LISBOA E PORTO NO TOP DAS CIDADES COM MAIOR NÚMERO DE EDIFÍCIOS DEGRADADOS

Há cerca de 1 milhão de edifícios degradados em Portugal, com Lisboa e Porto a liderar a lista das cidades com o maior número de imóveis a necessitar de reparações.

Para além daquelas cidades, Vila Nova de Gaia, Leiria e Coimbra fazem também parte da lista do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Fachadas degradadas e infiltrações é o aspeto mais comum de estruturas que demonstram a falta de iniciativa dos proprietários na manutenção dos seus imóveis, um fenómeno transversal em diferentes regiões que resulta em elevados custos de reparação e se reflete como um problema público, social e ambiental, alerta a Sika.

“O conforto da habitação e dos seus ocupantes dependem, em larga escala, da reabilitação das estruturas e da impermeabilização das mesmas - reforços estruturais que podem ir desde a cave ao telhado. Em Portugal, muitos edifícios carecem de reabilitação urgente e é necessário colmatar esta tendência” afirma Pedro Azevedo, Gestor de Mercado da Reabilitação e Reforço Estrutural da Sika Portugal.

Neste sentido, a Sika vai partilhar o seu know-how no XII Congresso Internacional sobre Patologia e Reabilitação de Estruturas (CINPAR), a realizar-se de 26 a 29 de outubro, na Casa das Artes, Porto, com o debate ‘Proteção de betão com impermeabilização hidrofóbica – a importância da especificação’.

Sobre nós

Consultora de comunicação especializada em assessoria de imprensa e social media management.

Subscrever

Media

Media