Prémio Sakharov 2011: vencedores gratos à UE pelo apoio à Primavera Árabe

"Ao entregar o Prémio Sakharov a cinco activistas da Primavera Árabe, o Parlamento Europeu reconhece os esforços de todos aqueles que lutam pela dignidade, pelas liberdades e pela mudança política no mundo árabe", disse o Presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek, na cerimónia hoje realizada em Estrasburgo.


"Estes eventos históricos relembram-nos também das nossas responsabilidades, incluindo a necessidade de apoiar uma sociedade civil emergente, jovem e vibrante", disse Jerzy Buzek, destacando igualmente o papel das mulheres na Primavera Árabe.


Os vencedores manifestaram a sua gratidão pela atribuição do Prémio Sakharov, um símbolo importante do apoio da Europa aos movimentos da Primavera Árabe, e referiram os desafios que os seus países ainda enfrentam em matéria de direitos humanos e democracia.


Dos cinco vencedores, apenas dois puderam estar presentes na cerimónia de entrega do prémio, no hemiciclo de Estrasburgo: Asmaa Mahfouz, do Egipto, e Ahmed El Senussi, da Líbia.


O Parlamento Europeu respeitou um minuto de silêncio em memória do vencedor a título póstumo, Mohamed Bouazizi, cuja auto-imolação em protesto contra a repressão levada a cabo pelas autoridades tunisinas inspirou manifestações noutros países e o movimento que ficou conhecido pela designação de "Primavera Árabe".


Ao receber o prémio, Asmaa Mahfouz disse: "A atribuição deste prémio homenageia todas aquelas pessoas no Egipto que foram muito mais corajosas do que eu e que sacrificaram as suas vidas nas ruas do país. Gostaria de dizer o quão orgulhosa estou dos mártires da revolução árabe. Não os iremos trair, iremos continuar o seu caminho".


Ahmed El Senussi sublinhou a importância da reconciliação: "Precisamos reconstruir o nosso país, demonstrando tolerância mesmo para com aqueles que cometeram crimes, que violaram a dignidade humana". Ahmed El Senussi agradeceu aos países vizinhos da Líbia, os primeiros a ir em seu auxílio, pelo seu "apoio diplomático e militar sem ambiguidades".


O caricaturista sírio Ali Ferzat, que está exilado no Kuwait, enviou uma mensagem por vídeo, transmitindo a sua gratidão pela atribuição do prémio e o seu pesar pelo número de vítimas no seu país, que "aumenta a cada minuto".


A advogada e activista síria Razan Zaitouneh, que se encontra actualmente escondida das autoridades, enviou uma carta dizendo: "Gostaria de agradecer ao Parlamento Europeu e a todos aqueles que se solidarizaram com a revolta do meu povo e que o tem apoiado na construção de um futuro livre de repressão, prisões e sangue derramado; a todas as corajosas pessoas na Tunísia, Egipto, Líbia, Iémen, Bahrein e além; a todos os que conseguiram a sua liberdade e a todos os que ainda estão lutando por ela".


Vencedores do Prémio Sakharov 2011


Asmaa Mahfouz


Asmaa Mahfouz é uma das fundadoras do movimento juvenil egípcio "6 de Abril", ao qual aderiu em 2008. A opressão de jornalistas e activistas pelo regime de Mubarak e o exemplo tunisino levou-a a organizar os seus próprios protestos. Os seus apelos à liberdade, colocados no YouTube, Facebook e Twitter, foram vistos por centenas de milhares de pessoas e levou-as à Praça Tahrir, para aí pedirem reformas democráticas, justiça social e respeito pelos direitos fundamentais.


Ahmed El Senussi


Ahmed El Senussi foi o "prisioneiro de consciência" com mais tempo de detenção na Líbia. Em 1970, foi acusado de conspiração numa tentativa de golpe contra o Coronel Kadhafi e passou 31 anos na prisão, muitos deles em regime de isolamento.


Mohamed Bouazizi


Mohamed Bouazizi era um vendedor ambulante tunisino, cuja auto-imolação, em Dezembro do ano passado, esteve na origem dos motins que despoletaram a revolução tunisina e o consequente derrube do Presidente Ben Ali. Esta revolta inspirou manifestações e revoluções noutros países árabes, como o Egipto e a Líbia, movimento que ficou conhecido pela designação de "Primavera Árabe".


Ali Ferzat


Ali Ferzat é um caricaturista político e um conhecido crítico do regime de Bashar al-Assad. Com o crescimento da actual revolta na Síria, iniciada em Março, Ferzat tornou-se mais directo nas suas caricaturas anti-regime, visando especificamente al-Assad. Em Agosto, foi espancado pelas forças de segurança sírias, que fracturaram as mãos de Ferzat.


Razan Zaitouneh


Razan Zaitouneh é uma advogada e activista dos direitos humanos na Síria. Fundou um blogue intitulado SHRIL, onde divulga regularmente as atrocidades cometidas no seu país. Através deste blogue, apela à comunidade internacional para pôr cobro à violência sofrida pelos manifestantes e pede aos meios de comunicação social internacionais que dêem testemunho da situação na Síria. Razan Zaitouneh está actualmente escondida das autoridades, que a acusaram de ser uma agente estrangeira.


Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento


Todos os anos, desde 1988, o Parlamento Europeu atribui o Prémio Sakharov a indivíduos ou organizações que se destacaram na defesa dos direitos humanos e da democracia. O prémio é assim chamado em honra do cientista e dissidente político soviético Andrei Sakharov.


EuroparlTV: vídeos sobre o Prémio Sakharov

http://europarltv.europa.eu/pt/search.aspx?keyword=Sakharov


Vídeo da cerimónia de entrega do prémio (clique no dia 14 de Dezembro de 2011)

http://www.europarl.europa.eu/ep-live/pt/plenary/search-by-date


Vídeo da conferência de imprensa

http://www.europarl.europa.eu/ep-live/pt/other-events/search?end-date=start-date=legislature=organ-code=pageIndex=


Website do Prémio Sakharov

http://www.europarl.europa.eu/aboutparliament/pt/002398d833/Sakharov-Prize-for-Freedom-of-Thought.html;jsessionid=C354CEB0A8B65E0FA58A465E04FE9793.node2


Contactos:

Teresa COUTINHO

Gabinete do PE em Lisboa

: teresa.coutinho@europarl.europa.eu

: 351 91 768 34 30

: 33 (0) 3881 72673 (Estrasburgo)


Isabel Teixeira NADKARNI

Serviço de Imprensa – Assessora de imprensa portuguesa

: isabel.nadkarni@europarl.europa.eu

: 32 (0) 498 98 33 36

: 32 (0) 228 32198 (Bruxelas)

: 33 (0) 3881 76758 (Estrasburgo)

Tags:

Sobre nós

Instituição Parlamentar da União Europeia.

Subscrever