EDP E APDL ARRANCAM COM OBRAS NA ZONA DA FOZ DO TUA

As obras de alargamento do canal navegável do Douro já arrancaram na zona da desembocadura do Tua, representando a primeira fase de um projeto que prevê que o canal navegável do rio tenha, em toda a sua extensão, 4,2 metros de profundidade.

Esta empreitada de dragagem de rocha do leito do Douro, que está a ser levada a cabo pela EDP, fruto de um acordo celebrado entre a empresa e a APDL, está orçada em cerca de €3M.

A obra deverá terminar em novembro e vai representar uma grande melhoria à navegação deste troço, permitindo um aumento da segurança e conforto no movimento das embarcações.

A próxima fase de aprofundamento do canal será efetuada pela APDL entre Cotas e Valeira, uma intervenção a ser submetida a nova candidatura no âmbito do projeto Douro’s Inland Waterway 2020, uma vez que a Declaração de Impacto Ambiental foi já emitida.

Recorde-se que a APDL tem em marcha um projeto ambicioso que pretende tornar o Douro numa via navegável 24 horas por dia, em total segurança. 

Tags:

Sobre nós

Consultora de comunicação especializada em assessoria de imprensa e social media management.

Subscrever