PADRE LINO MAIA FALA SOBRE O FUTURO DAS IPSS EM PORTUGAL

O Padre Lino Maia, presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade Social, fala pela primeira vez sobre o futuro das IPSS em Portugal e da sua eficácia na resposta ao número crescente de solicitações , amanhã, dia 13 de dezembro , durante o encerramento do ciclo de seminários ‘Caminhos da Cidadania’, promovido pela Universidade Portucalense, e que tem como objetivo lançar o debate em torno das questões da vida em coletivo.

A intervenção, que irá ainda lançar um olhar sobre as políticas de solidariedade vigentes no nosso país e o papel do Estado na assistência aos mais desfavorecidos.

O Padre Lino Maia, uma voz ativa sempre que se trata de defender as camadas mais frágeis da população, vai partilhar com a plateia a sua experiência na presidência de uma instituição que reúne 2901 entidades que prestam apoio a mais de meio milhão de pessoas.

Lino da Silva Maia tem 62 anos e é natural de Vila do Conde. Padre da diocese do Porto, é membro dos conselhos diocesanos Presbiteral e Pastoral. Para além de presidente da CNIS, exerce ainda funções de pároco de Aldoar, no Porto, capelão do Hospital Psiquiátrico de Magalhães Lemos, é presidente do Secretariado Diocesano de Pastoral Social e Caritativa e presidente do Centro Social de S. Martinho de Aldoar.

Em janeiro foi agraciado com o Prémio Especial Personalidade do Ano, da Cooperação e Solidariedade, da Cooperativa António Sérgio, atribuído este ano pela primeira vez.

O encontro está marcado para as 18h30 , decorrerá no auditório 203 da UPT ( Rua Doutor António Bernardino de Almeida, 541, Port o ), e é aberto a toda a população. 

Sobre nós

Consultora de comunicação especializada em assessoria de imprensa e social media management.

Subscrever