Visitas multimédia e Realidade Aumentada no Castelo dos Mouros

- Percurso Multimédia por todo o Castelo
- Realidade Aumentada permite “legendar” a paisagem
- Acesso a informação e imagem sobre os pontos-chave
- Informação histórica, imagens das escavações arqueológicas e curiosidades
- Visitantes podem aceder aos conteúdos no monumento ou noutro local

http://talkingheritage.parquesdesintra.pt

Imagens: http://62.28.132.233/1384193291.zip (referência a créditos obrigatória)

A Parques de Sintra disponibiliza agora, gratuitamente, na aplicação mobile Talking Heritage, o percurso interativo para o Castelo dos Mouros. Assim, permite-se o acesso a informação sobre cada um dos vários pontos de interesse, em imagens e textos, no monumento, enquanto se observam, ou a partir de qualquer outro ponto. Neste novo lançamento foi também incluída tecnologia de Realidade Aumentada em pontos-chave da muralha, permitindo obter mais informação, in loco, sobre os pontos de interesse da paisagem, de forma dinâmica.

A aplicação, disponível para smartphones e tablets (iOS ou Android), permite assim ao visitante aceder a mais informação em fotografia e texto ao longo do percurso pelo Castelo dos Mouros. Foram definidos vários pontos de interesse e é disponibilizada informação sobre o que se está a observar, nomeadamente dados históricos e arqueológicos sobre o Castelo, ou apenas pequenas curiosidades relacionadas com a História do local.

Este tipo de disponibilização de informação torna mais fácil a divulgação de uma História tão complexa como a do Castelo dos Mouros, local no qual se identificaram vestígios humanos desde 5.000 a.C. até aos nossos dias. Por exemplo, uma das mais-valias da aplicação é permitir a visualização de imagens registadas durante as escavações arqueológicas em espaços que hoje não se encontram visíveis. Permite ainda transmitir facilmente ao visitante informações e imagens do que se encontrou nas escavações arqueológicas, bem como mais dados sobre as funções desses achados, e ainda detalhar dados históricos sobre o Castelo, desde a sua fundação, até hoje.

Foi também introduzida a tecnologia de Realidade Aumentada em pontos-chave ao longo da muralha do Castelo, de forma a ‘legendar’ dinamicamente os pontos de interesse da paisagem, e permitindo ao visitante descobrir o que está a ver, bem como aceder a mais informação sobre esse local.

A informação disponibilizada pela aplicação Talking Heritage está disponível em três idiomas (português, inglês e castelhano) e pode aceder-se à mesma ou descarregando a aplicação e os respetivos percursos (dos quais o mais recente é o do Castelo dos Mouros) ou lendo os códigos QR distribuídos ao longo do Castelo através de qualquer equipamento mobile com acesso à internet.

A aplicação Talking Heritage consiste num formato inovador de visitas (que se encontra também disponível nos Parques da Pena, Monserrate e Capuchos), que recorre ao uso de equipamentos mobile. Através de uma aplicação de software (App), que está disponível para descarregar na Apple Store, Google Play e através do site http://talkingheritage.parquesdesintra.pt, o visitante pode aceder aos diferentes percursos disponibilizados e a cada ponto de interesse de percurso, a informação escrita, fotografias, ficheiros áudio e vídeo, dependendo do Parque ou Monumento que está a visitar.

Sobre a Parques de Sintra - Monte da Lua

A Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A. (PSML) é uma empresa de capitais exclusivamente públicos, criada em 2000, no seguimento da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade. A sua criação teve como objetivo reunir as instituições com responsabilidade na salvaguarda e valorização da Paisagem Cultural de Sintra, e o Estado Português entregou-lhe a gestão das suas principais propriedades na zona. Não recorre ao Orçamento do Estado, pelo que a recuperação e manutenção do património que gere são asseguradas pelas receitas de bilheteiras, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos. Em 2012, os valores naturais e culturais que a PSML gere (Parque e Palácio da Pena, Chalet da Condessa d’Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate e Convento dos Capuchos) receberam aproximadamente um 1.138.000 visitas, mais de 90% das quais por parte de estrangeiros. Desde Setembro de 2012 é também responsável pelos Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, bem como pela Escola Portuguesa de Arte Equestre, sediada em Queluz. São acionistas da PSML o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, a Direção Geral do Tesouro e Finanças (que representa o Estado), o Turismo de Portugal e a Câmara Municipal de Sintra.

www.parquesdesintra.pt ou www.facebook.com/parquesdesintra

Tags:

Sobre nós

Empresa de capitais exclusivamente públicos criada em 2000 (decreto-lei nº 215/2000, de 2 de Setembro), na sequência da classificação pela UNESCO da Paisagem Cultural de Sintra como Património da Humanidade e dos compromissos assumidos com a sua recuperação, conservação e divulgação.

Subscrever

Media

Media