Autocarros híbridos no Parque da Pena

- Desenhados especificamente para a Parques de Sintra
- Vistas panorâmicas, mínimo de ruído e emissão de gases
- 5 meses de desenvolvimento e um investimento de 375.000 Euros

Imagens: http://62.28.132.233/1396266081.zip

A Parques de Sintra inicia amanhã, 1 de abril, no Parque da Pena, a circulação de três novos autocarros híbridos que desenhou e encomendou especificamente para transporte ambientalmente responsável entre o portão do Parque e a entrada do Palácio. Com esta aquisição, no valor de cerca de 375.000 Euros, será agora possível, aos quase 800.000 visitantes anuais do Parque e Palácio, circular entre aqueles dois pontos-chave num veículo com vistas panorâmicas e um mínimo de emissão de gases e ruídos.

Os novos autocarros, de tecnologia híbrida de última geração, vêm substituir os antigos, que eram a diesel, ruidosos e de grande volume, ou seja, pouco amigos do ambiente e pouco adaptados ao perfil dos caminhos existentes no interior do Parque da Pena.

Ao longo de um projeto que demorou cerca de 5 meses, estes autocarros foram desenhados especificamente para a Parques de Sintra pela Mobipeople e adequam-se na perfeição à circulação no interior do Parque da Pena: são de dimensão mais reduzida, mais compactos e permitem uma melhor fruição da viagem e um contacto mais próximo com a natureza por serem descapotáveis e possibilitarem a remoção integral dos vidros laterais. E, o mais importante, são ambientalmente mais eficientes, minimizando a emissão de partículas para o meio ambiente ao mesmo tempo que reduzem em cerca de 20% o consumo de gasóleo.

Cada autocarro tem capacidade até 35 lugares, incluindo um lugar para uma cadeira de rodas. Houve por parte da Parques de Sintra a preocupação de integrar nos novos autocarros uma plataforma elevatória que permite a fácil inclusão de pessoas com mobilidade condicionada, integrado no projeto Parques de Sintra Acolhem Melhor, que visa melhorar a experiência de fruição dos parques e monumentos por parte de pessoas com mobilidade reduzida.

Para utilizar este serviço de ida e volta entre o portão do Parque e a entrada do Palácio, os visitantes deverão adquirir um suplemento ao bilhete, com um preço de 3 Euros (gratuito para crianças até aos 5 anos). O bilhete incluirá, a partir de meados do mês de abril, um sistema áudio individual com explicação sobre o Parque e Palácio da Pena em 5 idiomas: português, inglês, castelhano, francês e alemão.

Ainda que o percurso regular dos autocarros seja apenas o acima referido, estes autocarros foram desenvolvidos de forma a possuírem autonomia energética e homologação para circulação em via pública (com matrícula), o que lhes permitirá circular entre os diferentes polos sob gestão da Parques de Sintra. Poderão também ser utilizados em eventos internos da empresa ou em eventos privados.

Este é um serviço complementar e diferente do oferecido pelos carros elétricos Hop On Hop Off existentes nos Parques da Pena e Monserrate durante a Época Alta, e que permitem aos visitantes entrar e sair em diversos pontos do Parque. No caso dos autocarros agora lançados, o serviço é o de transporte entre o portão do Parque e a entrada do Palácio, e não um percurso por todo o Parque.

Sobre a Parques de Sintra - Monte da Lua

A Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A. (PSML) é uma empresa de capitais exclusivamente públicos, criada em 2000, no seguimento da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade. A sua criação teve como objetivo reunir as instituições com responsabilidade na salvaguarda e valorização da Paisagem Cultural de Sintra, e o Estado Português entregou-lhe a gestão das suas principais propriedades na zona. Não recorre ao Orçamento do Estado, pelo que a recuperação e manutenção do património que gere são asseguradas pelas receitas de bilheteiras, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos.

Em 2013, os valores naturais e culturais que a PSML gere (Parque e Palácio da Pena, Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, Chalet da Condessa d’Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos, e Escola Portuguesa de Arte Equestre) receberam aproximadamente 1.700.000 visitas, mais de 90% das quais por parte de estrangeiros.

São acionistas da PSML o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, a Direção Geral do Tesouro e Finanças (que representa o Estado), o Turismo de Portugal e a Câmara Municipal de Sintra.

www.parquesdesintra.pt ou www.facebook.com/parquesdesintra

Tags:

Sobre nós

Empresa de capitais exclusivamente públicos criada em 2000 (decreto-lei nº 215/2000, de 2 de Setembro), na sequência da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade e dos compromissos assumidos com a sua recuperação, conservação e divulgação.

Subscrever

Media

Media