“Officium Ensemble” e “Capella Sanctæ Crucis” no Palácio Nacional de Sintra

 

  • Sexta-feira e sábado (dias 19 e 20): concertos e conferências
  • “Officium Ensemble” interpreta o programa “A Idade de Ouro da Renascença Portuguesa”
  • “Capella Sanctæ Crucis” interpreta repertório ibérico de influência Moçárabe
 

No terceiro fim de semana de junho (19 e 20) o ciclo de música medieval e renascentista “Reencontros – Memórias Musicais de um Palácio”, no Palácio Nacional de Sintra, recebe os concertos noturnos do agrupamento “Officium Ensemble” e “Capella Sanctæ Crucis”.

Os concertos comentados e aperitivos, bem como as conferências, prosseguem também.
 

Sexta-feira, 19 de junho

O programa começa às 14h30 com um concerto comentado do Coro Gregoriano do Instituto Gregoriano de Lisboa, com direção de Armando Possante, na Sala Manuelina.
Recordando a figura de Santo António, é apresentada em concerto a liturgia dedicada a esta figura da Igreja.
Este concerto é de entrada gratuita, mediante aquisição de bilhete para o Palácio (que pode ser visitado antes ou depois do concerto).
 
Às 20h00, ainda na Sala Manuelina, tem lugar a conferência “No Coração Árabe da Vila de Sintra”, pelo historiador de Arte Paulo Almeida Fernandes. Na conferência será abordado o facto de o Palácio Nacional de Sintra ser um monumento desconhecido em muitos dos seus aspetos, entre outras questões. Esta conferência é de entrada gratuita, mediante capacidade da sala.
 
Às 21h30, na Sala dos Cisnes, tem lugar o concerto “A Idade de Ouro da Renascença Portuguesa”, de “Officium Ensemble”, com obras de Duarte Lobo, Frei Manuel Cardoso, Estêvão Lopes-Morago e Estêvão de Brito.
 
O agrupamento é composto por Ariana Russo (soprano), Clara Coelho (soprano), Isabel Jacobetty (soprano), Sara Ramalhinho (soprano), Gerson Coelho (tenor), Pedro Cachado (tenor), Catarina Saraiva (alto), Manon Marques (alto), Raquel Marques (alto), Rita Tavares (alto), Pedro Casanova (baixo), Tiago Mota (baixo) e Sérgio Silva (baixo). Os bilhetes para este concerto têm um custo de 10 euros.

 
Sábado, 20 de junho

Neste dia é possível assistir ao concerto aperitivo do Coro Gregoriano do Instituto Gregoriano de Lisboa, com direção de Armando Possante, na Capela Palatina, às 12h00. Este concerto é de entrada gratuita, mediante aquisição de bilhete para o Palácio (que pode ser visitado antes ou depois do concerto).
                         
Às 21h30, na Sala dos Cisnes, tem lugar o concerto do agrupamento “Capella Sanctæ Crucis”, com o programa “Alá Xaber Divinar/Moçárabe, Mudejar, Mourisco/Confluências no Património Musical Ibérico em torno de 1500” que inclui obras de Luys de Narváez, Diego Pisador, Gabriel Mena, Juan Vasquez, António Carreiro e Cantorales de Cisneros.
 
O agrupamento é composto por Marie Remandet (voz), Tiago Simas Freire (direção, flauta e corneta), Ondine Lacorne-Hébrard (viela de arco), Sara Águeda Martín (harpa) e Rui Silva (percussões).
 
Os bilhetes para este concerto têm um custo de 10 euros.
 

Ciclo “Reencontros”

Este ciclo, que decorre até 27 de junho, surge integrado na decisão da Parques de Sintra de dinamizar os Palácios sob sua gestão, e da parceria com o Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal. Prende-se também com o objetivo de preencher uma lacuna ao nível da música medieval e renascentista, dado que não existe nenhum ciclo musical nacional centrado neste tipo de repertório.
 
A programação relaciona-se com as épocas áureas do Palácio Nacional de Sintra - medieval e renascentista -, e pretende revisitar o Palácio através da sua memória musical, recriando o imaginário sonoro que o terá habitado durante o período em que este era um espaço de eleição da Família Real Portuguesa. 

Tags:

Sobre nós

Empresa de capitais exclusivamente públicos criada em 2000 (decreto-lei nº 215/2000, de 2 de Setembro), na sequência da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade e dos compromissos assumidos com a sua recuperação, conservação e divulgação.

Subscrever