Monumentos de Sintra apagam as luzes em ação simbólica

A Parques de Sintra junta-se à iniciativa Hora do Planeta 2015, organizada pela WWF (World Wildlife Fund), à semelhança de anos anteriores.
Desta forma, o Palácio Nacional da Pena, o Palácio Nacional de Sintra, o Palácio de Monserrate e o Castelo de Mouros ficam às escuras no sábado, dia 28 de março, entre as 20h30 e as 21h30.
 
Este é o quarto ano consecutivo em que a Parques de Sintra demonstra o seu apoio e compromisso com o Planeta, juntando-se a centenas de milhões de pessoas em todo o mundo. “Usa o teu poder contra as alterações climáticas” é o mote deste ano.
 
A Hora do Planeta e´ uma iniciativa da WWF que comec¸ou em 2007 em Sidney, na Austra´lia, quando 2,2 milho~es de pessoas e mais de 2.000 empresas apagaram as luzes por uma hora numa tomada de posic¸a~o contra as mudanc¸as clima´ticas.
 
Sobre a Parques de Sintra - Monte da Lua
 
A Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A. (PSML) é uma empresa de capitais exclusivamente públicos, criada em 2000, no seguimento da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade. Não recorre ao Orçamento do Estado, pelo que a recuperação e manutenção do património que gere são asseguradas pelas receitas de bilheteiras, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos.

Em 2014, as áreas sob gestão da PSML (Parque e Palácio Nacional da Pena, Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, Chalet da Condessa d’Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos e Escola Portuguesa de Arte Equestre) receberam aproximadamente 1.928.000 visitas, cerca de 86% das quais por parte de estrangeiros. Recebeu, em 2013 e 2014, o World Travel Award para Melhor Empresa em Conservação.

São acionistas da PSML a Direção Geral do Tesouro e Finanças (que representa o Estado), o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, o Turismo de Portugal e a Câmara Municipal de Sintra.
www.parquesdesintra.pt ou www.facebook.com/parquesdesintra
 

Tags:

Sobre nós

Empresa de capitais exclusivamente públicos criada em 2000 (decreto-lei nº 215/2000, de 2 de Setembro), na sequência da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade e dos compromissos assumidos com a sua recuperação, conservação e divulgação.

Subscrever