PORTUGUESES SÃO DOS QUE MENOS INVESTEM NO CASAMENTO

Os portugueses são dos mais poupados na hora de casar, não ultrapassando em média os €22.700 com a cerimónia, revela um estudo sobre o casamento que a portuguesa DreambooksPro realizou junto de 700 profissionais de fotografia portugueses, espanhóis, franceses e britânicos.

O estudo realizado pela empresa nacional, líder na produção de álbuns fotográficos profissionais, chegou à conclusão que os espanhóis são dos que mais investem na hora de casar, com uma média de gastos que ultrapassa os €24.900, seguidos dos britânicos com €23.700 e dos franceses com pouco mais de €23.400.

Os valores incluem o catering, o aluguer do espaço, a animação e a fotografia.

Dos quatro países em estudo, os franceses são os que preparam a festa com mais antecedência, seguidos dos britânicos, dos portugueses e dos espanhóis.

Assim, 37% dos franceses começa a planear o grande dia mais de um ano antes da data marcada, sendo que apenas 21% dos britânicos o fazem com a mesma antecedência. De entre os portugueses e espanhóis, só 10% optam por organizar a festa a longa distância.

A maioria opta mesmo por fazê-lo com 6 meses a 1 ano de antecedência, com 58% dos portugueses, 73% dos espanhóis, 54% dos britânicos e 43% dos franceses a optarem por este intervalo temporal.

Já em relação à altura do ano preferida para casar o verão é a estação com mais casamentos, com os portugueses a preferirem agosto, os britânicos e os espanhóis a optarem por julho, e os franceses por junho.

Nos quatro países o mês de janeiro recolhe também muitas preferências, ficando sempre em terceiro ou quarto lugar no ranking das opções.

Tags:

Sobre nós

Consultora de comunicação especializada em assessoria de imprensa e social media management.

Subscrever

Media

Media