

Serviço de Imprensa – Assessora de imprensa portuguesa

: isabel.nadkarni@europarl.europa.eu

: 32 (0) 498 98 33 36

: 32 (0) 228 32198 (Bruxelas)

: 33 (0) 3881 76758 (Estrasburgo)

Tags:

Sobre nós

Instituição Parlamentar da União Europeia.

Subscrever