Divino Sospiro e Eduarda Melo em concerto no Palácio Nacional de Queluz

O Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal, em parceria com a Parques de Sintra, apresenta o concerto “Jommelli, Gluck e Avondano: 300 anos do nascimento”, que terá lugar dia 20 de junho, no Palácio Nacional de Queluz, às 19h00.

Protagonizado pela orquestra Divino Sospiro e pela soprano Eduarda Melo, este concerto celebra o tricentenário do nascimento do compositor italiano Niccolò Jommelli (1714-1774), do compositor alemão Chistoph Willibald Gluck (1714-1787), e do compositor português Pedro António Avondano (1714-1782), figuras incontornáveis do século XVIII, que participaram de forma significativa nas transformações da linguagem musical, criando a base para o desenvolvimento do estilo clássico.

Neste concerto pretende-se mostrar alguns exemplos da produção de Câmara, numa faceta menos conhecida, juntamente com algumas árias de ópera para soprano emblemáticas, pelas quais estes compositores são historicamente reconhecidos.

De Jommelli, será apresentada a triosonata nº6 e a ária “In te spero” da ópera Demoofonte; de Gluck, será apresentada a triosonata IV em si bemol maior, e de Avondano, a triosonata nº1 e a ária “Ah, tu non sai bella Selene”, da ópera Didone Abbandonata.

Este concerto integra-se no Colóquio Internacional “Niccolò Jommelli, Christoph Willibald Gluck e Pedro António Avondano, 300 anos do nascimento: A circulação de repertórios na Europa na segunda metade do séc. XVIII”, que decorre de 20 a 22 de junho, no Palácio Nacional de Queluz. O objetivo é fomentar o diálogo em torno da circulação das obras dos três compositores e dar visibilidade à posição relevante de Portugal no circuito musical europeu da segunda metade do século XVIII.

Concerto “Jommelli, Gluck e Avondano: 300 anos do nascimento”:
Palácio Nacional de Queluz
20 de junho, às 19h00
Duração: 1 hora
15 Euros adulto / 10 Euros estudante
Bilhetes à venda: bilheteiras Parques de Sintra, FNAC, Worten, El Corte Inglés, MEO Arena, Media Markt e Postos de Turismo Aeroporto e Praça do Comércio ou online, na blueticket.

Informações para o público: www.parquesdesintra.pt; comercial@parquesdesintra.pt; 21 923 73 00


Sobre a Parques de Sintra - Monte da Lua
A Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A. (PSML) é uma empresa de capitais exclusivamente públicos, criada em 2000, no seguimento da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade. A sua criação teve como objetivo reunir as instituições com responsabilidade na salvaguarda e valorização da Paisagem Cultural de Sintra, e o Estado Português entregou-lhe a gestão das suas principais propriedades na zona.
Não recorre ao Orçamento do Estado, pelo que a recuperação e manutenção do património que gere são asseguradas pelas receitas de bilheteiras, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos.
Em 2013, os valores naturais e culturais que a PSML gere (Parque e Palácio da Pena, Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, Chalet da Condessa d’Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos e Escola Portuguesa de Arte Equestre) receberam aproximadamente 1.700.000 visitas, mais de 90% das quais por parte de estrangeiros.
São acionistas da PSML o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, a Direção Geral do Tesouro e Finanças (que representa o Estado), o Turismo de Portugal e a Câmara Municipal de Sintra.

Tags:

Sobre nós

Empresa de capitais exclusivamente públicos criada em 2000 (decreto-lei nº 215/2000, de 2 de Setembro), na sequência da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade e dos compromissos assumidos com a sua recuperação, conservação e divulgação.

Subscrever

Media

Media